Uma semana depois, em Wall Street e arredores

Comparar este mapa, com o que publiquei aqui no domingo passado.

Os Occupied States of America crescem, e de que maneira.

Madeira:

Sobre os resultados da Madeira e os recados que os eleitores entenderam dar já escrevi AQUI.

O Alberto João Jardim, mais do que o PSD, ganhou as eleições. Mesmo que a vitória possa ser considerada amarga. Porém, a verdade é só uma: no segredo da mesa de voto, a maioria dos eleitores da Madeira deram mais uma maioria a AJJ.

E nesse mesmo cantinho secreto, castigaram de forma violenta o PS, o Bloco e a CDU. Uma geral das grandes. Por sua vez, o CDS teve um resultado histórico e o PTP idem.

Foram muitos os recados do eleitorado. Para todos. Até para nós…

Para os “Costas e Zés/Salgados” verem

Aqui está uma imagem do Hospital outrora construído pelos portugueses na Ilha de Moçambique. As veneráveis pedras têm a supina sorte de não se encontrarem na antiga Metrópole, pois a estranha coligação Costa-Zé Salgados/BES, já as teriam reduzido a pó. Para que conste.

Alberto João Jardim com maioria absoluta

45 vitórias eleitorais consecutivas na Madeira. Pudera, quem não vota no seu ganha pão? Uma coisa é certa, nunca poderá alguém dizer que o que se passa na Madeira não é culpa dos próprios. Apesar de AJJ, no seu discurso de vitória já estar a apontar desculpas para o liberalismo, os socialistas, Lisboa e a radiodifusão.

Enganar o Estado e ser eleito não é um exclusivo da Madeira. E ainda receber apoio popular, idem. Isto só prova que a democracia em Portugal é uma farsa.

adenda
Depois do caso dos recursos de uma empresa pública estar ao serviço de um partido, o que não é propriamente novidade, nem na Madeira nem no resto do país, anunciou o PS-Madeira que estava na sala uma eleitora que, quando foi votar, tinha o nome marcado nos cadernos eleitorais como já tendo votado. É caso para passar a pedir aqueles observadores da ONU que costumam vigiar as sólidas democracias africanas.

Uma Vergonha na Madeira

ORA DIGAM LÁ OUTRA VEZ?

Alberto João teve uma votação abaixo dos 50%.

Uma vergonha para o líder do PSD Madeira.

Demita-se senhor Jardim, mesmo com esta maioria absoluta.

Parece que é assim que todos os partidos do Contenente entendem que deva ser.

Há pessoas para quem é difícil parabenizar (como diz um amigo meu) alguns dos que ganham.

Agora mais a sério,

PARABÉNS SENHOR JARDIM, AINDA NÃO FOI DESTA QUE O PUSERAM NA RUA!

Parabéns também para o CDS que teve uma votação histórica.

Derrota em toda a linha para todos os outros partidos concorrentes.

No jobs

Tiago Mota Saraiva a partir de um original grego.

 

China

 

 

Michael Roulier

D. Dinis – já ouviram falar?

Há 750 anos, nasceu um dos maiores poetas portugueses. Os pais chamaram-lhe Dinis e, para além de poeta, foi rei de Portugal, marido de uma santa e fundador da Universidade em Portugal. Hoje, graças à constante revolução curricular em que vive a Educação, é possível a qualquer cidadão português passar por uma escolaridade de 12 anos e não ler um único poema de D. Dinis, para além de ser muito provável não saber sequer quem foi D. Dinis.

De 4 em 4 anos…

“Curiosidade” para Marte

O próximo rover da NASA, chamado informalmente Curiosidade, foi há poucos dias definitivamente fixo ao escudo térmico que o vai proteger na sua descida até Marte (nome formal Laboratório Cientifico de Marte). Com lançamento previsto para o fim do ano, espera-se que este rover atinja o solo marciano por alturas de Agosto, depois de uma viagem de oito meses e meio.

Rover pronto para ser selado entre o escudo de calor e a concha exterior

(Clique nas imagens para aumentar)

[Read more…]

Hoje é Dia de Pesagens

 

Retomamos a rambóia habitual dentro de momentos.

 

Pedroto rima com Porto

O meu benfiquismo não me impediu, nunca, de gostar do inimigo, sobretudo do inimigo cujos defeitos chegam a ser virtuosos. Da minha história pessoal faz parte uma amizade com um grande amigo de José Pedroto, o que me concedeu o privilégio de ouvir histórias da intimidade de um homem que adoraria ter conhecido pessoalmente, mesmo que fosse para ouvir dizer mal do Benfica.

O mesmo amigo comum, o jornalista Manuel Dias, que se juntou a Pedroto há três anos, também me proporcionou um encontro com o Hernâni, o “irmão” de Pedroto. Foi esse antigo craque portista que falou desassombradamente do medo que os jogadores do FCP tinham mal atravessavam a ponte D. Luís em direcção ao Sul. O Pedroto treinador viria a ser o responsável por exorcizar esse medo, através da bravata e da provocação inteligentes contra a macrocefalia lisboeta, confundindo o futebol e a cidade e contribuindo para o poderio que hoje o clube tem, graças, ainda, a um aprendiz que soube perpetuar essa herança argumentativa e não só: Pinto da Costa.

A alma portuense é grande e as queixas relativamente a Lisboa tornam-se cada vez mais anacrónicas, mesmo se fazem parte da essência da cidade e se são mal compreendidas por um desenraizado como eu. Ontem, Gaia homenageou José Maria Pedroto, esse filho de Lamego que é um dos pais do Porto.

Ecce Homo

depressao-home deprimido

Qual de todos eles e porque? Alberto João Jardim, José Sócrates, Passos Coelho, o povo português, o Jesus de Nazaré? É a frase mais conhecida da vulgata latina, usadas pelas confissões cristãs, para expor ao público um homem em sofrimento ou um homem que está a sofrer. [Read more…]

%d bloggers like this: