E se fosse no seu cuzinho, sr. juiz de Braga, a sentença seria a mesma?

Porfírio Silva pergunta ao Aventar se será sério questionar o Ministro da Justiça por causa da decisão de um Tribunal, aquela de condenar, com pena suspensa, um pedófilo que andou a violar uma criança durante dois anos.

É sério, claro que é. Tão sério como o Ministro da Justiça questionar a decisão do juiz que queria acusar o primeiro-ministro de atentado contra o Estado de Direito.

Quanto ao juiz, que nem sei quem é, só apetece perguntar a quantos anos condenaria alguém que tivesse andado a violar durante dois anos a sua filha?

Comments


  1. Boa, Ricardo.

  2. Luis Moreira says:

    Se é sério? mas há alguma coisa séria nesta estória sórdida? não podemos vomitar em cima deste tribunal? Não podemos perguntar ao ministro da justiça se é sério haver decisões destas?Não podemos indignar-nos?


  3. Se bem li, foram 3 juízas.

  4. maria monteiro says:

    também acho estranho que esses movimentos especialistas em petições pela família não se manifestem…


  5. Eis-nos, Civilização, chegados ao momento em que os crimes contra a infância são equiparados a veículos automóveis.

    Violar uma criança (indefesa por natureza) durante dois anos dá direito a um carro, digo, multa de 35 mil euros.

    Vá, um carro razoável. Assim se faz justiça na Libéria e em Portugal.

  6. inquieto says:

    E vivo eu num país destes. Restavam-me poucas dúvidas relativamente á confiança (pouca) que tinha na justiça, mas isto ultrapassa todos os limites. Triste fado este de viver num país africano no sul da Europa.

  7. Pedro Rocha says:

    Qual filha? O sr.juiz deveria era ser sodomizado à maneira mediaval!

Trackbacks


  1. […] This post was mentioned on Twitter by Blogue Aventar. Blogue Aventar said: E se fosse no seu cuzinho, sr. juiz de Braga, a sentença seria a mesma?: Porfírio Silva pergunta ao Aventar se ser… http://bit.ly/bmP3ck […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.