A afronta da OCDE ao orçamento do Gaspar e à 1/2 hora do Álvaro

Vítor Gaspar foi vítima de um ataque externo. A OCDE contraria – e de que maneira! – os pressupostos do OGE 2012 apresentado ao país, pelo Ministro das Finanças.

Ignoro se, com recurso ao estilo estereotipado e sonolento, Gaspar reagiu dentro da bitola habitual. Nem sei também se, para além de eventuais telefonemas a Juncker e a alguém do BCE, assim como da tranquilização do inquieto Coelho, fez grande coisa para além de olhar de viés para os números com que, hoje, a OCDE presentou Portugal; números esses, diga-se, que se enquadram no cenário descrito no vídeo acima publicado.

Segundo notícia difundida em vários órgãos de informação, aqui e aqui por exemplo, a OCDE prevê para a ‘Economia Portuguesa’, em 2012, os seguintes valores macroeconómicos:

OCDE

Diversos indicadores críticos, nesta previsão, diferem substancialmente dos valores indicados na proposta de OGE 2012 do Governo, cujo rigor foi objecto de solene juramento pelo Prof. Gaspar. Destacamos vários exemplos:

  1. O PIB previsto no OGE 2012 é de -2,8% e a OCDE estima uma quebra de –3,2% (diferencial de quebra de – 14,29% na previsão da OCDE);
  2. Segundo a OCDE, o consumo privado decrescerá –5,5% e não a percentagem de –4,8% do OGE 2012 (-14,58% na despesa das famílias com as consequentes reduções da actividade empresarial, em especial no pequeno comércio);
  3. A OCDE admite que o consumo público regrida –4,7%, sendo, por sua vez, mais intensa a quebra prevista pelo governo, com –6,4%.
  4. O investimento (Formação Bruta de Capital Fixo) para a OCDE cairá em 2012 –11,9%, considerando o governo, no OGE, a quebra de –9,5%;
  5. Por último, o desemprego estimado pela OCDE é de 13,8%, ficando-se o OGE do governo pelos 13,4%.

Se comparados os dois cenários, é automática a conclusão de que, em relação às previsões da OCDE, o governo, pela mão do ministro Gaspar e do Secretário de Estado do Orçamento, Morais Sarmento, em conjunto com a restante equipa das ‘Finanças’, imediatamente a seguir à aprovação do OGE 2012 prevista para amanhã, deverá começar a preparar um ‘orçamento rectificativo’ – mais insolvências e falências, menos receitas de IVA e de impostos directos, mais subsídios de desemprego e por aí a fora. Continuamos com as finanças públicas às avessas e oxalá não venham aplicar mais reduções de rendimentos e dos poucos benefícios remanescentes, invocando cortes de despesa indevidos.

Enfim, tudo o que estamos a assistir é estigma de uma recessão acelerada e de outra dimensão, à qual, nem a meia-hora por dia do Álvaro, laboratorialmente concebida à moda do Prof. Pardal, valerá no auto-convencimento (deles) da luta pela competitividade.

O problema, como a OCDE deixa entender e o vídeo evidencia, é sistémico, está centrado no sistema financeiro e enquanto a zona euro não for arrumada de vez, destruída ou reabilitada, a Economia Portuguesa, como outras na Europa, não se furtam ao sofrimento endémico de recessão progressiva. Até quando? Certamente até breve e com muitas dores.

Comments

  1. clara says:

    não percebo nada de economia, nem de finanças, nem percebo nada disto…. mas que os judeus estão a mandar nisto tudo, lá isso estão! E que nos estão a comandar, lá isso estão! E que nos vão escravizar, lá isso vão! Agora, que não percebo nada, nadinha do que se está a passar por aqui, desta politiquice de treta, não estou. Nem entendo porque não se discute o que se deve discutir, também não. Não percebo porque não se discute a Golden Sachs que dizem ser quem manda no mundo, isso não percebo. Andamos para aqui a discutir tarrotes e pardais, andorinhas e formigas, piolhos e pulgas. Haja paciência! quem manda no FMI? Quem manda no BCE? Quem está agora à frente de Itália? Quem está à frente dos pontos chave da economia mundial??? Judeus. Custa ouvir? Dói?
    Só porque foram martirizados? Foram. É um facto. Mas isso não faz deles santos. Eles estão a dominar o mundo, não estão a brincar. Fazem tudo para que ninguém esqueça o sofrimento por que alguns passaram. Valem-se disso para atingir os seus objectivos.
    http://citadino.blogspot.com/2011/06/este-e-o-mais-excepcional-documentario.html

  2. Lagartices says:

    Só para avisar que o vídeo colocado neste post não pode ser visualizado (This video is private)…

Trackbacks


  1. […] passado dia 28 de Novembro, publiquei este ‘post’, ilustrado por vídeo divulgado, então sem reservas de privacidade, no ‘Youtube’. As imagens […]

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.