Temos que perder a vergonha de seguir o exemplo islandês

iceland

Nem só de luta por mais justiça social se faz a nossa necessidade de perder a vergonha. Há que perder também a vergonha de seguir o exemplo islandês. Sim, a Islândia. Esse estranho país que permite que se resgatem pessoas em vez de bancos e onde – pasmem-se – é possível prender banqueiros criminosos

E porque é possível prender banqueiros criminosos, o Supremo Tribunal da Islândia veio confirmar a condenação de sete banqueiros do Kaupthing Bank, acusados de crimes que levaram ao colapso financeiro de 2008. Apesar da absolvição de dois dos nove arguidos iniciais, o Supremo islandês não só confirmou as restantes sentenças como ainda aumentou, em seis meses, a pena de prisão aplicada a Hreiðar Már Sigurðsson, antigo director do banco.

Por cá, tudo na mesma. A vida do banqueiro criminoso continua desafogada, acima da lei e das possibilidades de um país que, não raras vezes, assume a factura dos crimes. Processo atrás de processo, tudo prescreve, tudo se absolve, tudo é perdoado. Um festim para os gangsters da banca, um convite permanentemente renovado ao terrorismo financeiro. Até quando continuaremos a ter vergonha de seguir o exemplo islandês?

Imagem via Activist Post

Comments

  1. ant..ónio says:

    Isto já começou mal em 1143!
    Agora a pouca vergonha dos perfumados e benzidos irá continuar para gáudio dos ai aguentam aguentam…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.