Ouvi dizer

Que a coisa continua amanhã porque não havia dinheiro para pizzas.

O MEC quer manter a Mobilidade Especial ou requalificação, mais conhecida por despedimento – parece que será só para entrar em 2015, mas é a maior das divergências neste momento.

O horário de trabalho aumenta para 40h, mas as cinco a mais entrariam totalmente na componente não lectiva individual. Por outro lado o MEC mostrou abertura para regular o que é ou não componente lectiva.

Dito isto, será de realçar a ENORME GREVE que temos vindo a fazer – mais de duas semanas depois dos fim das aulas e as reuniões continuam a zero – e ter bem presente uma certeza: foi a GREVE que trouxe o MEC à negociação.

Da nossa parte, só podemos continuar a fazer uma coisa: GREVE TOTAL às reuniões de avaliação. A começar já esta terça-feira!

Comments

  1. aurora says:

    Zero resultados conseguidos…quais avanços??? Devem estar a brincar

    • Dora says:

      Tem mesmo a certeza que os resultados, até agora, foram Zero?

      Em que país está, com que governo,com que presidente, em que condições e, last but not least, quais são os objectivos desta luta?


  2. Reblogged this on TheSlashDash.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.