Novo aeroporto em Elvas para aerocomboios em bitola europeia

Ícaro, o comboio alado
(clicar para ampliar)

Após ter fracassado o projecto do TGV, Passos Coelho já colocou a hipótese de se construir uma linha de bitola europeia para mercadorias, até Badajoz. Uma vez que a referida bitola europeia só recomeça em Barcelona, a cidade de Elvas irá ser dotada da primeira aeroestação de comboios do mundo. Quando as composições saídas de Sines chegarem àquela cidade alentejana, ser-lhes-ão acopladas asas que lhes permitirão percorrer pelo ar os mil quilómetros até regressarem à linha férrea. Trata-se de um projecto absolutamente pioneiro cujo estudo ficará a cargo de uma comissão de especialistas.

Para a construção da nova linha aéreo-férrea, da aeroestação e dos aerocomboios será aberto um concurso público de ajuste directo. Ciente dos problemas criados pelas Parcerias Público-Privadas, Miguel Relvas já veio declarar que “todo este processo terá como base um novo instrumento jurídico-financeiro, as Sociedades Estatais Particulares.”

Comments

  1. Maquiavel says:

    BRILHANTE!

  2. Pisca says:

    Se pedirem ao Rafael ele vem aqui explicar como vai ser isso, arranja sempre uma boa forma de justificar as coelhices

  3. maria celeste ramos says:

    Isto é conversa de Páscoa ou de Carnaval ?’ ou de 1 de abril ??

  4. Caro Nabais,

    Muito bem vista e bem ilustrada!!!
    Gostei tanto que não resisti à tentação de transcrever para os meus blogues, devidamente referidos os direitos de autor.
    O comboio voador é a maior inovação deste Governo depois da austeridade imposta aos pequenos e da protecção da impunidade concedida aos grandes.

    Abraço
    João

  5. António Fernando Nabais says:

    Caro João
    A ilustração é da autoria do Jorge Fliscorno.
    Obrigado pela transcrição, pela leitura e pelo comentário.

Trackbacks

  1. […] de texto de blogue, seguido de NOTA: Novo aeroporto em Elvas para aerocomboios em bitola europeia Posted em 05/04/2012 por António Fernando […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.