Ex-governante inaugura escola aberta há dois anos

inaugurar 

verbo transitivo

  1. Dar princípio a.
  2. Expor pela primeira vez ao público.
  3. Estabelecer pela primeira vez.
  4. Iniciar o serviço de.
  5. [Pouco usado] Consagrar, dedicar.

Passos Coelho irá presidir à cerimónia de inauguração de uma escola que já está em funcionamento há dois anos. O convite a Passos Coelho foi feito por Celso Ferreira, também do PSD e Presidente da Câmara de Paredes.

Em primeiro lugar, é de louvar esta manifestação de caridade por um homem que caiu do pedestal em que viveu desde 2011. Apesar de já não ser primeiro-ministro, não deixa de ser uma pessoa. Celso Ferreira está a dar a Passos Coelho um terno beijinho no dói-dói.

A vida é feita de começos e de recomeços. Tudo o que nos faça olhar de novo para qualquer edifício pode ser, afinal, um momento de inauguração, como o Natal é quando um homem quiser. Rui Moreira não perderá, decerto, a oportunidade de dar a Passos Coelho primazia na cerimónia de inauguração da Torre dos Clérigos.

Finalmente, este acto singelo ajuda-nos a relembrar a relação entre Passos Coelho e a Educação e constitui mais um momento que deixa bem evidentes as virtudes da municipalização das escolas.

Comments

  1. Ernesto Martins Vaz Ribeiro says:

    Transitivo é o verbo, mas não só.
    Também a personalidade de quem se fala e escreve.
    Ele vai continuar “a transitar” como oposição agora, mas com a ajuda deste bem educado e esclarecido povo, chegará novamente e rapidamente a PM com maioria absoluta, para ser, logo a seguir, Presidente da República com duas maiorias absolutas, tal como seu pai, e avô Cavaco.
    Continuemos a fixar a nossa atenção nestas figuras e esqueçamos quem os elege. O povo, esse que nunca tem dúvidas e raramente se engana (tal como Cavaco que dele recebeu quatro maiorias absolutas), continua calmamente a passear toda a sua inutilidade, incultura e falta de espírito cívico e político.
    Ou será que ainda se não entendeu que a responsabilidade desta merda toda é de quem elege e não de quem é eleito?


  2. Este artigo ´so mete dó.

    • António Fernando Nabais says:

      É verdade: por vezes, também chego a ter pena de Passos Coelho.