Notícias da nascente do Nilo


Vivemos uma época de silêncios. São aqueles silêncios pesados e que se devem às notícias que não o podem ser, pois geralmente chegam de locais onde a mão colonial já não pesa, os EUA não têm bases, não há israelitas e a Merkel não decide coisa alguma.

O jornal Rolling Stone publicou uma lista com os “mais conhecidos” gays do Uganda, fazendo ainda o caridoso pedido para o enforcamento desta perigosa gente. Não contentes com o apelo, ainda obsequiaram os leitores com as fotos dos criminosos. De imediato surgiram os piquetes da moral pública, atacando alguns destes “sabotadores da integridade e dos bons costumes”.

O prestimoso editor, numa ora a lembrar o som de um calhau rolante, diz que …”sentimos que é preciso a sociedade saber que estão entre eles. Alguns deles recrutam crianças para a homossexualidade, o que é mau e tem de ser exposto”.
Como pelos lados do Zimbabué a geringonça parece ser a mesma, convém dar alguma atenção e estas desagradáveis novidades.

Aguardamos pelas notas de protesto das trombetas do politicamente correcto da elite “lapista” lisboeta.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.