Judite recordas-me a outra…

No passado dia 8 de Março, logo às primeiras horas da manhã, fui acordado por quatro simpáticos e anónimos inspetores da PJ – só um se dignou identificar-se.
(…)

Enquanto me “arrumavam” a casa – tudo no estilo “Feng-Shui” – fui questionado sem nunca conhecer os motivos que se escondiam por detrás de tão agradável e matutina visita (nota: para a próxima, sff, tragam-me o café e os jornais da manhã, obrigado).

Rui Cruz, activista do Tugaleaks e de outras causas, contituído arguido, ainda não sabemos porquê, mas pode ler o que o Rui por enquanto pode contar.

* de uma cantiga do Fausto

Comments


  1. Todos os que publicamos textos on-line (o que nesta altura é quase toda a gente), estamos sujeitos a apanhar com uma manhã destas por qualquer motivo.

    Neste caso quais são os nossos direitos?

    Para além do óbvio, ser educado, qual é a melhor estratégia para defender os nossos direitos?

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.