Falar sozinho no Plano Inclinado é uma coisa, debater a sério era uma maçada

Há um, dois anos, pensei em candidatar-me à Presidência da República, e disse-o a uma ou outra pessoa de família. Mas depois comecei a pensar: para quê? Primeiro, não sou eleito, não tenho nenhum partido a apoiar-me e, portanto, ia andar 90 dias (…) a dizer umas coisas. A minha intenção não era propriamente chegar a Belém, e por uma razão que eu referi ao professor Cavaco Silva antes de ele se candidatar: o Presidente da República não tem poderes para pôr ordem neste país. Com estes poderes, não quereria. E ia ter uma série de maçadas só para discutir outros assuntos diferentes dos habituais.

Medina Carreira, em entrevista ao Marcelino dos Tablóides

É toda uma tradição nacional: Salazar fez-se eleger para o parlamento republicano (pela vila de Arganil onde nunca meteu as botas) mas não usou o cargo de deputado. Era uma maçada. Mais tarde soube chegar a chefe do governo com todos os poderes para por ordem no país. É o sonho do Merdina Carreira. Valha-nos que a idade já não lhe perdoa, e a tropa anda sossegada, mas tenhamos em conta que este é amigo do Passos. O que somado ao Ângelo das Inventonas começa a ser uma ameaça. Ou pelo menos uma maçada.

Comments

  1. Força Emergente says:

    Porque é necessário haver poesia

    Leiam, por favor, “Trova da Pensão que passa” do tristemente Alegre poeta.

    Aceda a http://forcemergente.blogspot.com/

  2. Joaquim says:

    Obrigado por me ter dado conhecimento que o Dr. Medina Carreira é amigo do Passos, pois levará o meu voto. A ameaça nunca esteve no Medina, mas naqueles que recorrentemente mentem ao país por incompetencia e/ou corrupçao.

  3. xokapic says:

    Bravo Joaquim. Vamos endireitar isto.

Trackbacks


  1. […] This post was mentioned on Twitter by Blogue Aventar, joao j cardoso. joao j cardoso said: Falar sozinho no Plano Inclinado é uma coisa, debater a sério era uma maçada: Há um, dois anos, pensei em candidat… http://bit.ly/abUmtk […]

Deixar uma resposta