Paulo Portas, o desempregado

Cartaz Portas

Ao contrário dos cartazes do PS que apresentam dramas da vida real que nada têm que ver com as caras que neles surgem, este cartaz é todo ele um retrato fiel da história do irrevogável. Esteve duas horas (mais coisa menos coisa) desempregado – opção sua, não da entidade patronal – mas foi rapidamente readmitido com direito a uma simpática promoção e todos os benefícios à prova de austeridade que vêm com estas coisas. Pelo caminho fez disparar os juros da dívida pública, causando prejuízos avultados ao Estados, sem que isso preocupasse muito os seus colegas moralistas e respectivas claques, e sem nunca ter tido a humildade de pedir desculpa aos portugueses. Está na hora de o mandarmos de volta para o desemprego. O CDS-PP que o sustente.

Comments

  1. Carvalho says:

    O facto desta coisa repugnante (que me não merece a qualidade de pessoa) fazer parte do desgoverno diz tudo sobre a estupidez de quem o elegeu.
    Sim, que ele não está lá graças a nenhum golpe de Estado, foi eleito por um enorme bando de imbecis. E eles andam aí, ao nosso lado, nas ruas. Tenham medo, tenham muito medo….tudo ainda é possível…


  2. Parece(?) que os vigaristas se governam muito bem em Portugal…

  3. Filipe says:

    Mais um que devia estar a fazer companhia ao 44.

  4. Rui Moringa says:

    Este P. é um verdadeiro artista.
    É lamentável que tenha seguidores e votantes.
    Não consta que tenha assaltado o pder de G3.
    Votaram no artista. Agora aguentem-no.
    Vão votar nele e na sua trupe, pois façam-lhe bom gosto.
    Não há nada de mais dramático e disruptivo de que um Povo mediocre e sem formação cívica-política (sentido de comunidade e de tribo, se quiserem…).
    Estamos a bater no lixo.

  5. orquidea says:

    Estou de acordo. Desemprego com ele! Alias, merecia estar desempregado há muito tempo para perceber como é a vida dos desempregados, o que sentem.


  6. Os carteiristas que andam de eléctrico da CARRIS, estão todos desempregados…

  7. orquidea says:

    Essa está boa. E o que são a maioria dos políticos? Não põem a mão nas nossas carteiras? Então…

  8. orquidea says:

    Só que são mais finos e como são mais finos têm outros nomes.

Trackbacks


  1. […] lista de desempregados que caracterizou aqueles anos, ainda que apenas por algumas horas, Paulo Portas foi promovido, teve direito a um novo palácio e ainda enfiou Pires de Lima na pasta da Economia. De […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.