Temos medo de viver neste fim de mundo

Uma mulher morreu na rua, na freguesia de São Romão, em Resende, porque, segundo o comandante dos bombeiros, as unidades de saúde mais próximas estão todas a uma hora de distância. Quando os governantes dizem que o país está no bom caminho, querem dizer o quê? O deputado Miguel Tiago explica, no vídeo.

Roubei o título a uma frase de um anónimo citado na reportagem: fiquei a pensar que se aplica ao país todo.

Comments


  1. Amo este Homem! 🙂

  2. maria celeste ramos says:

    Ensino e Saúde – funcionários públicos “normais” – barragens e EDP – desmantelar a vida e para tanto bastava 50% desses senhores que tanto mal fazem – já não é por ignorância – é por malvadez – olhem a dentição tão direitinha (usou aparelho dentário em adolescente) desse senor chamado Crato e o olhar demente do “desaparecido” relvas e o meio desaparecido Portas – fugiu num submarino – inaptos e ineptos

  3. edgar says:

    Quem afirma que estamos no bom caminho não se refere obviamente aos portugueses e a Portugal mas ao seu grupo de interesses.
    Veja-se, por exemplo, o RERTIII. Se nos anteriores ainda era obrigatória a repatriação neste está expressamente declarado que “Não é necessário repatriar os elementos patrimoniais para Portugal”.
    Uma beleza, lavadinho e nos paraísos, com total confidencialidade garantida pelo BP.
    Quem é amigo?

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.