Sarkozy (felizmente) irritado

Chegam notícias acerca de uma desagradável troca de palavras entre o Sr. Sarkozy e o primeiro-ministro britânico. Tal se deve à insistência deste último, em participar na reunião do Euro na próxima quarta-feira. Embora o R.U. não partilhe a nefasta moeda que acabou por arruinar a nossa economia, David Cameron tem todo o direito de estar presente, pois o que ali se discutirá será algo que transcede em muito, as actuais dificuldades financeiras dos países europeus. É que nem todos estão “pelos ajustes” quanto ao contornar de referendos e Tratados.

Para nossa tranquilidade, é bom que a Velha Aliada lá esteja e aja em conformidade, como contrapeso a certos apetites continentalistas de má reputação. Um breve olhar para o mapa acima, responde a qualquer questão.

Cromo do Dia: BPN

Há cromos assim, que equivalem quase a uma caderneta completa: Oliveira e Costa, Dias Loureiro, Cavaco Silva, José Sócrates, Manuel Pinho, Mira Amaral, etc., etc., etc., todos apanhados em fotografias onde aparecem mal, desfocados, tremidos ou envoltos em névoa.

Um cromo caro, muito caro, caríssimo.

Banco Português de Negócios

O Facebook, a censura e a Origem do Mundo

Um utilizador francês que viu a sua conta eliminada por ter publicado a obra de Gustave Courbet A Origem do Mundo vai processar o Facebook. A coisa sucedeu antes do seu aniversário, o homem não recebeu os parabéns dos seus amigos e sente-se tratado como um pornógrafo.

Poucos anos atrás agentes da PSP dirigiram-se a um livraria em Viseu que tinha na montra um livro com a mesma imagem na capa, e convidaram o livreiro a não chocar a população.*

A mim o que me choca na moralice desta gente nem é a sua ignorância. É mesmo a manifesta aversão a tudo o que seja sexo.

* lembra-me um leitor, e bem, em Braga sucedeu o mesmo, com direito a apreensão dos livros e tudo.

Solidários com o funcionário público Miguel Macedo

O povo português, sempre generoso com os mais necessitados, não poderá negar solidariedade a todos aqueles que servem desinteressadamente o país, como é o caso dos funcionários públicos. O funcionalismo público tem, agora, no ministro Miguel Macedo o exemplo mais recente de alguém que merece toda a nossa solidariedade. Efectivamente, o pobre governante ficará, doravante, e por iniciativa própria, privado do subsídio de alojamento a que, legal e imoralmente, tinha direito. O facto de ter prescindido desse privilégio após a saída de várias notícias só serve para demonstrar que o Governo está atento aos sinais enviados pela sociedade civil. O minúsculo pormenor de Miguel Macedo possuir uma habitação em Lisboa não nos deve coarctar o exercício da generosidade: com 1400 euros a menos por mês e com os aumentos do IVA, é importante que os vizinhos do ministro estejam atentos a indícios de qualquer tipo de carência alimentar que Miguel Macedo possa manifestar. Para que não se sinta muito envergonhado, proponho que se deixe, anonimamente, à porta de sua casa, um cabaz com produtos de primeira necessidade.

Tem dinheiro no banco? Só é seu se não o levantar

Para já tem acontecido nos EUA. Cá ainda não aconteceu, mas nunca se sabe. Vai ao banco levantar o seu dinheiro e é preso. A explicação é simples: se é cliente de banco não pode ser manifestante. Ou vice-versa.

Frases Impossíveis

E as “Putarias” P.P.?

Alertado pelo berreiro da “sua blogosfera e imprensa”, o governo decidiu atacar os regabofes na casta dominante. Fez bem, mas ainda muito fica para esmiuçar. Além das mordomias e dos gabinetezinhos a que se dá o nome de institutos e fundações & etc, fica por encetar o bolo grande, mais conhecido por “Putarias” Públicas Privadas, essas mesmo que o ainda mandatado “cooperador estratégico”  de serviço avalizou com o seu silêncio de cátedra.