Gilberto Madaíl, pá, a sério que não era preciso

Os homens providenciais sempre me assustaram. O mundo pula e avança graças a um conjunto de indivíduos e nunca por obra e graça de um só. Mesmo que esse homem especial tenha uma importância extra no desenrolar da história.

Gilberto Madail

Messi pode ser determinante no Barcelona mas se não tiver outros dez jogadores a ajudar não ganha nenhum jogo. Há um anos, quando Cavaco Silva garantiu que ou era ele ou o caos, tremi. Foi por isso que nunca fui fã do reeleito presidente da República. Por isso e por causa do episódio do consumo de bolo-rei com a boca aberta. É um crime comer bolo-rei daquela forma.

Há dias, Gilberto Madaíl admitiu recandidatar-se à liderança da FPF, depois de ter dito, várias vezes, que não, que não faria mais nenhum mandato. Comecei a ficar assustado.

Depois, já hoje, Horácio Antunes anunciou que desistia. O pior estava para aconter e, pumba, aconteceu. Hoje, Madaíl confirmou: se os novos estatutos forem aprovados, ele recandidata-se.

É que não era preciso. A saúde já não ajuda, a idade começa a pesar e a FPF até funciona em piloto automático.

Comments


  1. Este é mais um exemplo do nível de estupidificação a que chegaram os portugueses (a cena de perder tempo com lyoncificações).
    Já sabíamos que ninguém está para mover o rabo do sofá para mudar o estado das coisas na política, justiça ou educação em Portugal; que continuamos anestesiados com os centros comerciais e com a bola ao fim-de-semana; mas, agora, este é mais um exemplo de que merecemos os Soares, os Loureiros e os Sócrates desta vida. É o que eu digo: dispenso um presidente, mais de metade dos deputados, de 70% das pastas do governo e, helas, ficamos nas mãos das grandes decisões – leia-se dinheiro – de Bruxelas. Portugal já não é (ou, se calhar, nunca foi) um país europeu. É simplesmente uma aldeia de pessoas (ou será lavradores) com mania de grandeza – tiques à benfiquista…lololol

  2. Xokapic says:

    Quando é que o gajo vai prá América orientar a Xulexão Mericana ? (e nos deixa em paz)

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.