Números: 2085465<2744576

Estão inscritos para votar 9684922 portugueses. Só 5408092 decidiram expressar a sua opinião. Houve 4276830 que poderia ter ido apoiar a maioria e ficou em casa.

Dos que saíram de casa, 578051 escolheram os partidos “mais pequenos”, ou ficaram pelos votos nulos e em branco. Mais de meio milhão que foi votar e não apoiou a maioria.

Assim, já vamos em quase cinco milhões de portugueses que podiam ter apoiado a maioria e não o fizeram.

Os partidos PaF tiveram 2085465 (um pouco mais de dois milhões, para simplificar a linguagem) e os partidos de esquerda tiveram 2744576 – são 659111 de diferença.

Feitas as contas, houve 7599457 portugueses (mais de sete milhões e meio) que poderiam ter escolhido a Paf mas não o fizeram.

Cavaco Silva até pode ser Presidente. Pode até ter um governo. Mas, para completar a coisa, ao tentar criar uma imensa maioria, acabou por ficar com uma pequena minoria nas mãos – só 21,5% dos portugueses decidiu escolher a PaF o que, para um Presidente eleito com mais de metade dos votos, significa perder mais de metade da sua base de apoio. Ao contrário do mito da direita, a maioria do povo não escolheu a PaF e, como se viu hoje no parlamento, Portugal tem uma nova maioria.

Agora sim. Não temos Presidente. Não temos Governo. Mas, temos uma maioria – a do povo que votou e escolheu recusar a PaF: 7599457! É esta a maioria que tem de nos Governar.

 

 

Comments

  1. Fernanda says:

    As palavras que Cavaco também poderia dizer. E diz.

    «Comemora-se em todo o país uma promulgação do despacho número Cem da Marinha Mercante Portuguesa, a que foi dado esse número não por acaso mas porque ele vem na sequência de outros noventa e nove anteriores promulgados….»

    «A minha boa vontade não tem felizmente limites. Só uma coisa não poderei fazer: o impossível. E tenho verdadeiramente pena de ele não estar ao meu alcance.»

    «Eu prolongo no tempo esse anseio de V.Ex.ª e permito-me dizer que o meu anseio é maior ainda. Ele consiste em que, mesmo para além da morte, nós possamos viver eternamente na terra portuguesa, porque se nós, para além da morte vivermos sempre sobre a terra portuguesa, isso significa que portugal será eterno, como eterno é o sono da morte.»

    Americo Thomaz!

  2. luis barreiro says:

    No início do texto até me assustei, ainda bem que li bem e você afirma que 4276830 podiam votar paf mas não saíram de casa, pensei que fosse mais um fascista salazarento nazi capitalista ao serviço do grande capital que achasse que 4276830 não saíram de casa para votar na nossa honrosa esquerda. Só os burros não percebem isto.

  3. ZE LOPES says:

    Boas contas! Mas não posso de deixar de chamar a atenção que existirão cerca de uns 600 e tal mil eleitores com poucas hipóteses de se deslocarem a uma mesa de voto. Estarão naquilo que se chama estado cavacal de existência, ou seja, vulgarmente não existem mas só se nota porque, de vez em quando, contam para qualquer coisa.

  4. Josef Filipe says:

    tudo bem,mas já agora porque não actualizar os cadernos eleitorais.è muito aborrecidos considerar nas estatisticas os mortos.Se calhar vou morrer e ainda me vão pedir para ir votar, mas digo já que não contem comigo.


  5. Em “os partidos de esquerda tiveram 2744576 – são 659111 de diferença.” está também contabilizado o PS, é isso?

  6. Rui Silva says:

    Ainda gostava de ver o resultado de um referendo á questão:

    “Quer um governo PAF ou um governo PS+BE+PCP+PAN.”

    O resultado quanto a mim seria idêntica á das últimas presidenciais em que:

    Cavaco Silva representava a PAF…………………..+/- 53 %

    Manuel Alegre representava PS+BE+PCP ……..+/- 18 %

    F.Nobre seria tipo PAN+ outros………………………+/- 14 %

    Se isto estiver correto como me parece lógico a decisão do Presidente faz sentido.

    cumps

    Rui Silva

    • Nome Obrigatório says:

      hahaha!
      que ridículo!
      por favor, alegra-nos com mais apontamentos de humor estatístico à lá PaF.

    • ZE LOPES says:

      Ora bem, poderia era dizer que: se me parece lógico, então deverá estar correto. Sobre isto:
      1. O resultado das presidenciais seria idêntico e não “idêntica”…
      2. O F. Nobre representaria o “mundo animal” + outros. Por essa razão se candidatou pelo PSD (foi para proteger o Coelho…e o Portas, que pertence aos outros)…
      3. A decisão do Presidente, efetivamente, faz sentido. Para ele!
      4.Cumps tamém prassi e prosseus.


  7. Estarei gagá ou entre 10,4 milhoes de cidadãos haver 9,6 milhoes de eleitores soa-me a falso? Claro que temos poucas crianças, mas assim tão poucas? O possível desajuste não terá beneficio para alguns?

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.