Cultura de debate (Europa 2014)

des_paroles_des_actes_antenne_2_22_mai_2014

Em França, no serão televisivo do dia anterior ao encerramento da campanha eleitoral para as eleições europeias de Domingo, um grande debate em directo e com público no estúdio reuniu na televisão seis vozes em torno dos grandes problemas europeus: o euro, as soberanias, a imigração, o Frontex, o salário mínimo, a desregulação financeira, a Alemanha, a desindustrialização dos países, a poção amarga da austeridade, as mudanças climáticas, a política agrícola, os egoismos nacionalistas, o dumping fiscal, etc, etc.

Jean-Luc Mélenchon (cabeça de lista pelo Front de Gauche), Stéphane Le Foll (porta-voz do PS francês), Yannick Jadot (cabeça de lista pelos Verdes), François Bayrou (presidente do MoDem), Jean-François Copé (presidente da UMP) e Marine Le Pen (cabeça de lista pelo Front National) esgrimiram as palavras do combate político. No final do debate, o jornalista despediu-se com um Vive la politique!

Em Portugal passou mais um episódio de Bem-vindos a Beirais e depois Manuela Moura Guedes apresentou mais um Quem quer ser Milionário.

 

Comments

  1. Salazar says:

    …e Marine Le Pen (cabeça de lista pelo Front National) esgrimiram as palavras do combate político.

    Este post da Sarah a falar em “cultura de debate” deixou-me confuso. É que estava convencido que, no que diz respeito a Marine Le Pen, a “cultura de debate” defendida pela Sarah era mais esta:

    http://www.theguardian.com/world/2013/feb/19/protesters-marine-le-pen-cambridge

    • Salazar says:

      Se no post se fala em Melenchon e Le Pen, porque motivo nas etiquetas só aparece Front National e não aparece Front de Gauche?

      • Sarah Adamopoulos says:

        Calma que isso já se resolve, a etiqueta em falta. Quanto ao resto, bem, debate é debate, com ou sem Marine Le Pen (que é extremamente agressiva nos debates, e defende o indefensável, do meu ponto de vista) mas o meu post não é sequer sobre isso, mas sobre a ausência em Portugal de jornalismo televisivo com o impacto que têm em França este tipo de emissões pré-eleitorais.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.