A crise acaba hoje

Estivemos à espera deste momento durante vários anos. Uma cimeira que junta os países mais ricos do mundo e os emergentes, isto é aqueles que levantam a cabeça no meio da mediocridade em que a política económica deste planeta se tornou.

É um encontro histórico. É a primeira cimeira ‘a sério’ com a participação de Obama e também estão por lá outros senhores, e senhoras, presidentes e chefes de Governo de muitas nações. Obama é a estrela. Nem precisa de dizer nada. Basta ocupar o lugar que foi ocupado pela coisa chamada Bush.

A fotografia de família promete. Um dos habituais momentos solenes destes encontros vai permitir deixar para os vindouros um retrato que vai mostrar uma colecção de fracos líderes, para não ir mais longe. Há muito que a Europa, não só, mas sobretudo a Europa, não era governada por um naipe tão fraquinho de governantes que até mete dó. No meio deles, Gordon Brown, o anfitrião de hoje, até surge com um dos mais esclarecidos.

A crise será o prato forte das conversas. O cenário é dos piores de sempre e não há ainda qualquer luz, nem a de uma vela, ao fundo do túnel. Uma parte dos líderes discorda das opções políticas que uma segunda parte quer implementar. E vice-versa. E uma terceira parte discorda dos outros dois grupos. Sarkozy, por seu lado, discorda de toda a gente e acha que ele sim, ele é que sabe. Quer ser o salvador e só lhe faltará andar sob as águas com aqueles sapatos que lhe acrescentam uns centímetros. Ou o seguimos ou será a calamidade. Valha-nos, pois, o marido de Carla Bruni.

Nas ruas, milhares de manifestantes, uns por convicção, outros pelo desejo de vandalismo, prometem dar problemas aos mais de seis mil polícias.

Então porque é que crise acaba hoje, já vos ouço a perguntar. Porque os senhores e senhoras que hoje vão debater em redor de uma mesa de café, água e bolos foram presenteados com um jantar feito pelo cozinheiro mais cool do mundo.

Jamie Oliver esteve longe de outros chefs de outros momentos, de outras cimeiras, igualmente importantes e deu-lhes um jantar à maneira. Com produtos fresquinhos e ervas aromáticas.

Ementa

Entrada
Salmão de Shetland, servido com couve bastarda e funcho marítimo, juntamente com uma selecção de vegetais, incluindo espargos, tudo acompanhado por pão espalmado irlandês
Ou
Entrada de queijo de cabra (vegetarianos)
Prato principal
Borrego do norte do País de Gales assado com batatas novas Jersey Royal, cogumelos selvagens e molho de hortelã
Ou
“Dumplings” de batata com vegetais (vegetarianos)
Sobremesa
Tarte Bakewll e “custard”

Vai ser uma cimeira inesquecível.

Comments


  1. […] O resto pode encontrar no Aventar, AQUI […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.