O regresso a casa da selecção da Coreia do Norte

É espantoso como a notícia ainda não chegou aos jornais portugueses (algum peso de consciência pelo 7-0?), e já anda por aí revista e aumentada, tanto em jornais espanhóis e italianos, como em blogues portugueses.

Segundo a Radio Free Asia (que não será exactamente uma fonte de confiança, antes aquilo que na gíria se chamava uma rádio da CIA) os jogadores norte-coreanos levaram com uma sessão de critica e auto-crítica de 6 horas mal chegaram a casa.

Como a Coreia do Norte vive num regime derivado ideologicamente do maoísmo parece-me perfeitamente credível. E com alguma experiência no assunto asseguro que 6 horas em crítica / auto-crítica dói, não é pouco e não é nas pernas.

Entretanto El País e La Repubblica já meteram o treinador em trabalhos forçados e transformaram uma cerimónia da religião oficial do estado norte-coreano em algo de mais exagerado. O verão quando nasce é para os jornais todos. Como curiosamente no Brasil (onde não é verão) alguns jornais citaram a notícia original correctamente, resta-me a curiosidade de ver  como ela cá chega.

A maneira mais parva de combater uma ditadura é mentir sobre ela. A verdade chega perfeitamente.

Trackbacks

  1. […] This post was mentioned on Twitter by aventar, joaojcardoso. joaojcardoso said: O regresso a casa da selecção da Coreia do Norte: É espantoso como a notícia ainda não chegou aos jornais portugue… http://bit.ly/9Y3Ku6 […]

  2. […] Alertada pelo leitor Ivo – a quem agradeço – percebi que o assunto tem dado pano para mangas no blogue 5dias. Não tanto pelo teor da notícia, mas mais pela sua origem. Vale a pena espreitar o que escreve o autor Tiago Mota Saraiva e os comentários que se seguiram. Como também vale a pena ler o que escreveu João José Cardoso no blogue Aventar. […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.