SNS – Descentralizar

Num país como o nosso, pobre, desigual e injusto, o SNS é um instrumento muito eficaz para aplanar essas desigualdades. É eficaz, seguro e de resultados imediatos. O que não quer dizer que o Estado tenha que ser o único prestador de cuidados de saúde.
A complementaridade introduzida pela iniciativa privada reduz a pressão da procura sobre os hospitais públicos, com a consequente melhoria dos cuidados prestados, acelera a inovação nos processos, equipamentos e instalações e responde à procura mais selectiva das camadas mais ricas da sociedade.
Contrariamente ao que nos querem fazer crer, é uma coisa boa! O Estado deve estabelecer com os privados acordos de prestação e fornecimento de serviços, mas não deve financiar os privados que deverão socorrer-se de receitas próprias e de regimes de Seguros individuais de saúde.
A bem da verdade, quando o Estado aceita que os custos de Seguros de Saúde sejam considerados como custos na determinação do IRC ou do IRS, está já a suportar e a financiar a actividade privada.
Tem ainda uma função de “preenchimento” das áreas geográficas que o SNS vem abandonando, por razões de economia e racionalidade de meios, que sendo defensável, deixa no entanto, atrás de si um vazio social em populações envelhecidas e cada vez mais sós.
O SNS é tambem um meio eficaz de fixar as populações em regiões cada vez mais desérticas!
A medicina evoluiu muito nos últimos trinta anos! Evoluiu mais que nos anteriores dois séculos. É por isso natural que muitos dos conceitos estejam ultrapassados.
Há hoje um evidente desajuste entre as capacidades tecnológicas e saberes e a organização e gestão dessas capacidades. O que está, pois em causa, é ajustar as políticas, a organização e a gestão “ao estado da arte”.
Levar os cuidados de saúde ao doente, e não o doente ao hospital, é hoje uma das premissas em que deve assentar a organização nacional da Saúde. Este conceito leva-nos á:
DESCENTRALIZAÇÃO – Descentralizar não é criar mais uma “casta de políticos” profissionais! Não é criar mais uma classe de funcionários públicos! Não é criar um nível intermédio de decisão! Descentralizar é autorgar uma real capacidade decisória ao nível da organização,da gestão, do planeamento financeiro, da avaliação e correspondente pacote salarial dos Recursos humanos.
É autogar a responsabilidade e respectivos meios de racionalizar o parque de instalações e equipamentos, recursos humanos, gestão de doentes, compras, gestão de stocks, ao nível de uma dada área geográfica, ao nível da
UNIDADE LOCAL HOSPITALAR – Esta unidade é composta pelos meios humanos, técnicos , instalações e equipamentos de uma dada área geográfica ( fujo propositadamente á palavra “região”). Pode ser transversal a mais que uma região administrativa, aproveitando-se a complementaridade resultante da proximidade!
A sua DIRECÇÃO deve ser constituída por elementos nomeados das direcções das unidades hospitalares abrangidas. Terá um hospital de referência dotado de meios humanos e técnicos diferenciados.
Uma segunda linha de hospitais e/ou centros de saúde menos diferenciados que o hospital de referência ( com as chamadas valências médicas e cirúrgicas populares)
Um grupo de centros de saúde de proximidade, chefiados em permanência pelo médico de família. Os meios da Urgência Médica do INEM e/ou Bombeiros.
Só chegarão ao Hospital de referência os doentes vítimas de acidentes ou doenças agudas. Nos restantes casos o doente deverá ser observado nos centros de saúde e hospitais de segunda linha, que poderão tomar a decisão de os enviar para o nível mais diferenciado. Os hospitais deverão estabelecer com os centros de saúde protocolos de deslocação de médicos especialistas em dias pré-determinados, por forma que as consultas de rotina sejam feitas ao nível do centro de saúde, deixando para os hospitais os actos médicos mais diferenciados.
Com os actuais meios de comunicação é possível exercer actos médicos tutelados á distância,nos centros de saúde e nos meios de socorro do INEM e dos Bombeiros.
Estatísticas demonstram que se o sinistrado ou o doente acometido de doença súbita for socorrido nos primeiros 15 minutos após o ínicio da doença, 80% salvam-se!
Cuidados de saúde de proximidade! Cuidados de saúde no local certo! Não no mais perto! Aliviar a pressão da procura onde os serviços mais diferenciados são prestados!

O(s) CENTRO(s) Hospitalare(s) de uma dada área geográfica serão coordenados por uma Administração Regional de Saúde. Foram recentemente extintos 74 sub-administrações regionais de saúde com a simultânea criação dos Centros Hospitalares.
Troca-se a proximidade e coordenação administrativa pela proximidade técnica e coordenação dos meios de prestação de cuidados!

Comments

  1. dalby says:

    Desde que o ALM (aquariano luis monteiro) tem «desenvolvido» aqui longos diários com MM.SG(maria monteiro sem Guedes) nota-se uma espécie de «soltura de mais e mais originalidade e imaginação e crescimento de posts’, como se esta lhe desse alento e criatividade…POIS VENHO AQUI QUE JÁ VEJO O ALM, OU ALMO, COMO UM PAVÃO QUE ABRE AS SUAS ENORMES ASAS COLORIDAS (OS POST’S ) PARA IMPRESSIONAR O SEXO OPOSTO.SIM JÁ ESTOU MELHOR. VOU LEVAR A MAE AO CEMITERIO E DEPOIS VER QUANTOS SAO HOJE..MELHOR MAS AINDA ZONZO!!

  2. dalby says:

    E desde que o «irmão aquariano ALM» disse que o era-aquário, eu prefiro sempre vir aqui dizer no nome del as coisas do que nos outros, sinto.me mais «protegido» pelos irmãos de signo….DESTE MODO E AGORA ANTES DE SAIR quero dizer qu eme sinto pôdre e numa fase de autodestruição (fica sempre tão bem dizer isto, é tão de starllette e burguês, dizer que andamos numa fase de autodestruição…E porquê? Porque engordei 10 kilos, estou uma baleia com 1,70 metros e 87 kilos, doi-me o figado, a bilis, o estômago, a cabeça, e o meu síndrome de meniére faz um barulho horrível, a hernea discal está aqui a dar cabo de mim, estou mal dos intestinos, e com uma cara de fugir….só a pele se safa..dado os tratamentos que faço anti-joaopaulianos no health club..e ando sem grande imaginação para escrever…por isso vou pregar-vos com mais um capítulo feito no verão passado de Claúdia-para além do vestidoINTÈ, vou levar mamã ao cemitério e depois comer..sim sao 14h45 e tenho que trazer a papa maizena também para my baby que dorme ainda..e depois health club e logo devo ir ao ZOOM…Claudia ainda nao foi porque esteve doente…Preciso de emagrecer..e vou procurar casa de verao dois ou 3 meses no Torrão do Lameiro a 45 mn de minha casaANDO NUMA DE NAO SAIR..TENHO AGORA AGOROFOBIA..MEDO DE SAIR PARA MUITO LONGE E SE JÁ TINHA AEROFOBIA PURA, COM ESTE AVIAO CAIDO NEM NO DAS FEIRAS ENTRO (ALIAS JA NAO ENTRAVA!!)

  3. maria monteiro says:

    Pois Dalby, «protegido» pelos irmãos de signo, deixo-lhe um poema de SophiaPorque os outros se mascaram mas tu nãoPorque os outros usam a virtude Para comprar o que não tem perdão. Porque os outros têm medo mas tu não. Porque os outros são os túmulos caiadosOnde germina calada a podridão.Porque os outros se calam mas tu não.Porque os outros se compram e se vendemE os seus gestos dão sempre dividendo.Porque os outros são hábeis mas tu não. Porque os outros vão à sombra dos abrigosE tu vais de mãos dadas com os perigos. Porque os outros calculam mas tu não.Amanhã também irei fazer memória de uma amiga que morreu há três anos com Alzheimer

  4. dalby says:

    AI MARIA, MAS O LUISINHO TAMBÉM TE DÁ MUITA IMAGINAÇÃO E CRIATIVIDADE….EU ESTOU FARTO DE TUDO..AFOGO ME COM O «TUDO A MAIS» QUE A VIDA ME DÁ..ANDO NUMA DE AUTO DESTRUIÇÃO SWEET SOFT AND LAZY SEMPRE INSATISFEITO!!!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.