A Prenda de Natal*

“Trás-os-Montes, região esquecida e despovoada, vítima de promessas políticas incumpridas. O anúncio da construção de uma barragem ameaça a centenária linha ferroviária do tua. A identidade do povo transmontano está em risco de submergir.”

*Que, para causar orgulho, glória e vergonha, eu ofereceria a Cavaco Silva, António Mexia e a Fontes Pereira de Melo.

Comments

  1. júlia says:

    Caros Conterrâneos e Amigos:
    Imaginam, o que é fazer a 1ª viagem na linha do Tua, no Natal de 1938?
    A linha do Tua era e é indispensável. No ano de 1948 já viajávamos de automóvel.
    Na época do Natal, chegávamos a ter de deixar o carro na aldeia de CORTIÇOS, devido à neve.Problema resolvido,com o comboio. Hoje seria a mesma coisa.Recebíamos o correio pontualmente e o jornal diário também.Todos os produtos, que a terra dava,chegavam a nossa casa(atrás da CASA DA MÚSICA)de um dia para o outro, de comboio até à estação da BOAVISTA(em ruínas).
    Não se respeita a história dum POVO, dando facadas na sua alma…A riqueza dum POVO é tudo o que faz parte da sua vida.É tudo que os cerca.É a paisagem de beleza vista da janela do nosso comboio!..Era a chegada à nossa linda aldeia.
    Nós deveríamos ser considerados a ponte entre o passado e o presente, como os jovens
    devem ser a ponte entre o presente e o futuro.
    Caros Amigos, afinal encontramo-nos todos no PRESENTE!…Teríamos de ter AMOR à nossa linha do TUA, à paisagem natural de sonho; sabíamos o nome de todas as estações,com casas bem conservadas e jardins encantadores.(havia concurso de jardins).Hoje não se
    perserva o melhor de nós!…Hoje há concursos para destruir a NATUREZA!…Ela tratará de nós!…A NATUREZA já está a dar sinal, que não gostam que a contrariem.
    Trás-os-Montes já não tem voz no seu reino?Eu darei o meu apoio.Contem comigo.
    Até amanhã! Até sempre!
    Júlia Príncipe

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.