O debate Paulo Portas – Jerónimo de Sousa

Sem José Sócrates, os debates são educados e afáveis. As regras são cumpridas. Foi o que aconteceu hoje, apesar das divergências entre os contendores.
Paulo Portas esteve melhor e, infelizmente, venceu o debate, apontando caminhos sociais e parecendo até estar preocupado com os mais necessitados. Até certa altura, até pareciam estar os dois de acordo, mas as nacionalizações vieram marcar as diferenças entre PCP e CDS, entre Esquerda e Direita. Jerónimo de Sousa acabou por dizer umas coisas acertadas acerca dos Bancos, como o escândalo que é continuarem a pagar menos impostos do que as Pequenas e Médias Empresas, mas teria sido mais acertado dizê-las ao primeiro-ministro. O candidato comunista não há meio de arribar, nem com o «Red Bull» que o «5 Dias» lhe ofereceu. Pode ser que arribe no debate que he falta, com uma senhora da sua idade talvez seja arrebatado pelo fogo que até agora lhe faltou.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.