Postcards from Romania (6)

Elisabete Figueiredo

 The Dracula’s Castel is the fucking castel of the fucking sleeping beauty

Sou a única turista no autocarro. Os homens têm bigodes farfalhudos e bonés de lã. Pergunto-me como é que aguentam. As mulheres são as mulheres. Têm sempre, quase sempre, um ar mais delicado onde quer que nos encontremos.
Entra um casal de velhotes. Juro que estava em Portugal há 20 anos. Ou ontem. A senhora veste-se toda de preto, lenço e meias. O senhor tem um chapéu como usava o meu avô Alberto. Sim, de repente lembro-me do meu avô Alberto e de como punha um laço na minha trança, quando eu era pequena, ou já nem tanto. Para o meu avô Alberto, que tinha os olhos verdes, como os meus, uma trança havia de ser com laço na ponta, de preferência branco.
O autocarro arranca e na janela passam cavalos e vacas e rebanhos de ovelhas, casas em construção, ruínas, e entram mais pessoas. Chegamos a Bran. Depressa percebo a Walt Disneylização de tudo aquilo. Suponho que o Vlad Tepes, o empalador que originou, ao que consta, a lenda do conde Dracula, se revolva na tumba indignado. De certa maneira, penso em inglês, sei lá porquê, the Dracula’s Castle is the fucking Castle of the fucking Sleeping Beauty.

(Bran, 8 de Agosto de 2012)

Comments

  1. nightwishpt says:

    Castle?

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.