POEMAS DO LUSCO-FUSCO

Eu nasci na erva e dormi no feno
acordei com os melros e rouxinóis
e saltitei com os pardais.
Vesti-me de sol e despi-me de luar
estreei o mundo no abraço das árvores
e no beijo dos rios.
Meus olhos dormidos casaram a noite e o dia
no mesmo silêncio de sonho – menino.
A vida viveu em mim
crescendo todos os tamanhos
e medindo todos os céus.
Também eu fui criança
e matei em mim a criança que procuro.

                             (adão cruz)

(adão cruz)

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.