Se o Saramago é português, o Mário David quer ser espanhol

Mario David, Aznar

"José Saramago, há uns anos, fez a ameaça de renunciar à cidadania portuguesa. Na altura, pensei quão ignóbil era esta atitude. Hoje, peço-lhe que a concretize… E depressa! Tenho vergonha de o ter como compatriota!"

Mário David, ao fundo à esquerda, eurodeputado

Frase do Facebook, imagem da sua página do Flickr.

Comments


  1. Todos temos direito a ter vergonha de Mários destes.

  2. Snail says:

    E desta espécie de saramagos, não temos vergonha? Ou será que os ensinamentos de Lenine, Estaline, Mao , Fidel, etc. , (que ele tão bem aplicou no Diário de Notícias) são um manual de virtudes de sã convivência, amplas liberdades e esperança de um melhor futuro colectivo que devemos seguir? Se não quer ser espanhol, tem Cuba, aliás uma terra de democráticas liberdades, para onde pode ir com Pilar. Mas querem apostar que ele não despega desta “podridão” das democracias ocidentais???


  3. Snail, o meu amigo é mesmo lento, ando há dois dias a levar porrada de criar bicho. Bem-vindo!

  4. maria monteiro says:

    Mário David, eurodeputado do PSD, no seu melhor… envergonhada estou eu por ter eurodeputados destes


  5. Ó Snail, o Saramago maoísta? o Saramago andou a correr com maoístas do DN. Vá lá fazer os trabalhos de casa.


  6. Mas alguem tem culpa destes gajos chegarem a deputados ? Quando se vota não se conhece ninguem!

  7. maria monteiro says:

    Deus Pinheiro foi entrada por saída… e ao que consta MFL sabia que ele estaria pouco disponível para cargos políticos quer no partido, quer no Governo, quer na Assembleia  …

  8. Snail says:

    Não meu caro, eu não escrevi que ele era maoista. Se reler o que escrevi, apenas lá está dito que ele aplicou os (e passo a transcrever) “ensinamentos de Lenine, Estaline, Mao , Fidel,”, isto é, e para simplificar a leitura, aplicou as práticas ortodoxas comunistas. Ou para um comunista entender, diria que ele aplicou, no DN, as “mais amplas liberdades” tais como foram utilizadas na Sibéria, em Cuba, na China, etc…. Para quem queira saber mais sobre isso, aconselho a extraordinária série televisiva que está a passar aos domingos à noite, na 2, sobre o período estalinista na ex-União Soviética. A menos que me venham dizer que, tal como os campos de trabalho na Alemanha nazi, também Estaline não existiu… Um abraço, João

  9. Rapaz says:

    Ganda Mário David! Tenho vergonha de ter a mesma cidadania deste velho ignóbil que é o José Saramago. Cheio de seu próprio ego.

Deixar uma resposta