Se Deus existisse… (a propósito da visita do Papa)

Ontem já estava mal disposto. Não estranhei acordar de madrugada.
Por mais que tentasse, não me saíam da cabeça as restrições ao trânsito, a tolerância de ponto, os microfones forrados a ouro, os aviões que vão e que vêm e que irão tornar a ir e a vir.
E tudo isto, porque vem cá um personagem a quem deram o titulo de papa.
Para que não restem duvidas, sou ateu. Nem sequer considero o agnosticismo, porque só conheço uma pessoa que o professa e esse chama-se Manuel Alegre. De facto o único agnóstico político existente no Universo.
Só sabe que é de esquerda, nunca toma posições claras e definidas e embora a gente não negue a sua existência, sabemos perfeitamente que não existe.

Bom, agora o caso é mais complexo. Lembrámo-nos do objecto social desta Associação e fomos revê-lo. Lá está…..É nosso principal objecto promover o estudo dos fenómenos culturais, ideológicos, políticos e económicos do Mundo contemporâneo e em especial a sua incidência em Portugal……
Começava a ficar justificada a razão porque me sentia mal disposto.
É que nada justifica o “estardalhaço” desta visita. São mesmo suspeitas as razões que lhe estão subjacentes, assim como o facto de termos sido abençoados com uma estadia tão prolongada.
Não quero ferir sentimentos de ninguém, mas também reservo o direito de transmitir a minha opinião. E essa é a de que me parece que já era tempo de olharmos para o religioso sob outra perspectiva e num contexto moderno e adequado aos novos conhecimentos, de forma a todos termos direito ás nossas opções sem constrangimentos nem falsas promessas.
Por agora aceitamos e sabemos que parte considerável do nosso bom povo ainda se revê neste poder instituído.
Mas por favor não nos cortem o trânsito nem nos digam que não podemos trabalhar.

Nada justifica esta visita, na forma e nas implicações que tem.
Se Deus existisse e não nos esqueçamos que a haver só pode ser um, estará certamente zangado com este papa e tantos outros representantes da mesma igreja. Os casos de pedofilia, abusos sexuais e outros são demasiados e cada vez mais expostos à opinião pública. Os pressupostos e os mandamentos transmitidos não se compatibilizam com as práticas. O descrético é crescente. Fátima nunca deveria ter nascido.
A fé, essa, para quem a sentir, poderá ser mantida e mesmo reforçada se se pensar mais em Deus e menos nos homens.
Se ele existir, certamente que chamará a si as gentes de bem e de boa fé.
Nesse trajecto, se calhar muitos papas e outros padres ficarão pelo caminho. De facto o percurso de vida de tantos deles demonstra bem que aquilo que pregam nada tem a ver com aquilo que fazem e o que fazem está muitas vezes nas malhas da esfera criminal. Nunca haverá deus que lhes valha.

Portugal, mais uma vez está a demonstrar as razões porque é o Pais mais atrasado da Europa.
Em todos os aspectos culturais, políticos e económicos.
Quando muitos outros expõem a roupa suja, nós aceitámos servir de lavandaria.
Só um povo amorfo, embrutecido e inculto, está disposto a estender a manta e tapar alguns dos mais hediondos crimes que ainda hoje são cometidos a coberto da fé e no escuro de recantos contemplativos.
Pior ainda, é quando os políticos na mesma saga de lavagem e abrilhamento, se esquecem do estado da Nação e aproveitam o inadmissível e até sórdido para daí tirarem dividendos.
Só o futebol já não lhes chega.
Há que acrescentar o divino não vá o diabo tecê-las.

Publicado como comentário no Aventar e originalmente no Blogue Força Emergente

Comments


  1. Uma coisa é certa, Portugal cresceu este trimestre mais que qualquer outro país da União Europeia. Quem acreditaria? Foi milagre ou uma ajuda do Papa.

  2. Luis Moreira says:

    Santo Agostinho, essa é que é essa, e agora venham dizer que foi por acaso.Milagre!. Mas pode ser sempre mentira do Sócrates!
    Subscrevo tudo o que está no texto, mas a esmagadora maioria do povo português é católico. Faz toda a diferença. É assim em democracia, prevalece a vontade da maioria.

  3. maria monteiro says:

    para mim foi milagre porque o Papa precisa é da nossa ajuda

  4. Nightwish says:

    Estas imposições securitárias é que são ridículas. O gajo de branco tanto me dá se vem cá ou não, é mais um pateta alegre que por cá passa.

  5. Força Emergente says:

    Caros amigos

    Permitam que lhes apresente os nossos agradecimentos pela distinção que nos concedem ao publicar este nosso post. Pensamos que há muito caminho a percorrer e que algum dele poderá vir a ser em conjunto, pois identificamo-nos totalmente com o vosso posicionamento crítico e a excelência daqueles que aqui colaboram.
    Gostaria de deixar um agradecimento especial ao Dr. Adão Cruz. Não pelo elogio que nos fez, mas sim por aquilo que pensamos estar a ser o seu percurso de vida, que ultrapassa largamente a mediania geral que nos cerca. É contra isto que também nos batemos. É contra homenzinhos como Socrates, Vara, Pereira, Loureiros etc .
    É contra esta cultura de lixeira em que se transformou a classe politica dominante.
    É pela reposição dos dois pilares essênciais a qualquer sociedade, a Ética e a Dignidade, que nos batemos.
    Aos poucos vamos descobrindo os melhores
    Esperamos em breve poder estar juntos.
    Carlos Luis

Trackbacks


  1. […] This post was mentioned on Twitter by Blogue Aventar. Blogue Aventar said: Se Deus existisse… (a propósito da visita do Papa): Ontem já estava mal disposto. Não estranhei acordar de madruga… http://bit.ly/d78m4Z […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.