Conversas em família ou sugestão à direita lusa

Sobre o cenário partidário pouco tem sido dito, em especial, à direita. Os erros estratégicos de Pedro Passos Coelho e, em especial, de Paulo Portas sucedem-se. Confesso, perante tal inoperância estratégica, a minha surpresa. Se, nunca  esperei nada de muito especial do homem com interesses privados, sempre pensei em Paulo Portas como o mais astuto dirigente partidário da nossa praça, apesar de irrevogável.

Mas, a minha surpresa é ainda maior com o silêncio que grassa na nossa Comunicação Social, onde os erros da direita são um tabu. E, porque o Aventar é uma casa de serviço público, resolvi trazer algumas sugestões à direita, onde as conversas em família do familiar do candidato comentador poderiam ser uma boa terapia inicial.

É este o momento. Juntem-se, discutam o que vos tem acontecido este mês e até podem fazer um vídeo ao país com o Professor Marcelo, até porque o domingo à noite está livre em termos de comentadores com mais de um metro e meio. Entendam esta primeira sugestão como uma dica  ao nível da forma.

Quanto ao conteúdo, é simples – procurem responder a estas questões e, estou certo, terão a chave para os vossos problemas:

  • o PS e António Costa estão a dar uma golpada. Muito bem, e, Vossas Excelências, queriam que o PS fizesse o quê? Na vossa propaganda dizem “que o PS deveria saber perder” o que será sinónimo de “vão para o parlamento e votem a favor o orçamento da direita”. Era isso? Mas, durante a campanha António Costa sempre disse que, isso nunca faria. Assim, sugiro que se entendam: não pode o PS fazer uma coligação que não apresentou em campanha, mas pode fazer algo que sempre disse que nunca faria?
  • o PS, a CDU e o BE, nunca disseram que iam fazer uma coligação. Em 2011, durante a campanha, quantas vezes Portas e Passos disseram que se ia juntar?
  • a CDU e o BE não podem agora abdicar de tudo o que sempre pensaram só para ir para o governo. E, Paulo Portas, o homem dos reformados e dos pensionistas? E o partido dos contribuintes? E o PP perante a Europa?

O exercício poderia continuar, mas creio que está tudo tão claro que até assusta – a direita está em pânico até porque, como se tem visto por Gaia, há muita gente com o rabo trilhado. Percebo o susto, mas os votos deram uma nova maioria a Portugal.

Cavaco pode perder tempo e colocar a direita no poder – esta pode, então, fazer o jogo democrático. Vai à luta com os deputados que tem. Não creio que o problema esteja do lado da esquerda.

António Costa deixou sempre bem claro que nunca apoiaria a direita. Ora, se esta não tem a maioria, qual é a alternativa que a direita sugere?

A dificuldade da direita tem a sua matriz à direita. Mas, parece-me que uma conversa em família, na oposição, poderá ser uma excelente terapia.

Comments


  1. O problema é que eles não acreditam e nem querem acreditar que PS + BE + PCP é maior que PaF…, porque para eles só é democracia quando ganham.

  2. joão lopes says:

    quem votou no PS ,por e simplesmente não quer o Paf.sendo assim quem foi votar(quem não foi,esta a começar a aprender que ser preguiçoso e não sair de casa para votar nem que seja em branco,é mau) no PS, ou BE,ou PCP,declarou bem alto que não quer o dr.passos.alias este comentario nem sequer é anti-PSD/CDS.as pessoas por e simplesmente não querem a dupla portas/coelho no governo.mas alguma “direita” quer,não o PSD,mas sim a “gestão” do dr.passos,ate porque existe bastante “direita” que já não pode com o portas.

  3. José Meireles Graça says:

    O que se esperaria do PS é que fizesse, em relação ao governo minoritário PàF, o mesmo que o PSD fez em relação aos governos minoritários PS.


    • Como por exemplo, rejeitar o PAC IV, deitar abaixo o governo de Sócrates porque a temperatura já estava boa para o assalto ao poder. É isso?

      • joão lopes says:

        é o que eu digo.o passos com defensores como o graça …esta desgraçado.pergunta:mas sera que os supostos defensores do Paf,afinal e no fundo,no fundo…odeiam o portas/passos? estou perplexo com os “advogados” do Paf.


    • A direita diz tantas baboseiras que nem sabem o que dizem!

      Só sabem, que largar o pote é que nunca…