Adoro o cheiro do povo na rua pela noite, pela manhã

apoesiaestanarua

O suor, o fedor a povo, a comunhão humana que só as revoluções fabricam, a solidariedade, a fraternidade.

Adoro revoluções naturais, sem partidos da classe operária e outros aditivos tóxicos.

A terra dos escravos que ergueram as pirâmides, dos camponeses que lavraram o vale do Nilo, pela primeira vez é sua, deposto o último faraó.

Que seja mesmo o último. Façam o favor de não gritar o povo unido jamais será vencido, conselho de amigo, dá azar.

Um comentário em “Adoro o cheiro do povo na rua pela noite, pela manhã”

  1. … A história repete-se; os ciclos sucedem-se, porque a Humanidade é apenas uma, e o Instinto é que governa.

    Após Mubarak, outro mubarak qualquer há-de vir. E, pegando no exemplo de Portugal: atrás de Salazar outros salazares vieram, porque ninguém abdica do poder e dos privilégios. Faltará a PIDE, mas, hoje, há meios sufisticados de nos controlarem e de, psicologicamente, exercerem a repressão… Estou enganado? Para rimar, não…

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.