A Cena do Ódio

Há horas felizes. Este poema de Mestre Almada tem um recanto muito particular nas minhas devoções. Acabo de o encontrar youtubado na versão dita e aqui também teatralizada do Mestre Viegas.

Obrigado a um tal pf67 que ali os colocou, juntamente com mais umas tantas coisas que ainda aqui virão parar.