Renato Seabra: É mais grave ser gay, prostituto ou assassino? (onde se assacam muitas das culpas aos beatos da Igreja Católica)


Pensei que não ia ter de voltar ao assunto, mas uma série de factos nos últimos dias deixaram-me perplexo. Nas redes sociais, mais parece que a vítima é o frágil Renato Seabra, criança indefesa que não teve força para suster os avanços do corpulento Carlos Castro. Para a família, que não, que não, o Renatinho não é gay. Ser assassino não tem mal nenhum, ser gay é que sim. Em Cantanhede, reza-se hoje uma missa a favor de… Renato Seabra. Não me enganei, é mesmo uma missa a favor de Renato Seabra.
Vamos por partes. Que é assassino não parecem restar dúvidas. Ele próprio já terá assumido o crime. É grave e merece um castigo exemplar, sejam quais forem as circunstâncias. Que é gay, ou pelo menos bissexual, também parece não haver dúvidas – o que não tem mal nenhum, a não ser para a família e para o próprio. Que é prostituto, está visto no verdadeiro objectivo que norteou a sua relação com Carlos Castro.
Foram dois os verdadeiros problemas de Renato Seabra. Primeiro, ter a cabeça cheia de preconceitos acerca da homossexualidade. A Igreja Católica, que frequentou durante muitos anos como acólito, encheu-lhe a cabeça com essa noção do pecado. Em seguida, não ter percebido – ou não ter querido perceber – que subiria na carreira com a ajuda de Carlos Castro, sim, mas mediante um pagamento. Não há almoços grátis. Aceitou seguir para Nova Iorque e dormir na mesma cama do cronista como se de um ser angélico se tratasse, como se nada soubesse sobre o que vinha a seguir.
E o que vinha a seguir todos sabemos e ele também soube. Quando começou a levar no cu, não gostou. E todos os demónios que lhe foram inculcados pela família e pela Igreja Católica, ao longo dos anos, falaram mais alto. E ao matar Carlos Castro, torturando-o durante uma longa hora, Renato esconjurou o mal, acabou com o pecado, ó tempo volta para trás. «Já não sou homossexual», terá dito à Polícia.
Infelizmente para Renato Seabra, os prisioneiros de uma qualquer prisão do Estado de Nova Iorque não serão da mesma opinião. Mas aí, o jovem de Cantanhede já não vai poder usar um saca-rolhas…

Comments

  1. graça dias says:

    c
    Concordo inteiramente com o seu texto. Só esta me faz rir, uma missa pelo renatinho?
    O falecido carlos castro era gay assunido o renatinho era gay escondido,e criminoso.
    Esperemos justiça para crime tao violento. Tudo isto mete nojo.
    Pessamos para a familia em luto. Silêncio para a familia do criminoso.

  2. Sonia Santos says:

    Acontece que o Renato era um menino e o C.C. um velho porco que ainda bem que o Renato despachou-o pro inferno. Sou pacífica e é claro que não concordo com o facto de terem morto o “Rey dos gays portugueses”, ou qualquer pessoa, mas o que me parece é que um velho cretino de esses, sendo quem era, também podia ter ido buscar alguém com a sua idade ou até um pouco menos……….nunca um rapaz de 21. È que tanto se fala de pedofilia e no sabemos se o defunto também não o tera sido, ora se toda a gente fizesse como o Renato, não haveriam Casas Pias, Bibis, J. Rittos, etc etc.
    Quem tem filhos nas idades de Renato, o melhor que faz é calar pois nunca se sabe o dia de amanhã. Sem dúvida, o miúdo, porque continúo a achar que é um miúdo, deverá ter passado por muitas pressões e ainda por acima o “benevolente e caridoso” nem sequer cumpriu o prometido. Tem mais, ainda está por se esclarecer qué tipo de substancias foram colocadas na comida do rapaz,
    Só é triste que o Renato tenha estragado a sua vida sendo tão jovem, mas todo o que desejo é que tenha um bom advogado de defesa, pois o que está em causa já nem é questão de justiça, mas sim da vingança que as pessoas sentem perante tal situação.
    Dexemos de ser táo crueis e até vingativos porque o Renato não e nenhum monstro…….e se fez o que fez, foi porque algo de grave se passou…………….


    • “… o Renato era um menino”? Com 21 anos é um jovem adulto!

    • Bárbara says:

      Concordo pelamente consigo ! Haja alguém com bom censo

    • s.o.s. says:

      O Renatinho um miúdo? Então os miúdos também têm direito a votar em eleiçoes? Pois têm, mesmo miúdos com o dobro ou o tríplo da idade! Esse é um dos males de estarmos como estamos…
      E ele não sabia ao que ía? Pobre inocente!!!
      Não defendo a “gaysada” e sou contra a Lei que este desgovermo fez aprovar a favor dessa “gentinha”.
      Mas um dado tenho de admitir: Carlos Castro era muito mais honesto do que a maior porte daqueles que o condenam. Foi um gay que deu o cu mas também deu a cara.
      Se neste país todos mostrassem o rosto, sabíamos com o que contávamos. Assim somos esta merda de gente que se baba toda por ser portuguesa.

      • Eduardo Pinto says:

        Gentinha?essa gentinha a que se refere e no qual eu me incluo,não pediu para nascer e muito menos para sofrer na pele as frustrações dos outros.
        Eu trabalho desde os 17 e desconto mais de 400 euros por mês!!!por isso graças a gentinha como eu é que ainda temos dinheiro para pagar reformas e rendimentos mínimos.


      • o carlos castro talvez tenha dado alguma droga,ele tinha tanto dinheiro em casa algu estranho eu apoio ao renato ele e nocente


        • eu apoio a familia do renato ele e nocente vamos ajuda lo para o renato vir para portugal ….sines e portugal vamos apoia lo com fe

          • Fernando Martins says:

            vamos apoiar um criminoso tenha juizo Sines???inocente que tortura uma pessoa durante uma hora! certamente que a justiça americana vai condená-lo a uma pena justa!

      • O jotta says:

        Eu percebo MUITO BEM E QUE BEM, os comentários de certos indivíduos do sexo feminino. Não eram “eles”, que estavam com o RS. Por que se fossem “eles”, certamente não falariam tão levianamente em defesa do MONSTRO, até por que, já estariam “a fazer tijolo” e não conseguiriam comentar nada. Mas curiosamente esses “indivíduos”, (alguns usam saias outros nem por isso), esquecem-se, que quando lhes cai um crime (do género), na sua própria casa, aí; “ai daqui d’el-rei que o rapaz era um malandro, não queria trabalhar, queria viver à conta da mulher”, assim coisas do género, mas esse “indivíduo de sexo feminino”, é um santinho de pau carunchoso, mas o povo não quer saber desse assunto, o que quer, é condenar o rapazinho, o “outro” que morreu, era mesmo um “santo”. “indivíduos do sexo feminino” cuidado, não invejem tanto a vida dos outros, olhem para as vossas fragilidades, pensem que estão no interior do mesmo barco, deixem-se de condenar a vítima, se não querereis que vos condenem a vós, quando os vossos companheiros vos matar.

        • João Rodrigues says:

          Ò Jota mas tu por acaso conhecias a excelente e afável pessoa que era o Renato…
          As pessoas põem se a opinar sem sequer conhecer algum dos intervenientes..
          Sem estar realmente por dentro do assunto…
          Típico português …

    • Sonia says:

      LOOOL Um menino??? FDX, na idade dele já se considera um adulto. Se tinha tomates para ser modelo e querer ser famoso juntando-se a um homem mais velho, tinha perfeitamente cabeça para o resto das coisas… 21 anos e ser um menino… poupem-me à estupidez… e sim, aprendam a escrever! E outra coisa, se ele se sentia incomodado em levar no cu, podia muito bem virar costas e ir embora… matar certamente não era a solução…

    • Eduardo Pinto says:

      Um menino não mata,faz queixa a mãe!!

    • Diana Ferreira says:

      Um miúdo? Não é um miúdo pois tem direito o voto, porque atingiu a maior idade aos 18 anos.
      Cometeu um crime e quem vai responder pelo mesmo é ele porque já não é um miúdo, pois se foçe de certo era a mãe, chamada a responsabilidade.
      Não foi miúdo para viajar 3 vezes, com o Cronista.
      Enfim de miúdo inocente nada têm.
      Pode ter-se arrependido, mas se foçe um ser humano que tive-se respeito pelo outro, vinha embora, não matava.
      Depois dizem que via em Carlos Castro um pai!!?? Vergonha… Pois todos sabemos a orientação sexual do Cronista.
      Além do mais pedofilia existe, é crime. A pedofilia é a perversão sexual, na qual a atração sexual de um indivíduo adulto ou adolescente está dirigida primariamente para crianças ou para crianças em puberdade precoce.
      Logo Renato Seabra não se encaixa neste campo.
      Para mim não é uma questão de vingança, mas de certo se um familiar tive-se a orientação sexual como o Cronista não iria gostar.
      Tenho é tristeza pela mãe, que de certo acreditou sempre nas palavras do seu filho e que agora sente que por um sonho do filho ele acabará numa cadeia, longe de tudo e de todos, e com pessoas ao redor que lhe iram fazer tudo o que ele tentou tirar a Carlos Castro. Agora acaba por viver com o pecado que fez, e penso que será bem pior para ele, pois o Cronista faleceu e descansara em paz sem pessoas gananciosas a volta dele. Com os defeitos que tinha, de certo também tinha qualidades. Como todo o ser humano.

    • Graça Pimentel says:

      «…se fez o que fez, foi porque algo de grave se passou…………….». «Fez o que fez», foi matar violentamente outro ser humano; «…algo de grave se passou…», então que o participasse às autoridades. Esquece por acaso que vivemos num estado de direito?

    • Fernando Martins says:

      Que tristeza de comentário menina Sónia Santos o que vale é que você é pacífica por acaso também é do Coro de Cantanhede?

    • Fabiana Neves says:

      A senhora ainda aplaude o que o Renato fez? Ele era licenciado, ou seja, um adulto com plena consciência. O mesmo digo da mãe dele que estava a par de tudo. Já agora, porque é que o “menino” não escolheu a Fátima Lopes para pedir ajuda, sendo ela a sua agente? Porque é que ele mandava beijinhos grandes ao senhor que sabia homossexual, que que nunca escondeu isso? Porque é que aceitou dormir na mesma cama, era assim tão inocente ou era mesmo ganancioso? Se fosse uma menina de 21 anos era uma vendida, mas como é um menino já é pobre coitado, que acreditou num velho. E depois a senhora já se deu conta que o Renato tem 1.86 de altura, tem músculo, e que o Carlos era pequenino e gordinho e que bastava um murro para o virar de pernas para o ar? E porque é que ele não foi à polícia em vez de ligar à mãezinha? Tenham dó, ele simplesmente não quer ser o que provavelmente é, gay. Que eu saiba não é doença nem é crime, mas há ainda umas almas ignorantes por este mundo e dá nisto…Renato, todos os actos têm consequências, e ninguém que cometa um crime destes deve ficar ileso.

      • maria says:

        Fabiana Neves subscrevo tudo o que voce disse no seu comentario ! Como é q ainda andam aqui pessoas a querer tapar o sol com a peneira e inocentar um criminoso como foi e é o Renato Seabra ? Por estas e por outras é que o nosso pais vais como vais ! Camada de hipocritas …acordemmmmm

    • JXORGE says:

      Minha rica Sóninha, o teu texto fedorento, estúpido, alarve, incomensuravelmente néscio, é uma delícia.
      Sabes que está a ser coligida prosa como esta para enviar quer para a Procuradora em NY, quer para os grupos activistas gays norte-americanos? A Procuradora também te agradece pois ser-lhe-á TÃO FÁCIL tornar este julgamento um caso EXEMPLAR. E com os activistas alertas, então…
      Eles lá levam muito a sério estas coisas de levantamentos homofóbicos, fascistas, racistas. Mais a mais em NY!
      Tenho a agradecer-te, a ti e a todos os que vomitam prosa como a tua.
      Beijinhos, de um gay que aos 21 anos levava já há muitos anos no cuzinho e sabia bem o que fazia!

    • Jorge says:

      Não é um monstro mas cometeu uma monstruosidade… matar alguém com um saca-rolhas será o quê?!
      O Carlos Castro não seria nenhum santo mas não deve ter obrigado “a criança de 21 anos” a fazer nada! Se ele não gostava afastava-se!
      A família merece solidariedade pelo sofrimento. Ele deve ser punido. Em Portugal seria melhor para ele.
      Concordo, que era um gay recalcado, que expiou os pecados da pior forma… por a vítima ser gay, preto, judeu, etc, etc não deixa de ser uma pessoa e não descupabiliza o crime.
      Quem defende e descupabiliza esses crimes são pessoas homofóbicas, culturalmente atrasadas e pouco tolerantes. A nossa liberdade acaba quando começa a dos outros.

    • rick rodri says:

      pelo seu comentário, já deu para ver que é uma pessoa homofóbica…
      agora só fiquei baralhado, com o facto de se contradizer tanto..
      começa por dizer que ainda bem que o Renato o despachou para o inferno!
      depois diz, que não concorda com o facto de terem morto o rei dos gay´s, ou qualquer outro homicídio..
      então em que ficamos?!?!?!?
      por amor de Deus, vamos ser realistas, e ver que o rapaz só quis subir na vida da maneira que pensava ser mais fácil…
      não venham dizer, que foi algo que lhe meteram na comida, porque todos nós, e também o Renato, sabemos que o Carlos era gay…
      dai, se poder tentar envolver com ele (Renato)
      se o rapaz não fosse um encosto, não teria sequer ido para NY …..

      • solange thompson says:

        para mim a pessoa que escreveu isto e muito cruel,nao tem filhos e nao ama deus cuide da sua vida e deixe que deus cuida do resto podra ser um familiar seu ai quero ver voce falar de maneira tao vil e indecurosa.dame vergonha ler isto e saber que vem de um portugues.

  3. graça dias says:

    a lei e igual para todos . Os dois eram maiores tinham, capacidade juridica. deixem se de histórinhas da coracinha? isto infelizmente é o retrato da sociedade podre´.

  4. Paula Moreira says:

    Espero que este in(feliz) episódio seja uma lição para os jovens de hoje, que habituados ao facilitismo pensam que tudo está ao alcance…
    Tenho muita pena do rapaz porque quero acreditar que naquele instante não estava em si, mas… quem manda fingir aquilo que não se é…

  5. graça dias says:

    – espero bem que seja uma LIÇÃO!…
    – o CRIME, tenha a pena adquada;
    – A PENA seja cumprida no local do crime

  6. Raquel says:

    Eu estou c/ o Renato , tenho muita pena das pessoas que não sabem ver as coisas como elas são , o Renato foi infloenciado e se fez que fez não foi propositado , isso só prova que algo se passou naquela noite .Tenho tanta pena que ainda hoje exista gente tão hipocrita , claro que Portugal não anda para a frente , somos o pais das ananas e já reparei que aqui á muitos macacos que não sabem o que dizem .
    Não tenho nada contra os Gays , reforço nada mesmo , mas o C.Castro era pessoa de nivél baixo , pois só uma pessoa c/ ele falava tã mal das pessoas se fosse um BOM PORTUGUÊS não dizia que era em Nova York que queria ser deixado , ele era ganancioso e isso não leva a nada . O Renato é português têm a minha idade e isso mexe comigo , estou absolutamente triste que não o apoiem, tenho pena dos amigos e familia que vê os comentarios porcos e sordidos que fazem , ganhem juizo e tenham respeito as pessoas , olhem pelo vosso umbigo que as vezes tem muito que se lhe diga e não olhem pelos outros.
    FORÇA RENATO .

    • drink says:

      Não digo que o Carlos Castro não fosse um lorde a dizer mal dos outros em revistas cor-de-rosa. Isso é um facto.
      Mas o mais triste do teu comentário é quando dizes que devemos compreende-lo só porque é: JOVEM? Por favor!
      “O Renato é português e tem a minha idade”, tal como tem a minha, por isso, mexe comigo saber que há pessoas capazes de tudo, inclusive matar, mas também mexe saber que há quem concorde com isso.
      Enfim Raquel, o pior cego é aquele que não quer ver.

      • marisa says:

        É tão facil creticar os erros dos outros ninguem sabe o que se passou la só eles os dois e para o renato fazer aquilo se é que foi ele o carlos castro tambem teve de ter feito alguma coisa de grave. Nada justifica uma morte daquelas mas nao condenem ninguem sem saber. A muita coisa ai que nao tem explicação e há muita coisa em comum com o livro que carlos castro escreveu a um ano a tras.

    • Fernando Martins says:

      oh Dona Raquel o que vale é que ele fez isto coitadinho sem querer! imagine se fosse a doer o Sr. carlos de castro ficava um Hamburger! por favor não aranje desculpas a um ser que têm de ser julgado com pulso muito forte ele é um assassino doentio!

    • ana filipa romao says:

      Acho completamente um absurdo aquilo que disse! Como é possivel haver tanta estupidez das pessoas que defendem um assasino. Que como ele proprio disse: o matou. Estara tudo louco! ningum merece morrer com tal brutalidade! O renatinho não é um menino indefeso, é um homem de 21 anos completamente consciente daquilo que fez, apanhou e não gostou, quis subir á conta da prosputição, isso sim correu mal porque deve ter pensado que era mais fácil e depois é que viu, que de fácil não tinha nada.
      Nojo é o que me mete Renato Seabra e quem esta com a favor dele!
      Em relação a Carlos do Castro não seria a melhores das pessoas, não sei só o conhecia da televisão e pessoalmente não simpatizava muito com ele, mas ao ponto de ser morto de uma maneira macabra como esta, pelo amor de deus, ninguem merece!
      Só espero que seja feita justiça, e que fique de prisão perpetua ou pelo menos tenha os 25 aninhos lá dentro e que vá para aquela prisão onde vai levar muito, muito no trazeiro. Quanto á familia até compreendo que o defenda, mas não merece defesa pois é um assasino que agiu de plena consciencia. E não me venham falar em insaniedade naquele momente pois isso é treta para ingles ver!
      Acho chocante que diga que Portugal não ande para a frente, que é um Pais hipocrita, pois vendo bem até é com pessoas como a Raquel que é tão hipocrita ao ponto de defender um assinino deste calibre, realmente Portugal nunca pode ir para frente com pessoas a defenderem pessoas deste calibre. Não acredito que quem defenda Renato Seabra esteja a faze-lo de puro, acho que quem o defende está ser muito falso e hipocrita.
      Força á familia de Carlos do Castro que perdeu o irmão de uma maneira macabra, espero que vão para a frente com o caso e que seja feita a maxima justiça.

  7. graça dias says:

    Raquel “ter respeito pelos outros “- É respeitar os outros, tal como são, nao é matar acabarar com a vida de alguém, seja ele quem for.
    respeitar os criminosos, mas não posso pactuar com o crime.
    Há um crime , logo uma pena.

  8. Carla Simões says:

    Eu acho que a verdade é esta: o Carlos Castro levou o jovem Renato para um luxuoso hotel em Nova Iorque (a propósito quanto é a diária, sabem? um ordenado mínimo dos nossos? mais? menos?) para lhe explicar em 10 lições que ser famoso por cá implica levar muito no cu, principalmente se se trata da TV, cinema e teatro. O que correu mal foi o facto do jovem Renato ser um apaixonado pela História e em segredo um jacobino… Vai daí, dá com o computador das lições na cabeça do senhor, e depois castra-o à dentada enquanto cantava a Marselhesa!

  9. Mariana Inverno says:

    Todos os comentários até agora deixaram pontos válidos.
    Houve um crime hediondo, o culpado tem de pagar através do sistema implementado a que chamamos Justiça. A questão a meu ver, contudo, é mais complexa. Não há inocentes numa história como esta. Portanto, recomeço: Houve vários crimes hediondos, os culpados têm de pagar. Um já pagou, de forma horrenda e desumana. Outro vai pagar, ao ver a sua jovem vida cerceada de liberdade e possibilidade de expansão, as asas castradas, a janela para o céu barrada.
    E os outros grandes culpados? A sociedade, a igreja católica, a televisão, as crenças, os preconceitos, os criadores do mito da fama, o facilitismo, a manipulação…?
    Quando assumiremos a nossa COLECTIVA RESPONSABILIDADE no horror que desfila debaixo dos nossos olhos?


    • ”A sociedade, a igreja católica, a televisão, as crenças, os preconceitos, os criadores do mito da fama, o facilitismo, a manipulação”

      A
      Concordo contigo, estes sim sao os culpados e criadores destes crimes. Cada um se torna em algo que reflect o que viveu sentiu e aprendeu durante a vida. O resultado é sempre visivel no fim, neste caso esta visto já…

    • Carla Simões says:

      A Igreja Católica?? Porquê? Nas homilias ordena a castração de paneleiros?!

      • Fernando Martins says:

        é triste ouvir esses comentários de “paneleiros”! são seres humanos que trabalham!e têm sentimentos isto não traduz a maioria dos ditos “p”(triste palavra) certamente que não terá alguem em casa com este prefixo?

        • Carla Simões says:

          Alegre Fernando, chamar gay a um homossexual é como chamar negro a um preto. Eu não sou fina, rico. E digo-te mais, conheço alguns homossexuais que nada têm contra o termo paneleiro, e acham gay assim uma coisa para inglês ver, ou comer…

          E renovo a minha pergunta.

        • Carla Simões says:

          E sabes lá se não sou fufa? Cala mas é a boquinha, fazes menos figura de “fino”…

    • Fernando Martins says:

      Plenamente de acordo!

  10. graça dias says:

    M ariana Inverno,concordo consigo.Excepto, não metam religião no meio. Pelo que conheco não há menhuma religião que nande matar, seja nao católica ou católica!

  11. Antonio de Almeida says:

    Segundo ouvi durante o fim de semana na SIC-N, mas depois não tornou a ser referido, esta não foi a primeira viagem que fizeram juntos, julgo ter ouvido falar que terá sido a 3ª, pelo menos em Londres foi afirmado pelo cunhado do Renato que estiveram, quando desmentiu pela primeira vez que o Renato seja gay, afirmando que a família sabia que ficavam no mesmo quarto, mas em camas separadas. Não me custa acreditar que o Renato possa ter contado esta versão à família e que estes eventualmente não lhe tenham feito muitas perguntas, até aqui, tudo normal. Mas se era a 3ª viagem, porquê só agora? Não estou a ver o Carlos Castro levar um não à primeira viagem e continuar a insistir mais uma e outra vez. Eventualmente poderia ter levado um não na primeira viagem e arranjaria um substituto, que candidatos certamente não faltariam. Pode sim ter acontecido algo que não sabemos, promessas não cumpridas, que expliquem, mas nunca que justifiquem, nada de confusões, a acção do Renato.
    Para os indignados que encontram justificação, no facto do Carlos Castro ter 65 anos, deixo uma questão, a vossa opinião seria exactamente a mesma, caso a vítima tivesse sido por exemplo, uma editora de moda com a mesma idade? Ou será algum sentimento homofóbico falando mais alto? Não tenho comentado muito este assunto, porque faltam alguns factos, mas pelo que já foi apurado, sabemos que é prostituto e assassino, já nada me espanta no mundo da moda, pouco me importa agora saber se o Renato era gay, será discutível considerar que sim, caso tenha sido a sua primeira experiência e não gostou, mas como bem escreveu o Ricardo Santos Pinto, provavelmente os outros reclusos numa qualquer prisão de Nova Iorque, ou portuguesa, terão opinião contrária.

    • Carla Simões says:

      A 3ª, a 4ª, a 5ª? que interessa isso? Andavam a comer-se, disso ninguém duvida. Simplesmente tudo parece evidenciar que o jovem Renato acabou por não aguentar o asco de ter que ter sexo com aquela inadjectivável criatura de 65 anos em nome de um cantinho na fama.


  12. Merda

  13. Raquel says:

    Eu acho que ele caso o tenha feito fez mal , não vale a pena chorar em leite derramado , também acho mal a maneira como o criticam ,como falam dele sem saberem ao certo o que se passou naquela noite.
    Não devemos critica-lo não somos ninguém para julga-lo .
    Então cada um tem a sua opinião , mas respeito cada um.
    Eu apoio o Renato e espero e espero que lhe corra tudo bem .
    Um beijo para a familia e amigos , Força.

    • carlos albuquerque says:

      Fala-se muito do assunto mas acerta-se pouco, por detrás algo está escondido e só o Renato o sabe. A pressão seria demais que o obriga-se a cometer o crime?. Só sei que o Renato era um jovem talentoso à procura dum sonho com um futuro risonho, e não era por dá cá aquela palha que iria compromete-lo.Quanto ao Sr. Castro sabe-se que era um homem experiente na vida da fama e não se deixaria envolver ao ponto de ser assassinado por um miúdo de 21 Anos.
      De qualquer forma aqui fica a minha solidariedade com a família Renato e amigos, e os meus pêsames à família Castro.
      Estou em pleno acordo com a Raquel..

      • Raquel says:

        Pelo menos alguém que concorda comigo , nós temos um pais tão hipocrita por causa de pessoas que não tem capacidade para não criticar os outros , somos humanos e todos temos um lado mau dentro de nós em vez de criticar vamos olhar por nós a baixo .
        A Familia do Renato deve estar tristissima e em vez de se dar apoio poem em baixo , lembrem-se que têm pais e que se fosse ao contrario gostavam que os percebessem , vamos apoia-los que bem precisam neste momento.
        Força para amigos e familiares do Renato .

        • Manuela Ramos says:

          Não sei se leu isto mas parece-me que ha nesta entrevista feita ao amigo do Carlos Castro, algo que permite avaliar de que pessoa se tratava. Realmente aínda não ouvi falar num perfil traçado para o CC.
          Que me desculpem mas não consigo julgar o Renato e não aceito a forma como esta a ser «enterrado vivo» pela comunicação social.
          No entanto, ha aqui qualquer coisa que aínda não entendi: como é que a família do jovem admitiu esta aproximação do CC ao Renato sem o preparar devidamemnte para o que poderia acontecer? É que pelo que tem sido dito, quer mãe, irmã e cunhado, souberam de muita coisa durante estes dois meses………e os telefonemas do jovem feitos de NY a queixar-se da comida e outras coisas mais nunca foram interpretados, talvez como um pedido de socorro………foi pena não terem tomado atenção ……..
          Vou então tentar copiar para aqui o tal artigo que acabei de ler:

          «O Carlos vivia o amor como um fantasista”
          12.01.2011 – 12:44 Por Ana Gomes Ferreira, Maria Antónia Ascensão
          Votar

          |
          20 votos

          9 de 26 notícias em Sociedade
          « anterior
          seguinte »
          Amigo de Carlos Castro durante 40 anos, o jornalista Guilherme de Melo conta sem rodeios a forma como o cronista social se tornou uma figura pública e criou para si um mito romântico.
          Os dois amigos em Outubro de 2010, na festa dos 65 anos de Carlos Castro (Foto: Carlos Soares/Flash)

          Como é que eu conheci o Carlos? Há os irmãos que o sangue nos dá e há os irmãos que a vida nos dá. O Carlos foi o irmão mais novo que a vida me deu. Eu tinha 43 anos, estava a meio da minha carreira de jornalista, o Carlos era um rapaz de vinte e poucos anos. Ele sempre esteve ligado ao mundo do espectáculo.

          Em Angola, tinha colaborado numa revista, tinha ganho um prémio de poesia, mas não era jornalista. Quando chegou a Lisboa, em 1975, conheceu a Ruth Bryden, um travesti muito famoso, e foi ela que lhe deu a mão. Foi assim que ele começou a ganhar dinheiro e foi quando o conheci, numa noite de espectáculo no cabaré Scarlatti.

          Foi lá que o Carlos reencontrou a Maria Alzira Bento, que tinha sido jornalista em Angola e era chefe de redacção da Nova Gente. Sabia que o Carlos gostava de escrever e, como estava ligado ao mundo do espectáculo, dos artistas, ela teve a ideia de criar uma página de fofocas – assim nasceu a Daniela. Depois, começou a escrever croniquetas e quando o Correio da Manhã foi fundado convidaram-no a ter uma página sobre o mundo do espectáculo.

          Como ele não tinha experiência de escrita, pedia muito a minha opinião e do Fernando Dacosta. A carteira profissional ele conseguiu-a com o Cáceres Monteiro. Daí para diante, voou por ali fora, especializou-se naquele tipo de crónica social. Tinha uma forma muito peculiar de escrever. Muita gente nem se apercebeu, mas ele tinha uma sensibilidade requintada, era um apaixonado por pintura.

          Um sonhador

          Depois dos conselhos profissionais, passei a dar-lhe conselhos mais pessoais. A nível sentimental, éramos totalmente opostos. Eu sempre tive os pés bem assentes no chão. O Carlos era um fantasista, um sonhador. As coisas eram como ele queria, não como na realidade eram. Sempre foi um naïf, uma pessoa de uma grande ingenuidade, uma criança grande. E nos amores… Quando amava, entregava-se completamente. Estava desfasado do seu tempo, vivia fora do tempo.

          Na cabeça dele, existia o amor romântico, às vezes sem essa necessidade sexual. Ele só tinha um grande defeito: quando amava, era extremamente absorvente, possessivo e obsessivo. Eu às vezes dizia-lhe: deixa-os respirar.

          O Carlos só teve uma grande ligação em toda a vida – estava agora a tentar ter outra… [Essa grande ligação] foi o grande amor da vida dele. Era uma pessoa ligada ao meio artístico e conheceram-se quando o rapaz saiu da tropa. Tornou-se fotógrafo e procurou o Carlos, que estava no Correio da Manhã, para ver se ele lhe dava uma oportunidade.

          Nunca se conseguiu ligar sentimentalmente a um homossexual, tinha que haver sempre uma componente de masculinidade. Essa ligação de 15 anos acabou porque o rapaz gostava de mulheres e o Carlos não aceitava isso. Quando uma pessoa entrava na sua vida, era só dele. Ele exigia o que dava. Acredito sinceramente – porque ele me disse – que nunca o traiu. O rapaz casou-se e houve um corte radical. O Carlos não queria aceitar e teve uma depressão terrível. Andou meses deprimidíssimo.

          O amor mais maduro não resultava para ele. Porquê rapazes tão novos? Porque era ávido por beleza e só se é belo quando se tem 20 ou 30 anos. Eu também fui assim. Vivi 28 anos com o meu companheiro, que morreu em 2004, mas que era um rapaz de 25 quando o conheci. Mas ele foi amadurecendo ao meu lado, foi envelhecendo ao meu lado. Viver um amor com tanta diferença de idade é mais difícil nas relações homossexuais. Os mais novos vivem nesse jogo de entrega e rejeição, entrega e rejeição, e o homossexual mais velho não aceita isso.

          Porque quando o Carlos tinha as suas paixões e acabavam, ele caía no imobilismo, na depressão. Era um exaltado em termos sentimentais. Um crédulo, e toda a vida, famoso como era, serviu de trampolim para muita gente. Teve muitas desilusões. Entregava-se totalmente e não queria ver que muitas vezes esses rapazes jogavam com o que tinham, a sua beleza, o seu corpo.

          1
          2
          Página seguinte »
          Ver texto completo

          Continuação:
          página 2 de 2
          “A minha alma gémea”Este Natal, disse-lhe: “Carlos, tem cuidado.” Estava a referir-me à decepção, porque ele [Renato Seabra, o suspeito do homicídio] é um rapazote de 21 anos e tu és um homem de 65 – claro que não me passava pela cabeça uma tragédia destas.

          Eu não conheci o Renato, mas conheço toda a história, contada pelo Carlos, que começou há três meses. Na noite de Natal, o rapaz tinha ido para Coimbra estar com a família e, inevitavelmente, nós falámos nele. “Guilherme, desta vez encontrei o meu companheiro, a metade que me faltava. É a minha alma gémea”, disse o Carlos. Eu respondi: “Conheço-te muito bem. Tem cuidado. Ele é uma pessoa ávida de fama e pode estar a fazer um aproveitamento.” E ele: “Não, está apaixonadíssimo por mim.” E eu a continuar: “Mais tarde ou mais cedo, ele vai seguir a sua vida, é inevitável, e tu sais muito mal disto.” E ele respondia: “O Renato ama-me.”

          Ele precisava de acreditar que o amavam realmente, talvez porque teve muitos traumas na infância. O pai e um dos irmãos eram muito maus para ele, cruéis ao ponto de o torturarem. Ele ficou muito marcado e, por isso, tinha uma fome de amor, uma ânsia de ser amado.

          O Renato, estou convencido, era heterossexual. Acredito que o rapaz nunca tivesse tido experiências homossexuais antes, mas esta era uma relação sexualmente consumada. Ele era ambicioso, mandava mensagens ao Carlos, eu vi algumas…

          O que me chocou foi a violência deste crime. Se houve violência noutras relações? Que eu saiba, não. Eu tive suspeitas, mas ele nunca admitiu.

          Durante a sua vida, o Carlos teve ameaças. Ele tanto despertava simpatias como ódios e não sabia dar a volta às situações, punha-se um pouco à espera que as pessoas fossem ao seu encontro.

          Sei que esta viagem a Nova Iorque foi desastrosa, nos últimos dias as coisas não estavam bem entre eles. Havia discussões. O Renato terá confessado que matou para libertar os demónios, os vírus. Para libertar o pecado. Ele foi acólito durante uma série de anos em Cantanhede. Deveria ter a cabeça cheia de ideias sobre o pecado. E entra em extrema violência.

          Quem o conheceu, entre os amigos do Carlos, diz que era uma pessoa fechada e com o olhar parado. Ele deve ter uma esquizofrenia qualquer, porque eu admito uma discussão, um encontrão, mas uma hora de brutal violência?

          Alguma vez viram o Crepúsculo dos Deuses, quando Gloria Swanson desce a escadaria e diz “Estou pronta para o meu close-up”? Era a imagem que o Carlos tinha do fim da sua vida. Que ironia, não é? Ele sofreu o que sofreu, mas esta tragédia superou qualquer final trágico que ele pudesse imaginar.

          A partir de uma entrevista com o jornalista e escritor, reformado do Diário de Notícias»

          Cumprimentos

          Manuela

      • Carla Simões says:

        Foi pressão no cu 🙂

    • Eduardo Pinto says:

      Por Favor!!!!!Apoiar um criminoso?e se fosse um familiar seu?por favor!!

    • ana filipa romao says:

      cada vez que leio um comentario seu, fico indiganada! o que se passou naquela noite é que o renatinho estava fartinho de apanhar no cuzinho, e quis fugir e o Carlitos não deve ter deixado e então o pobre e indefeso Renatinho acabou-lhe com a vida, furou-lhe os olhinhos, cortou-lhe os tomatinhos, e como não bastasse deu lhe pontapés durante 1 horinha. Depois foi tomar uma grande banhoca, vestiu o seu fatinho e foi dar uma volitinha.
      Pelo amor de deus! Não há desculpa possivel para tal violencia…

  14. Kimkas says:

    Se cada português liquidasse um gay e um político, Portugal ficaria um paraíso sem lixo.

    • Eduardo Pinto says:

      O problema é se um dos gays escolhidos fosse alguém que tu gostasses.

    • Diana Ferreira says:

      O problema é que sempre se soube que em cada família existe um gay ou lésbica ou bissexual ..
      Assim sendo se não tem ninguém na família assim, ainda pode vir a ter.
      Todavia se cada ser humano que não respeita-se o outro ser humano na sua orientação sexual e na sua cor foçe liquida-do você já estava morto.

      • Manuel says:

        Bom , Diana , se o que você refere é verdade , a sua familia deve estar cheia de gays e lésbicas pois na minha não existe um . O seu coment+ario é mais um daqueles que um extremista diz uma “patacoada” qualquer como se isso fosse verdade . Qual o estudo em que se baseou para afirmar que em todas as familias existe um gay ou bissexual ? Existe algum estudo ? onde está publicado ? cá para mim você anda a inventar um pouco . olhe que mentir não ajuda em nada a defender ideias nem pessoas .

        • CUNHA says:

          LAMENTO MUITO ,O DE CARLOS, MAS TENHO MAIS PENA DO RENATO, POIS COMO GAY KE SOU , TENHO A SERTESA KE FOI ENGANADO. E NUNCA DIGA NUNCA OLHA PARA A TUA SOMBRA…. TODOS TEMOS UM POUCO DE HOMOXEXOALIDADE POR MUUITO HETRO QUE QUEIRAM SER….

    • Fabiana Neves says:

      Kimkas, e que tal preconceituosos como você? Era cá uma paz!!


  15. “Renato Seabra: É mais grave ser gay, prostituto ou assassino? (onde se assacam muitas das culpas aos beatos da Igreja Católica)”

    A Justiça norte americana encarregar-se-à de punir o Renato, culpado do crime. Não me parece que alguém esteja contra isso. Agora também há os hipócritas, chocados, que entendem como normal que um porco vá aliciar através do facebook um miúdo. Os hipócritas que branqueiam o comportamento predatório do gay, neste caso muito semelhante ao de um pedófilo, porque claro é gay e os hipócritas não criticam os gay, porque fica mal. Já se fosse um predador heterossexual, aí já se podia criticar.
    Há muita gente que ainda não se deu conta que naquele quarto perdeu a vida o predador, a presa e a mãe da presa (que é a única que nada fez para sofrer o que deve estar a sofrer). O autor deste texto é um tremendo hipócrita, porque chama prostituto ao miúdo, mas esquece-se que não fosse o chulo velho e muito sabido aliciar-lo, hoje não estávamos a falar na morte do chulo velho.

    • Eduardo Pinto says:

      Predador?o Carlos Castro podia não ser o melhor exemplo para ninguém mas o Renato já não é um gaiato!!


      • Não, vá, exagerei, era um sedutor, que acha que faria um miúdo heterossexual 40 anos mais novo ficar loucamente apaixonado por si. Sim, porque contrariamente ao que se difama por aí ninguém sabe se o Renato chegou a espreitar o lado de lá. Pela reacção eu diria que não. Mas, pretende-se branquear o comportamento anormal de Castro. Não que a anormalidade perdoe a monstruosidade. Mas, nem todos somos hipócritas ao ponto de fechar os olhos à anormalidade que Castro também cometeu.

        • Antonio de Almeida says:

          Acreditando no cunhado, que entretanto se calou, ou mandaram-no calar, olha que esta terá sido a 3ª viagem que fizeram juntos. Pelo menos também estiveram em Londres. Não estou a ver o Carlos Castro investir tanto tempo e dinheiro, por muito que tivesse, à espera de conseguir talvez um dia mudar os gostos a alguém. Até poderia cometer um erro de avaliação, mas não creio que cometesse tantos. Depois aquela frase “já não sou homossexual”. O Carlos Castro era um predador? O outro não será um prostituto? E assassino?

          • Diana Ferreira says:

            Concordo consigo António.
            Já vivia a um mês na casa de Carlos Castro, mas nada tinha com ele, viajou para três países e nada era com ele..
            E todos nós sabendo a orientação sexual do Cronista só se envolve quem quer.
            O jovem foi ambicioso e com o ar de anjo, mata outra pessoa que era assumida e que não tinha complexos.

        • Fabiana Neves says:

          Oh Renato, já fui muito assediada, da pior maneira, por um velho, e nem o matei nem fui para a cama com ele…as pessoas têm escolha, especialmente quando se tem quase o dobro do tamanho do sedutor..

    • Diana Ferreira says:

      Carlos Castro pode ter aliciado Renato Seabra, mas o certo é que o jovem deixou-se aliciar.
      Por ambição ou mesmo por todas as desculpas que arranje, foi pelo pé dele que caminhou.
      E quanto as palavras que diz que chamam de prostituto, pois uma coisa é certa usou o corpo para proveito de chagar mais longe. A orientação sexual de Renato Seabra não sabemos, mas o que sabemos é estava no mesmo quarto que Carlos Castro.


  16. As pessoas falam como se o Renato estivesse solto. O rapaz está preso e por lá vai continuar, por muitos anos. Agora o Castro, ter um comportamento decente? É pá por favor. Tipo ordinário, que tanto andou à chuva que acabou por molhar-se. Pena dele? Não tenho nenhuma. Que deixem de tratar as pessoas como objectos de luxo. Ó António é como o Pinto da Costa, tanto anda à chuva que qualquer também se molha.

    • António de Almeida says:

      Sou insuspeito de gostar do Carlos Castro ou do Pinto da Costa, mas repudio com veemência que alguém cometa sobre eles uma agressão, quanto mais um assassínio.

    • Ricardo Santos Pinto says:

      É verdade, Renato. Todos nos lembramos da forma ignóbil como o Camilo de Oliveira se andou a aproveitar anos e anos daquela rapariguinha, 50 anos mais nova; e da forma como o Nicolau Breyner se anda a aproveitar daquela criança que é hoje a sua mulher; ou de como o Carlos Cruz se anda a aproveitar da actual mulher, que à época era quase da idade do Renatinho.

      • Manuel says:

        Carissimo , pelos vistos Carlos Cruz não andou só a “desviar a sua actual esposa ” . Parece-me que não tem visto os noticiáriso nos últimos anos ,ao que parece , houve um grupo muito alargado de juizes , magistrados e inspectores da PJ que descobriram que Carlos Cruz tamb+em tinha uma apetencia para se aproveitar de crianças . Ou você também é daqueles que aceitam isso se for alguêm do jet set como CC era ?

  17. Diana Ferreira says:

    Bem, podemos não conhecer o jovem, assim como muitos de nós não conhecia o Cronista, mas estamos a dar a opinião referente ao crime cometido.
    Se foi homem para aproveitar as viagens a Londres, Madrid e Nova Iorque de certo também é homem para agora cumprir a pena que vai ser colocada, visto que o ser humano não tem por direito tirar a vida a ninguém!
    Além do mais só para terminar, temos que lembrar que Nova Iorque não vai ser benevolente nesta situação.
    Durante estes longos anos, Renato Seabra vai viver com todos os demónios e com o pecado que ele próprio cometeu.

  18. Raquel says:
  19. blog says:
  20. Américo de Sousa says:

    Parabéns pelo comentário, bem apropriado e correcto,não há qualquer dúvida. Só falta acrescentar um pormenor, ele já tinha dormida na mesma cama com o Carlos Castro em Madrid e em Londres, e pelos visto até tinha gostado, só à terceira é que lhe soube mal, era mais caro por ser em Nova Iorque e o Carlos Castro não estava com disposição para pagar mais que em Madrid e Londres.

  21. Mourisca says:

    Isto é um assunto de paneleiros !!!
    Não se metam nisso !!!

  22. Diogo SImoes says:

    eles que resolvam isso lá com eles, que haja paneleirotes . é sinal que haverá mais mulheres 🙂 nada justifica o acto, ainda assim , que até o possa compreender, queria guardar os colhoes para mais tarde recordar. FUCK YOUSS AOS DOIS. já estou farto de os ver aos dois na TV, RENATO queria fama, CONSEGUIU !!! OBJECTIVO SUPERADO, AGora é famoso ;D

  23. Diogo SImoes says:

    OU ENTÃO RENATO SEABRA ENGANOU-SE NA PROFISSÃO…. DEVIA TRABALHAR NUM TALHO .|.

  24. blog says:
  25. unnamed says:

    Eu já ando farto de ouvir esta noticia todos os dias na TV, parece que não há mais nada do que falar podiam falar de “Frangas”.

    A minha opinião sobre este assunto eu não acho que o Carlos Castro foi um santinho nenhum nem mesmo o próprio Renato Seabra. Ninguém sabe o que realmente aconteceu naquele quarto para ter ocorrido um homicídio.

    Tenho pena do Renato porque é jovem e tinha um futuro brilhante não sei, mas tinha muito que viver.

  26. Diogo says:

    Força Renato Seabra, estou contigo, ignora esta merda que diz mal de ti sao todos umas putas e uns paneleiros

    • Pepe says:

      Comentarios como esse dão cadeia, sabias?

      • Manuel says:

        Não , não dá cadeia . Essa de repetir as parvoices que uns “extremistas gays” dizem nas revistas só manifesta pura ignorancia .Mas digo-lhe mais , se acha que dá , é muito fácil , o ip está registado , tente fazer queixa ou colocar um processo judicial a esta pessoa . Começa logo por gastar 400€ e na melhor das hipoteses só será ouvido/ouvida daqui a uns anos pra depois pagar uns milhares ao seu representante judicial (advogado) pois um cidadão não se pode representar a si próprio e pagar as despesas judiciais pois se tentar ler bem o comentário de Digo verificará que ele não aponta especificamente alguêm mas fala de um modo geral embora em vocabulário vernáculo . isso não condena ng. Cada vez tenho mais a certeza que gays e lésbicas são eles proprios pessoas que não aceitam a diferença e pequenos ditadores que imaginam ter todos os direitos e nenhum dever . Ainda bem que a lealidade não é essa. Relativamente ao Renato , não o conheço mas acho muito estranha a forma como tirou a vida ao sr. Carlos . O que se passou só pode ser explicado por um caso extremo de stress , uma anomalia psicológica ou drogas e aqui é que a coisa piora pois ele ainda não saiu do hospital e em alguma comunidade gay o recurso a drogas leves é muito elevado , não quero dizer que seja aqui o caso mas …..Deixem a justiça e os médicos investigarem o que se passa e passou . Não sejam aquilo que condenam os outro de serem , julgam sem saber …

    • Fátima Marques says:

      Quando lhe acontecer o mesmo a alguém que seja do seu foro intimo e que no fundo está escondido no armário certamente vai pensar várias vezes e repensar as suas ideias!Não cuspa para ar pois pode cair-lhe a escarreta em cima! Não dê força a um assassino demente!

    • Fátima Marques says:

      Quando lhe acontecer o mesmo a alguém que seja do seu foro intimo e que no fundo está escondido no armário certamente vai pensar várias vezes e repensar as suas ideias!Não cuspa para ar pois pode cair-lhe a escarreta em cima! Não dê força a um assassino demente!Pense no que diz seja minimamente humano!

    • Fátima Marques says:

      você é mesmo um triste! olhe-se ao espelho e reveja-se nestas tristes palavras menino Diogo!

    • Fernando Martins says:

      Que tristeza de comentário Diogo será que tambem têm algo para resolver com a sua sexualidade?

  27. Pila Mole says:

    Isto é um site de paneleiros?

    • Fátima Marques says:

      o sr. só pensa com a sua pila!tem o cerebro ligado directamente ao mesmo. seja racional estamos a falar de vidas humanas.

  28. Pepe says:

    O Mais Grave… É SER-SE DEMENTE! Que é a única coisa que se pode dizer de alguns comentários que se vêm por ai!

  29. Maria Dolores says:

    Completamente de acordo!Acho incrível que se faça do Menino uma vítima a verdadeira vítima foi o outro e não ele! Este País não existe é natural pois existindo banqueiros do BPN que não estão presos e com os seus roubos levaram o País á falência e nada lhes acontece é natural toda esta situação! Não se discuta mais o sexo dos anjos! Chega ele não é nenhum exemplo para ninguem depois do que fez! O padre da paróquia devia ter um pouco de vergonha na sua dignidade de figura eclesisástica eu sou católico e achei rídicula esta posição!

  30. Fátima Marques says:

    Acho incrível que diga que o rapazinho era um menino bem comportado! ele têm 21 anos sabia bem o que estava a fazer com o Sr. Castro ele assassinou uma pessoa a sangue frio e com uma barbaridade incrível doentia e sem explicação racional! esta pessoa precisa de levar uma pena de prisão o que certamente vai acontecer pois estamos num País em que a justiça funciona, não estamos em Portugal. O referido criminoso vai ter muito tempo para resolver a sua sexualidade nas prisões NY.

  31. Manel Blecha says:

    Na minha opinião, acho que o rapaz foi muito corajoso, arrancou-lhe os tomates a saca rolhas, e havia muitos mais a precisar

    • de NY says:

      oh, YES!, mostrou-se corajoso e até muito inteligente em resolver os seus problemas desta forma, não é?

      Tenho orgulho de viver em NY onde não se encontra gente a inventar desculpas para um HOMEM ADULTO ASSASSINO CONFESSADO como vejo em tantos comentários de Portugal. Voces perderam todo o juízo.

      Tenho pena só dos meus impostos que irão ser usados para sustentar aquele criminoso.

  32. Diogo SImoes says:

    Sinceramente, pessoas HUMANAS???? muahahahah que tipo de pessoas humanas fazem aquilo ? EU conheço é o BBC vida selvagem, onde os animais se esganam uns com os outros contudo, sem saca rolhas. Aliás, dos dois nenhum cheira a mel, primeiro o miúdo?? (Renato), ele fez 3 viagens com sr Carlos, certo? então? não notou nada de errado ? só agora? porque ? Deixem as pessoas que estão metidas no assunto trabalharem, mas parem de produzir isso na TV posha. Enfim, a missa com o padre foi… extremamente fora de série, tenho pena pela família de Renato,sim, imagino a dor sentida,daí aplaudir um assassino? LONGE DEMAIS ! Para isso o pessoal da casa pia todos eles tinham direito a uma missa onde trocemos pela liberdade deles, eles também devem ter família não é verdade?. !! 21 anos ?? é algum menino? Se Renato não estivesse no seu estado normal não admitia dias depois :/ O comentário que ? enfim, olha lá, eu gostava de saber quantas pessoas tu criticas-te no mundo 🙂 Não não dá cadeia, que eu saiba ainda há liberdade na expressão, caso contrário não havia humoristas, bla bla bla. Se fores a ver neste site, o texto que está lá em cima, 🙂 irás perceber que estás no site errado, mete no google: Fãs de Renato Seabra 🙂 fica bem

  33. Diogo SImoes says:

    Eu não estou para estar com má onda com ninguém, apenas quero que as pessoas parem de produzir noticias para a televisão, ele queria fama, conseguiu. por mais porco que seja o ser humano ninguém merece . esta é a minha base do pensamento, agora se estão num site que não gostam de ver o que vêm, o problema não é meu, fiquem bem,, votem Cavaco Silva para presidente do Sporting, Abraços 🙂

  34. tony says:

    Julgo que se passou o seguinte:
    O Carlos apaixonou-se perdidamente pelo Renato.
    Quis ajudá-lo na carreira de artista/modelo.
    O Renato exaltou de contentamento e aderiu a essa ajuda.
    Depois, fruto das circunstancias e dos ADN o Carlos foi penetrando o Renato e foi sendo penetrado por ele.
    O Carlos era muito ciumento e possessivo.
    Deve ter pressionado o Renato até à medula.
    Possìvelmente ??, com alguma dose de drogas pelo meio, o Renato passou-se.
    O drama aconteceu.

  35. anonimo says:

    Só tenho uma coisa a dizer, todas as pessoas que apoiam o Carlos Castro já passaram pelas mesmas experiências dele por tão bem abordarem o assunto e o apoiarem (em cima). O Renato sujeitou-se aquilo para subir na vida sim, mas hoje em dia quem não corre riscos para subir na vida? Ele por acaso sabia que ia ser assim? Ele por acaso sabia que ia ser abusado de tal maneira? E se vocês estivessem na situação dele o que faziam? Pois, certamente ainda não pensaram nisso porque senão não estavam para aqui a barafustar. O Carlos Castro na minha ideia já era uma pessoa morta e na minha opinião havia sem qualquer tipo de duvida de haver uma lei que cortasse os órgãos POR COMPLETO aos gays, porque isso não se trata de ser uma orientação sexual, trata-se sim de uma doença que deve ser tratada nos seus devidos manicómios e se for preciso ser arrancada pela raiz tal como o Renato o fez. Gostava com todo o gosto que o Renato fosse ilibado e eu mesmo ia com todo o prazer lhe dar os devidos parabéns do ato que cometeu. Trocando isto por miúdos mais vale perguntar uma coisa muito simples, passo a citar: “O que Carlos Castro andava a fazer neste mundo?” Resposta óbvia, nada! Só mesmo em Portugal é que conseguem defender uma pessoa insignificante, que durante a sua vida limitou-se a limpar o rabo de tão sujo estar. Renato não estas sozinho, depois de umas rondas por uns fóruns, pude concluir que são mais os que te apoiam, do que os que estão contra ti.

    • pedro rocha says:

      Não sejas parvo
      Eu se tivesse na situação do Renato a mim se um homem me diz que me acha giro e me chama querido a conversa acaba logo ali. E tu fazias o que ?

      Doente és tu que te sentes ameaçado e inseguro da tua sexualidade ao ponto de atacares os gays como atacas. Vé se la os gays te atacam pela tua orientação.
      Podem ser gays … mas respeitam o oposto. Tu como supremo nem os heterossexuais respeitas com esse tipo de conversa.
      (digo eu um adepto frenético cunnilingus)

      Sai de Portugal para paises desenvolvidos e civilizados e sai a rua com esse tipo de conversa homofóbica e discriminatória para veres o que é que a lei te faz logo.

      Em nova Iorque ate os pedreiros na construção são despedidos e alvos de processos civis por mandar piropos as mulheres que passam na rua e que se sintam ofendidas.

      So mesmo em Portugal é que te deixam andar a solta.

  36. MEIA CULPA says:

    Ao ler todos estes comentarios penso duas vezes…O Renato não é de todo uma criança e é bom que todos os jovens com vinte um anos se mentalizem que os pais não são responsáveis ,nem são Deuses para os livrarem de todos os erros que cometem.
    Mas tambem nesta idade se pensa que todos os outros estão errados eles é que são os detentores da verdade e da razao..Errado.
    Quanto aos pais do rapaz …tenho muita pena pelo grande desgosto recebido deste filho em quem depositarm confiança,projecções de um ser Humano bom ,mas a verdade até agora conhecida é apenas uma, ele matou …matou um ser Humano que sendo gay ou não ele proprio tentou tirar proveito da relação que mantinham.
    O Carlos Castro tambem não é tão inocente quanto os amigos ,familiares ou colegas tentam passar mensagem.
    Um homem com 65 anos, conhecido na sociedade portuguesa e não só,não é idiota ao ponto de pensar que um rapazinho de 21 anos se apaixona por ele.
    Pode sentir afecto,gratidão e a té carinho ,mas nunca paixao.
    E paixao é o que as pessoas nestas idades esperam de um miudo com menos 44 anos?Não!
    E ainda só Deus o Diabo e o Renato neste momento sabem o porquê de ele ter feito tal barbaridade.
    E a justiça dos homens é sempre meia culpa…E a justiça de Deus não permite que o homem se deixe dominar pela tentação do Diabo.

    • jorge silva says:

      Não sejas parvo
      Eu se tivesse na situação do Renato a mim se um homem me diz que me acha giro e me chama querido a conversa acaba logo ali. E tu fazias o que ?

      Doente és tu que te sentes ameaçado e inseguro da tua sexualidade ao ponto de atacares os gays como atacas. Vé se la os gays te atacam pela tua orientação.
      Podem ser gays … mas respeitam o oposto. Tu como supremo nem os heterossexuais respeitas com esse tipo de conversa.
      (digo eu um adepto frenético cunnilingus)

      Sai de Portugal para paises desenvolvidos e civilizados e sai a rua com esse tipo de conversa homofóbica e discriminatória para veres o que é que a lei te faz logo.

      Em nova Iorque ate os pedreiros na construção são despedidos e alvos de processos civis por mandar piropos as mulheres que passam na rua e que se sintam ofendidas.

      So mesmo em Portugal é que te deixam andar a solta.

  37. pedro rocha says:

    Renato Seabra e Luís Castanheira – o outro assassino
    http://moitasvenda.net/forum/viewtopic.php?f=14&p=2129#p2129

    Carlos Castro violentado, abusado e violado quando jovem
    http://jn.sapo.pt/revistas/ntv/interior.aspx?content_id=1755342

  38. gaby says:

    e tao facil toda a gente falar …. ha predadores e ha presas ….. ha ilusao… ha mas ha ….
    alguem nos canta a cancao que queremos ouvir mesmo que ja se saiba de cor e se saiba a letra a musica .. toda a gente danca , nao me venham com criticismos ou la o que lhe queiram chamar …quem e que nao sonha em ganhar a lotaria ??? quem e que nao vendia a alma pa ter uma vida boa ….. pois e , pra uns a lotaria e dinheiro… fama…ser conhecido .. vir nas revistas…. pra outros … e ter 1 piteu com 21 anos …
    imaginem se por um momento…. a tentar … querer ” fazer amor ” …. e ….
    imaginem se por um momento … a ser precionados pa ” fazer amor”…. e….
    conseguem..??? nao hao se e gay ou se e hetero…. apenas 2 seres humanos ….
    e isso … ninguem se deve forcar a nada .. nem ninguem deve oferecer o que o que nao quer dar … mas acima d tudo sao sempre 2 pa dancar um ” tango” ….
    eu ja dormi com amigos ….na mesma cama … sem nunca ser preciso fechar a porta do quarto ha chave …pa que …ou nao …. ha que respeitar um NAO QUERO….seja quem for
    onde quer que seja …. aqui … n NY… no JAPAO….ou entao vamos deixar de acreditar n raca humana , e essa que toda a gente tem que ….. pa chegar ao cimo ,plo amor das santinhas todas ou dos deuses todos , facam favor ….
    nao tou a defender nem a acusar ninguem … simplesmente a comentar um facto !!

    • JXORGE says:

      Ó Gaby tem lá calma, fala por ti! Se achas que não resistes a prostituir-te para teres uma vida melhor, tudo bem, nada contra! Agora não digas é TODA A GENTE! Eu nunca fiz isso (e agora já não tenho idade). Tu enxerga-te rapariga.

  39. cristina calado says:

    Azar o dele,e havia de ficar a cumprir pena nos EUA,pra ver o que e bom pra tosse,agora faz se de coitadinho,poupem me la isto ate da graça…
    Fazem a merda e depois fazem-se de malucos,que se aguente.

  40. Bruno says:

    Vou finalmente deixar-me ir na conversa da minha vizinha… Sozinha. Rica. Com 65 anos (eu tenho 23). Quando eu me encher dos presentes, viagens e do luxo, vou torturá-la e matá-la. Espero que rezem missas por mim, que façam cordões humanos, que façam de mim um mártir…
    Ou se calhar não vou ser um mártir… não vou ser um menino inocente… isto porque se trata de uma velhinha e não de um velhinho gay!

  41. Luís says:

    Tenho a dizer que Portugal está doente. Não se distingue o bem do mal. O anginho coitadinho, matou o lobo mau. O bom é o assassino, o mau é a vítima.
    O anjinho dormia com o lobo mau na cama, comia-o, para aparecer nas capas de revista e depois…. mata-o. Se já não o keria comer mais, pq o matou? já tinha ouvido falar do “usa e deita fora”, agora do usar e matar…


  42. Realmente há pessoas aqui que não estão mesmo bem da cabeça. Então justificam o que o rapaz fez porque “com certeza”, algo de MUITIO grave aconteceu antes?! Bem, mas isso também acontece quando um homem viola uma mulher, ou quando um homem anónimo mata outro outro também anónimo… também algo de MUITO grave terá acontecido antes…
    O Renato é fruto de uma família sem bases, sem estruturas fortes em afectos e disciplina. Nota-se que o cunhado, a mãe, o tio estão permanentemente a desculpabilizar a situação. Claro que esta cultura de permitir tudo ao “menino Renato, coitadinho” tinha que dar em tragédia.
    O Renato sabia muito bem o que estava a fazer, e consentiu. Ponto final. Matou e torturou quando tinha força suficiente para se vir embora, e ponto final. Se não tinha dinheiro para se vir embora, então é realmente burro por ir de viagem e não levar sequer um cartão de crédito ou um telemóvel com roaming (como parece ter sido o caso) para o caso de alguma urgência…
    Precisava de dinheiro? Que vendesse o corpo, já que estava tão habituado a isso…
    Se o outro lhe prometeu algo e não cumpriu… paciência. A vida é mesmo assim: só meninos com fraca cabeça e mimados é que matam porque o senhor mais velho prometeu e não cumpriu, ai que dor tão grande no seu coração, pobrezinho do Renato que lhe prometeram um brinquedo e não lho deram.
    Se este rapaz tem uma família a sofrer (e tem de certeza), também o outro homem tem família que também sofre não só pela perda deste homem como também por verem um assassino transformado em mártir.
    Oxalá que aqueles que defendem o assassino nunca tenham alguém de família que seja assassinado por outra pessoa. Quero ver se nessa altura também vão dizer “ah matou o meu irmão/pai/filho mas coitadinho do criminoso,… se o fez é porque algo de MUITO grave se passou!”… Que gente tão ignorante, analfabeta e atrasada que aqui escreve. Vão para Inglaterra ou Suiça dar essas opiniões, que logo vêem o que vos chamam. E é esta gente que vota em Portugal!

  43. Araujo says:

    Será que ainda não deu para preceber que a Homosexualidade é uma DOENÇA e um Desturbio mental !

  44. Alex says:

    Alas alguém com bom senso, não suporto os fetiches de Carlos Castro, e acho que o respeito pela sexualidade deve ser um valor universal todavia isto não se tratou de falta de respeito, mas sim de uma transacção , de uma troca de serviços , e acho degradante , pueril e até um pouco macabro, este apoio cínico feito pelo povinho que se concentra nas conjecturas desta tão bonita novela portuguesa devido á sua já característica “visão túnel”, dou graças a Deus dos Americanos possuírem o bom senso para punir este vil assassino esse pseudo-homofóbico, pois para mim esse sujeito é Persona non-grata neste país.


  45. Até agora consegui sempre resistir a comentar este post porque o achei miserável (a começar pelo titulo digno de um Goebbels) mas como está sempre a aparecer ali nos últimos comentários aqui vou ‘chatear’ mais um ‘bocadinho’:

    Em Nova Iorque um puto interesseiro matou com crueldade um velho nojento que abusava da sua posição social para obter vantagens sexuais.

    A orientação sexual deles é-me indiferente (se em vez de ser o Renato fosse uma Renata, pensaria o mesmo) mas o que realmente me espanta é que haja gente a tratar isto como se de um Benfica-Porto (ou Benfica-Sporting, passe o pleonasmo) se tratasse.

    Um velho nojento é sempre um velho nojento, independentemente de ser gay ou hetero, um jovem interesseiro é sempre uma especie de prostituto seja do sexo masculino ou feminino e um crime é sempre um crime.

    É ridículo querer ‘tirar ilações’ de um acontecimento absolutamente pessoal para campos da homossexualidade ou do mundo da moda. Não tem nada a ver, é apenas um crime.

    P.S. Doentio é querer culpar a igreja deste crime… doentio e parvo (peço desculpa!)

  46. António Lopes says:

    Não julgo ninguém! como cristão e católico sem vergonha de o ser, deixo isso a Deus. Segundo o que ensina a Igreja Católica e as demais Igrejas Cristãs, matar e violar é mal, é pecado, crime em moral, contra Deus, para quem tem fé. A lei natural concorda! Haverá quem discorde, que a negue. que a diminua, a reduza naquilo que quer que prescreva!
    Não sei o que se passou. o que levou Renato a agir ou a reagir tão violentamente contra aquilo que dizem ser sua formação.
    Que rezem os cristãos, na missa ou fora de missa, pelos dois, ambos vítimas, acho natural; pelos dois terá sido isso feito!
    Que se culpe a moral cristã de nela se radicar, por formação, a culpabilidade de Renato tem carradas de piada! Sem moralidade, a sexual e a dos outros 9 mandamentos, viramos mundo cão!A perda de valores dá nisto!

    • Artur says:

      O “mundo cão” que refere também aparece entre aqueles que apregoam a tal moralidade cristã. Diga-me um unico período da História onde os tais valores evitaram que o Homem deixasse de cometer atrocidades perante o seu semelhante. O próprio Deus do Antigo Testamento é uma personagem cruel, vingativa e colérica e um mau exemplo a seguir à luz da visão humanitária e humanista dos nossos dias.
      De facto já muita gente morreu, foi torturada ou discriminada por não acreditar nos tais valores.Já muita gente matou, torturou ou discriminou em nome do tais valores.
      Não julga ninguém? Acredita mesmo nisso?


  47. concordo na integra com o seu texto, acrescento apenas o facto dos media estarem a fazer dele um caso extraordinario mas das muitos mulheres assassinadas pelos maridos nem um comentario

  48. pedro says:

    loooooooooooooooooooooooool de mais o texto..
    tudo a ver com o renatinho lool que gay frustrado me saiuuu

  49. pedro says:

    loooooooooooooooooooooooool de mais o texto..
    tudo a ver com o renatinho
    lool que gay frustrado me saiuuu

    tanto teatro,

  50. irene dias says:

    como é possivel tanta falta de humanidade para com a familia do renato e tambem com o proprio renato´´ sou mae de 4 rapazes e pensso nao ke o renato nao tenha culpa mas temos o direito de penssar meu deus como sera como ele se viu naquela situação errou sim ao ter encontrado pelo caminho dele um ser humano como esse senhor ke nao se viu ao espelho. para querer alguma coisa com um miudo ,ele o Renato queria subir na vida isso não e de criticar, agora só se houve louvar aberrações como esse e tantos outros senhores que destroiem tantas vidas de jovens como a do Renato só mesmo quem é mãe imagina o pesadelo da familia ke deus ajude o Renato pois para mim os meus filhos são sagrados ficaram sem pai em pequeninos (faleceu) fiz o melhor mas se no caminho deles houvesse algum carlos a fazerlhe mal eu ficava doida força renato espero que nao encontres nenhum juizado gay pois agora eles são uma raça a preservar tanto trabalho a criar um filho e depois ver uma desgraça desta estou solidaria com o Renato um menino ke destuiu a vida dele por causa dum velho gay ke o iludiu so com um objetivo

    • luis says:

      Irene tens filhos. independentemente de serem gays ou não, podem apaixonar-se por pessoas mais novas. gostarias k os teus filhos fossem barbaramente assassinados por um louco qualker?

  51. Bruno says:

    Renato Seabra proibido de jogar à sueca na prisão.
    Segundo fontes do estabelecimento aparentemente ele não pode cortar paus!

  52. PAULO says:

    POR FAVOR……….
    ASSASSINO É ASSASSINO,E NÃO FOI ASSEDIADO ,ASSEDIOU O PREDADOR,QUE LHE PAGOU VIAGEM,O SOBRETUDO DE CRIADOR ,QUE O RAPAZINHO ESCOLHEU E FOI ELE QUE QUIS SER AMIGO DO CARLOS NO FACEBOOK…………..O CARLOS EU CONHECIA,E NEM GOSTAVA MUITO DELE MAS NÃO MERECIA MORRER ASSIM,NINGUÉM MERECE……..CUNHA,SE ÉS GAY….O QUE DÚVIDO,DEFENDIAS O CARLOS ,PORQUE UM DIA VAI SER UM GAY ”VELHO”,O SEABRA É ADULTO,
    NÃO É MANEQUIM ,PORQUE NUNCA FEZ NENHUM TRABALHO COMO TAL,NEM TINHA ”BOOK”,NÃO PASSA DE UM GRANDE AMBICIOSO QUE QUIZ SER FAMOSO DA FORMA MAIS FÁCIL….FODENDO ALGUÉM FAMOSO,O QUE TALVEZ SE TENHA REVELADO MAIS DIFICÍL DO QUE ELE PENSAVA……………E ISSO NÃO É DESCULPA PARA MATAR ALGUÉM ASSIM…..E DEPOIS DO ASSASSINATO FICAR 5 HORAS,NA COMPANHIA DO MORTO,É SANGUE FRIO DE ASSASSINO……..ALEGOU HOMOFOBIA…..PARA SE SAFAR….MAS ANDOU A FODER O CARLOS DURANTE 4 MESES E A JURAR-LHE AMOR ETERNO……….TENS A CERTEZA QUE ÉS GAY CUNHA ?

    • lucilia fernandes says:

      SEM AGRESSÕES VERBAIS,NA MINHA OPINIÃO CRIME DE TIRAR A VIDA A ALGUÉM HOUVE, ENVOLVIMENTO EM GANÂNCIA HOUVE, TRÁFICO DE INFLUÊNCIA HOUVE. POR TUDO ISTO, UM ESTÁ MORTO E OUTRO TEM DE SOFRER CONSEQUÊNCIAS.
      O PROBLEMA SÃO AS PESSOAS QUE NÃO QUEREM MUDAR AS SUAS ATITUDES, DAÍ VIVEMOS NUMA SOCIEDADE PODRE, E CHEIA DE ARMADILHAS PARA TODOS NÓS. HÁ MUITOS ANOS UM SÁBIO DISSE ” MÁS COMPANHIAS ESTRAGAM HÁBITOS ÚTEIS.”

  53. JOAOA says:

    Eu acho que tudo neste site e errado ! nos nao devemos julgar nimguem . Nenhum de nos sabe o que realmente aconteceu . Eu ja Ouvi tanta coisa que até ja me doiem os ouvidos . Bla bla o renato e o criminoso ya ya ja toda a gente percebeu . Mas o C.C nao e inocente nem aqui nem na china . e Se ele e Prostituto só a ele diz respeito . Acho que toda a gente tem direito a errar . Quem nunca errou que atire a Primeira Pedra . ou como eu digo DEUS CRIOU A VIDA VOCES TRATAM DA VOÇA QUE ELE TRATA DA DELE . BYE BYE

  54. JOAOA says:

    E JA AGORA ESTE E O SITE COM A DESCUSAO MAIS PARVA DE TODO O SEMPRE ! MAS AO MENOS AINDA ME RI 😀 CUIDEM DA VOSSA VIDA E DEIXEM A DOS OUTROS AMORES

  55. lucilia fernandes says:

    “MÁS COMPANHIAS ESTRAGAM HÁBITOS ÚTEIS” , E DP HÁ CONSEQUÊNCIAS….

  56. terenso says:

    O Renato Seabra é um assassino frio e calculista. Independentemente do velho ser gay ou não, não tinha o direito de tirá-lo a vida, esta apenas pertece a Deus. Nos Estado Unidos as leis funcionam e não são muito simpaticos com estes tipos de crimes, homofóbicos. Corre o risco de apanhar prisão perpetua.

  57. Raquel says:

    bem, para começar, e isto ninguém pode negar, é a tamanha IGNORÂNCIA destas pessoas, que para aqui vêm falar e criticar. Este, que é um país feito de injustiças, não deviam vir para aqui os Portugueses falar de justiça e penas justas, porque se há coisa que não existe neste país, é isso mesmo, JUSTIÇA. Já para não falar, que a maior parte, (para não dizer toda) destas pessoas, nem sequer sabem aquilo que poderá estar por trás deste assassinato, já não dizendo para se porem na situação dele, que queria um futura, e um gay desses, aproveitou-se dele e da sua fragilidade, para ter um “namorado”, ele só queria o melhor para ele, um futuro promissor, em que tivesse sucesso e fama, ao contrário desse senhor que, para conseguir alcançar os seus supostos “objectivos”, põe em causa outras coisas. O rapaz não era homossexual, era bastante bonito e tinha bastante talento, acredito que seria rapaz de andar com as raparigas todas a trás dele; não é normal, uma pessoa que está habituada a viver num ambiente razoável, se adapte a um mundo “gay” do dia para a noite.
    Bem, como já o disse, acho absurdo virem para aqui criticar, pois não sabem o que está por trás disto, o Renato poderia estar a ser vitíma de chantagem, e muitas destas pessoas que veêm aqui falar, não param para pensar um pouco, e pôr-se no lugar dele. Conheço o pai de Renato, e os irmãos da parte do pai, fruto da relação com a actual mulher, e, ao contrário do que já foi dito em vários comentários, o pai é uma pessoa de bem, com um sentido de humor inexplicável e com uma enorme simpatia dentro de si; embora não ter estado presente na educação e crescimento do filho, Joaquim, agora mais do que nunca, apoia-o e está com ele em todas as ocasiões.
    Agora, o que eu acho LAMENTAVÉL, é a falta de pensamento destas pessoas, que vêm falar de coisas que nem sequer têm factos apurados; não havendo provas não se pode acusar alguém.
    GANHEM ESPIRITO CRITÍCO CREDÍVEL e não sem argumentos.

    • Filipa says:

      Portugal deve ver o país com uma maior percentagem de IGNORANTES a nivel Mundial!
      Não acredito que nenhum daqueles que aqui escreveram sejam totalemnte livres de pecado. Como disse a Raquel e muito bem, não venham para aqui falar de justiça quando o que este país não tem é exactamente disso!
      Preocupem-se em tratar de vocês, da vossa vida própria se é que a têm e depois sim, tentem observar e criticar construtivamente a sociedade que vos rodeia! Todos fazemos parte dela e todos ajudamos para que seja como é, uma autêntica patétice!
      Porque é que se preocupam em criticar o actos feitos pelos familiares e queridos do Renato, e não se preocupam em fazer do vosso país , onde vocês vivem, um país mais desenvolvido?
      Conhecia o Renato, ele tinha namorada e NUNCA se envolveu com nenhum rapaz bonito e charmoso, acham mesmo que se ía envolver com um velho , gay assumido e sujo de nome em alguns locais dada a sua orientação sexual? Nem um ignorante ao mais baixo nivel o faria de consciencia e de bom grado.
      Não sei o que este por tras de tudo aquilo, mas assim como eu, vocês que SEM ARGUMENTOS JUSTIFICATIVOS criticam o Renato pelo sucedido não têm rigorosamente nada a ver com isso, não têm que tentar resolver os problemas que estão nas mãos da justiça.
      O que falta realemente a este país é uma desenvoltura apropriada para poderem ter liberdade de expressão. São completamente estapafúrdios alguns dos comentários aqui feitos!
      Não digo que não teve culpa, é evidente que é um assassino.. Mas já está a pagar bastante pelo que aconteceu!
      Há tantos assinos, ladrões, psicopátas espalhados pelo nosso país e ninguém se preocupa com isso, porqué que nisto todos têm que meter o nariz? PREOCUPEM-SE COM A VODA VIDA E A SOCIEDADE QUE VOS É MAIS PRÓXIMA. Renato cometeu um tremendo erro UMA VEZ, não tem que ser julgado por todos e até mesmo por muitos como ele que continuam cá fora!
      Mais uma vez afirmo: LIMITEM-SE E TENTAR DESENVOLVER O NOSSO PAÍS NA MEDIDA EM QUE ISSO SEJA FAVORÁVEL A UM MAIOR NUMERO DE PESSOAS que já é um grande trabalho para alguns ignorantes que acima criticaram “à moda dos baixinhos”.


  58. Salute! You just have to take a look my page indirmeden film izle!

  59. Faroleiro da Berlenga says:

    Uf isto é vai para aqui uma confusão verbal…!!!
    E afinal as coisas são bem mais simples: O paneleirinho zangou-se com o paneleirão e limpou-lhe o sebo com um saca-rolhas. Azar dos azares tudo isso aconteceiu num país com uma justiça a sério e agora o paneleirinho vai mamar umas pilas pretas e grossas numa prisão federal durante longos anos. A mamã do paneleirinho está inconsolável e a família do paneleirão destroçada. Sabem o que vos digo: Puta que pariu essa paneleiragem toda que nós temos mais em que pensar.

  60. Faroleiro da Berlenga says:

  61. Alice Dabreu says:

    Ser Gay ou nao, chantegeado ou nao,(o que nao acredito) pois conhecia bem o C.C.Este jovem sabia como todo o Portugal que C.C. era Gay!!!SEM DUVIDAS ALGUMAS!!Mas dai a ter de o matar e da forma como o fez,..e de quem teve RAIVA em nao saber esperar para se tornar famoso.A mae que me perdoe!..MAS O FILHO NAO PASSA DE UM ASSASSINO MACABRO E DE SANGRE FRIO!..Sou mulher, tinha um amigo gay que ja faleceu,.e conheci muitos miudos de 19,20 anos, vindos de pequenas aldeias, como um exemplo:das C.da Rainha, que diziam a familia que tinham uma namorada em Lisboa,..e depois?Tal como o meu amigo me contava e alguns 2 ou 3 que cheguei a conhecer, eram eles que se faziam ao meu amigo de 42 anos e eu espantava-me e o meu amigo respondia-me:Alice,..eles sabem mais QUE EU!!!Ficavam la em casa cheios de amores pelo meu amigo, mas depois quando encontravam um com melhor posicao na vida e mais dinheiro piravam-se para esse novo “amor”,
    QUAIS INOCENCIA QUAIS QUE DESSE MENINO MIMADINHO DA MAMA!!!!!!
    Nao e uma questao de vinganca, mas sim de JUSTICA!!Que apanhe prisao perpectua.
    Alice

  62. Muamba Neto says:

    Não adianta agora julgarmos os envolvidos, andarmos por aí quem é ou não culpado. Ao falecido, orarmos para que a sua alma descanse em paz onde quer que esteja e quanto ao jovem Seabra que termine tão longo este inferno…e que o resto vamos deixar para Deus…Quem somos nós para fazermos estes juízos… Paz e harmonia.

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.