Filhos da puta

Governo paga subsídio de férias a assessores de gabinetes

Os assessores dos gabinetes dos ministros que entraram ao serviço a 21 de Junho de 2011 receberam subsídio de férias no mês de Junho. Este caso de excepção é revelado no “Correio da Manhã”.

A justificação dada para conceder esta prestação complementar deve-se, segundo o jornal, ao facto de, ao fim de seis meses, estes funcionários já terem adquirido o direito ao subsídio e a suspensão decretada pelo Orçamento do Estado, que entrou em vigor a 1 de Janeiro de 2012, “não tem efeitos retroactivos”.

Fontes do Governo referem que, “sendo devidos estes subsídios no próprio ano de 2011, devem os mesmos ser processados e pagos, ainda que o pagamento possa só ocorrer em 2012”.

Não me consigo expressar de forma politicamente mais correcta.

Comments

  1. edgar says:

    E para os outros já tem efeitos retroactivos?
    Agora sai a notícia de que vão devolver mas se não sosse a denúncia …

  2. maria celeste ramos says:

    Filhos da puta ?? eu promovo-os a putas – deixem lá a mãe

  3. Observador says:

    LADRÕES!…

    Ouvido nos corredores:

    A última convocatória dirigida aos ministros, para estarem presentes no último conselho nacional do PSD, foi feita em papel com timbre da maçonaria. Daí só os maçons comparecerem.

    P.S.: Há cerca de 30 dias que não consigo aceder a este site. Porque será?

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.