Golpe de Estado

O governo recusa-se a cumprir a deliberação do Tribunal Constitucional que impõe o pagamento do subsidio de férias este mês. Em segredo, argumentando com legislação que ainda não foi aprovada no parlamento.  Enlouqueceram? não, assumiram-se: este governo não tem nenhuma legitimidade democrática. Lidamos com gente completamente fora-da-lei: há que metê-los na cadeia.

Comments

  1. LUIS COELHO says:

    ELES SÓ LÁ ESTÃO PORQUE O POVO PERMITE!

  2. edgar says:

    Com o beneplácito do PR, vão esticando a corda até rebentar, na esperança de fixar terreno conquistado.
    E, até agora, o PS discorda vagamente mas recusa dizer o que se compromete a anular, enquanto Cavaco fala do pós-troika, pensando no pós-Passos.

  3. M. Martins says:

    É mesmo golpe. Com isto marcam também posição em relação ao TC.Não aprovaram a legislação mas aprovaram mil milhões para swaps. Não tarda farão o que fizram hoje na Grécia.
    Não vai ser difícil a avaliar pelo que vai ali em baixo nos comentários do post: “a greve dos professores”. Esta gente (os neo que nos desgovernam) apostam na divisão para fazer a “limpeza” ideológica que pretendem. Aos professores sugiro que façam acção pedagógica junto da população.
    E…boa sorte!

  4. Konigvs says:

    Como tudo isto é irónico, há dois anos os laranjinhas queriam meter o Sócrates em tribunal por gestão ruinosa e agora têm um governo que viola constantemente as leis que jurou abaixo assinado defender e agora estão caladinhos como ratos.
    Já agora – fui só eu que deixei de receber as notificações por e-mail do blog?


    • Não sei de nada. Experimenta subscrever novamente, e diz coisas, o wordpress tem dias maus.

      • Konigvs says:

        Deve ter sido só do meu computador então.Vou ver se consigo resolver o problema, porque sem notificações não dá para acompanhar minimamente o blog, perdem-se as respostas e depois o volume de publicações é tanto que um gaijo perde logo a vontade! Com as notificações faz-se logo o rastreio dos temas que interessam ler/abrir/comentar, etc.


  5. Não se pode prender, finalmente, após 900 anos com tipos que não sabiam o estavam a fazer, e mais recentemente, 10 anos de gajos irresponsáveis, Portugal tem no poder, os que sabem do melhor caminho, o caminho dos amanhãs que se lixem os hojes, a melhor elite de sempre, uma ínclita geração, mas de mãe diferente, que só milagre explica, a elite esclarecida: Borges, Medina, Camilo, Duque, das Neves, aquele papagaio que trabalha no poleiro Balsemão de quem nunca me lembro do nome, Gaspar, Álvaro, uma nata da nata que, tomada de instrumentos científicos dobrará o cabo dos mercados e criará um estado novo, o estado último, a esfera perfeita, que durará até ao dia do juízo final.


    • Belo, multo belo. E mal empregado para uma caixa de comentários. Às vezes podias mandar uns textos que a malta publicava.

    • Jorge Costa says:

      A Insustentável Leveza da Irrelevância
      “Os passarinhos, tão engraçados, fazem os ninhos com mil cuidados. São p’ra os filhinhos que estão p’ra ter que os passarinhos os vão fazer..” Será este o mote do discurso do presidente Cavaco Silva no próximo 5 de Outubro.
      Enquanto os portugueses se debatem com crise, mais de 1 milhão de desempregados (dos quais mais de metade sem qualquer subsídio), milhares que perderam as casas ou em risco disso acontecer, muitos outros que passam fome ou comem uma única refeição diária graças à caridade de Instituições de Solidariedade Social, Câmaras ou Organizações não Governamentais a nossa classe dirigente compraz-se na subserviência a interesses estrangeiros ou enrola-nos com discursos ocos e sem sentido sobre um Portugal que só existe na sua imaginação.
      O ministro Gaspar, pior que o professor Karamba, não tem mais preocupações que as derrotas do Benfica, que tudo ia ganhar e morreu na praia perdendo tudo, e desculpa-se com um Inverno tempestuoso para não acertar uma única previsão.
      Cavaco Silva tece odes à agricultura que ele ajudou a destruir quando era primeiro-ministro, trocando-a por um prato de lentilhas de subsídios da União Europeia.
      Passos Coelhos a cada pronunciamento apresenta uma ideia diferente e cada vez mais trágica para todos. Em pouco mais de um mês os subsídios de férias e de Natal já trocaram várias vezes de nome e de data de pagamento.
      Paulo Portas traça linhas vermelhas às taxas sobre as reformas mas nada diz sobre um corte retroactivo das pensões dos aposentados da função pública de muito maior valor.
      O Presidente da República é uma entidade completamente irrelevante que só nos custa dinheiro e ocupa o espaço do Palácio de Belém. O eleitorado reconhecendo a sua completa incapacidade para o cargo brinda-o com uma notoriedade negativa nas sondagens, novidade da nossa democracia.
      Uma análise retrospectiva da nossa história leva-nos a concluir que as nossas classes dirigentes sempre foram muito rápidas a submeterem-se aos interesses estrangeiros, venerados e agradecidos, em detrimento dos interesses nacionais. Sem grande esforço basta recordar o que se passou no nascimento da 2º dinastia em que até, o tido como muito patriota, Nuno Alvares Pereira só alinhou pela nossa independência face às vantagens que teria em caso de vitória.
      Portugal ao longo do tempo tem tido muitos Miguel de Vasconcelos. Infelizmente nem todos com o mesmo fim!
      Todo o apoio ao aborrecimento de Cavaco Silva pelo comentário de Miguel Sousa Tavares sobre a sua pessoa, há sem dúvida um grande erro de análise. Na realidade palhaços somos nós, vítimas de todas as incertezas, que ainda com tanta bonomia vamos suportando estes dirigentes que alegremente nos vão afundando.


  6. Plenamente de acordo , deviam ser julgados , como o
    Sócrates , uns não podem limpar os outros porque to-
    dos são culpados .

Trackbacks


  1. […] nas suas mãos, até o poder judicial. O Tribunal Constitucional manda pagar os subsídios, mas eles mandam o Tribunal Constitucional à merda. A Comissão Arbitral impede os serviços mínimos na Educação, mas eles não aceitam. No Porto, […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.