Em Coimbra e a 15 de Outubro, foi assim: os governos mijam-nos em cima, os media dizem-nos que chove

Tipo o dobro, comparando com o 12 de Março. Deu para encher a praça 8 de Maio no final.

Gente de todos os partidos de esquerda, independentes de toda a independência à esquerda, representaram-se pessoalmente e a rigor. Na Praça da República, o cidadão António Marinho Pinto, por exemplo:

Fotografia: Paulo Abrantes

Oportunidade para momentos Espírito Santo:

E amanhã voltamos. Tenham medo, muito medo, vamos voltar até ao dia em que nunca um banqueiro de uma família nazi de banqueiros terá tomates para entrar numa reunião do governo do meu país. Exactamente a diferença entre democracia e o governo mijado a sexo, mentiras e vídeo, que temos.