Pampilar não é só papel

Ontem ao jantar ouvi falar desta empresa de produção de artigos de papel para consumo doméstico (Vila Nova de Gaia): a Pampilar, nome difícil de fixar. Mas fica na memória a sua filosofia empresarial. Pensam nas pessoas, nos funcionários. É feita de gente que lhe dá as cores.

Em tempo de crise é um exemplo que chama a atenção, sem dúvida: divide os lucros anuais com os trabalhadores. Em média, a Pampilar oferece por ano até 5 mil euros aos funcionários.

“A empresa está a funcionar bem e pondera até contratar mais 20 pessoas.”

Queremos isto para todos os trabalhadores: o reconhecimento do seu trabalho; considerá-los como peças fundamentais do sucesso das empresas; um tratamento humano e justo, no fim de contas.

Disse um dos funcionários mais velhos da Pampilar: “esta é a minha segunda casa”.

Trabalhar tem que ser bom (ou suportável). Não pode ser um castigo, um inferno, «uma merda», uma prisão… Ninguém ganha com isso.

Trabalhadores satisfeitos, resultados alcançados.

Da próxima vez que fôr às compras, procuro a marca Pampilar!!

Comments

  1. MAGRIÇO says:

    Pela sua postura não-alinhada com a medíocre actuação da maioria das gestões empresariais nacionais, bem merece a Pampilar o destaque que lhe é dado. Bem precisamos de estímulos destes!

  2. Amadeu says:

    “Da próxima vez que fôr às compras, procuro a marca Pampilar”.
    Já somos dois.

  3. Konigvs says:

    “Compre o que é nosso” que nós pagamos os impostos na Holanda. Que se fodam os empresários portugueses mais o 560 fabricado em qualquer parte do mundo mas embalado em Portugal. Eu compro o que acho que tem melhor qualidade/preço seja português ou ou não.

  4. maria celeste d'oliveira ramos says:

    Há tempos vi um epresa de papel higiénico a cor que exporta muito – fiquei contente – mas nãi sei se +é esta pois a memória velhinha não chega
    mas quem se lembraria de eneitar o rabo com papel tão bonito ?? e sei também que se exorta para os USA mutos abonetes porrugueses – não sei de é o Patti
    mas interessante o papel higiénico da minha rua é castellano claro – devíamos procuar onde existe o nosso mas eu sou preguiçosa

  5. José says:

    Boa tarde , sou uma pessoa que ja estive , digamos ” dentro” do ambiente desta empresa. Lamentavelmente a resportagem retrata uma situação falsa , na medida em que em cerca de 20 funcionarios que tem a fabrica apenas 2 ou 3 ganham premio ( os chefes ) e o restante ganha o ordenado minimo….efectivamente ele paga premios desse valor mas apenas a 1 deles , ou seja , o pratrão aproveitou-se dessa questao para seu beneficio e para elevar o nome da empresa que apesar de ser um empresa de sucesso e bons lucros , trata os funcionarios como lixo ( ordenado minimo , 15minutos de pausa para almoço , feriados pagos como horas normais , entre outras)…ou seja , nao se deixem iludir pelas bonitas palavras que ouvem na tv e pelos bons oradores porque hoje ng dá nada a ng

  6. Magaly says:

    Apenas não deveria ter usado uma fotografia de produtos da marca Renova para promover a marca Pampilar.

  7. ricardo says:

    e tudo muito bonito para quem nao trabalha la(como eu ja trabalhei), eles nao querem saber dos funcionarios para nada. eu trabalhava 12 horas por dia(as vezes mais) sabados e para que!!! no final do mes ganhava uma porcaria e ainda nos roubavam algum do pouco que se ganhava. este paulo marques e a sua irma sao os piores. nao digam que e uma boa impreza porque nao e nem caminha para la. 19.5 milhoes em 2013!!!! Pampilar a roubar portugal

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.