Ensaio sobre o desemprego

A acção testemunhada neste vídeo realizou-se na manhã de 30 de Setembro de 2010, um dia após a divulgação do 3º pacote de medidas relativas ao Pacto de Estabilidade e Crescimento. Estava então acabar o prazo para a entrega da prova de “condição de recursos” pelos beneficiários de prestações sociais. O PEC3 veio, entre outras medidas, anunciar o aumento de impostos, um indicador de que sobreviver se tornará mais caro e mais difícil.

A iniciativa partiu dos/as participantes no “ensaio sobre o desemprego”, uma oficina de teatro forum/teatro do oprimido dirigida essencialmente a desempregados/as, mas também a trabalhadores/as precários/as. Pretendíamos realizar uma acção que ajudasse a dar visibilidade à burocracia que enfrentam as pessoas desempregadas, o pesadelo que é enfrentar uma máquina burocrática que nos olha com desconfiança. Resolvemos unir o útil, ao igualmente útil e necessário: alguns/mas de nós tinham de enfrentar a tal máquina burocrática, precisavam de ir recolher senha, esperar, e tentar não desesperar.

O vídeo não necessita de muitos comentários. As imagens e as palavras falam por si. Mas há algumas informações que podem ajudar a contextualizar. Segundo dados recolhidos no centro de atendimento em questão, a média de utentes em espera naquele centro de atendimento passou de 80 para 180 pessoas, após a entrada em vigor da exigência, aos beneficiários de prestações sociais não contributivas, de prova de condições de recursos. Não temos dados sobre os tempos de espera, mas sabemos que muitos foram os dias em que às 10h/11h/12h, já não era sequer possível obter uma senha que habilitasse a ser atendido/a no mesmo dia.

via O que fica do que passa

Comments


  1. Uma coisa que ninguém se lembra muito de referir – aliás a coisa é um facto – ,,, é a discriminação salarial em PT tem mais o acento numa discriminação de classes ( para uma mesma tarefa, se X é classe média-alta recebe xptO ; se X for Classe média ou média-baixa recebe xptu – Y isto independentemente do género ).

  2. Bulimundo says:

    Pois..isto vai ajudar a aumentar as filas na segurança social para o ano que vem..
    Fim de duas ‘disciplinas’ deixa 5 mil docentes em risco..a questão aqui não é a de as mesmas não serem úteis ou não…são as implicações que isto vai ter nas escolas e nos horários…não estou a ver as horas a serem transferidas para algum lado como devia ser… até porque no documento -orçamento de 2011- fala especificamente em reduzir o pessoal docente…

  3. Bulimundo says:

Trackbacks


  1. […] This post was mentioned on Twitter by Blogue Aventar, joao j cardoso. joao j cardoso said: Ensaio sobre o desemprego: A acção testemunhada neste vídeo realizou-se na manhã de 30 de Setembro de 2010, um dia… http://bit.ly/dxx44j […]

Deixar uma resposta