Paraíso Perdido

Fica aqui um excelente vídeo que é mais um grito contra a construção da barragem do Tua. Mais uma prova de como os sucessivos governos permanecem egocentrados e cegos a tudo o que de bom este país tem. Ao visualizar mais uma prova do crime que está a ser cometido, só me ocorreram palavras indecorosas que, por respeito aos leitores, não revelarei aqui.

Sócrates, «teus netos vão-te perguntar em poucos anos» pelo paraíso que já não vemos e pelos comboios que já não usamos. Que lhes vais responder?

E agora, se me dão licença, vou ali gritar umas palavras barbudas e já volto.

Comments

  1. palavrossavrvs says:

    Nem mais, Noémia. O Tua jaz sob a decisão de um incomensurável filho da puta!

  2. Era necessário? says:

    Jaz o Tua e sobretudo o país.
    Não sou fanático,no entanto,os dados publicados parecem não apontar grandes ganhos energéticos para o país nem sequer obviar à seca estival na região.Talvez só negócio construtor e de renda…O aproveitamento turístico(como o fizeram os espanhóis)da linha férrea melhorada seria decerto a melhor opção.Fica-me a memória das minhas viagens estivais na infância.

  3. jose dias fernandes says:

    E depois de todas as maldades desta cambada de FDP ela a dar-lhe com o Socrates! Arre porra que é demais

  4. Hugo says:

    Não negando o valor ambiental e turístico do vale e da linha do Tua (nem a desnecessidade da barragem), pergunto quantas pessoas/entidades tinham tentado aproveitar esse potencial antes de a EDP ter decidido construir a barragem? Ou as pessoas só se deram ao trabalho de procurar o Tua no mapa quando a EDP entrou em cena? E o que acontecerá no caso improvável de as obras pararem? Crescerão as campanhas turísticas no Tua ou ficará tudo no mesmo marasmo de sempre?

    • luis says:

      O mundo natural não existe só para turismo, caro Hugo. Ou o senhor é daqueles que só defende a natureza quando dá lucro?

  5. Manuel says:

    Portugal não precisa de mais barragens. Para se afogar já bastam as dívidas!

  6. Riba Tua says:

    A classificação do Alto Douro Vinhateiro é de 2001 e não de 2011!…

  7. I.J.Lacerda says:

    Num país sistematicamente subdesenvolvido como Portugal a construção de uma barragem só beneficia a quem a constrói. Portugal tem duas das maiores fontes de energia europeia para os gastos de casa: a solar e a eólica.
    Hugo, os eco-sistemas só existem exactamente porque ninguém lhes mexeu. A EDP é conhecida como uma empresa sem escrúpulos e certamente que não vão ser os chineses dessa EDP a defender o ambiente em Portugal porque nem na própria terra o fazem. A governação deste país é que se manifesta como uma segunda selecção de lixo institucional. O sistema político alguma vez defendeu o que é válido em Portugal? Nunca, vendeu-o!

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.