Notas acerca de votações pela Internet


By Original author:S. Solberg J. [GFDL (www.gnu.org/copyleft/fdl.html) or CC-BY-3.0 (www.creativecommons.org/licenses/by/3.0)], via Wikimedia Commons

A votação pela Internet é um problema difícil de resolver devido à própria forma como a Internet está construída. Esta abertura traz-nos inúmeras vantagens, mas também algumas desvantagens. Para garantir que um votante anónimo não faz votações repetidas empregam-se várias técnicas. Podemos limitar a votação por “cookies” ou por endereço IP, ou então usando ambas as técnicas ao mesmo tempo.

Um cookie não é mais do que uma pequena quantidade de informação que é guardada no computador do utilizador e que é lida pelo próprio servidor que a criou. Utilizam-se os cookies para muitos fins. Podem ser usados para identificar um utilizador por forma a que este não tenha de se autenticar de cada vez que acede a um site, servem para recolher informações sobre os hábitos de navegação (que sites visita, em que ordem, etc), servem também para indicar se o utilizador já votou ou não numa determinada categoria de um concurso sobre os melhores blogs de 2011.

 

Infelizmente, como o cookie é qualquer coisa que mora no computador do próprio utilizador, pode ser facilmente apagado por este. Assim, se numa dada sondagem apenas marcamos os utilizadores que já votaram usando um cookie, um utilizador malicioso apenas tem de apagar os cookies referentes ao Aventar e pode imediatamente fazer uma nova votação. Se for um utilizador ligeiramente mais sofisticado pode simplesmente usar um modo de navegação incógnito para cada voto que quiser fazer.

É claro que há sempre pessoas que não sabem o que é fair play, não conseguindo ganhar com lisura tentam dar a volta ao sistema. Detectámos votos repetidos logo no inicio da votação, no Domingo de manhã. Para dificultar o trabalho a essas pessoas fazemos também uma verificação por endereço IP, isto é, cada vez que uma pessoa vota tomamos nota do endereço de onde está a fazer o voto. Se nos aparecer outro voto, com o mesmo endereço IP durante as 6 horas seguintes, simplesmente ignoramos o voto.

Este comportamento, que à primeira vista parece perfeito para evitar a fraude, coloca um sério problema. Há muitas situações em que podemos ter votos perfeitamente legítimos provenientes do mesmo endereço IP que vão ser rejeitados. Isto acontece porque o número de endereços IP não só é limitado como está quase completamente exaurido. Assim para protelar o fim da disponibilidade de endereços IP utiliza-se uma técnica conhecida por NAT, que permite que vários utilizadores partilhem o mesmo endereço IP para aceder à Internet. Toda a gente que tem um router em casa que permita que dois ou mais computadores acedam à Internet (ou telefones espertos, ou tablets, ou qualquer aparelho que se ligue à rede), usa alguma forma de NAT, a maior parte dos escritórios usam esta técnica, etc.

Assim, se estiver num escritório, por exemplo, apenas a primeira pessoa que votar terá possibilidade de registar o respectivo voto. Infelizmente é absolutamente necessário usar esta medida, caso contrário a votação é completamente subvertida.

Há possibilidade de dar uma chapelada neste tipo de votação? Claro que há, a solução encontrada é um compromisso entre a facilidade de votar e a segurança da votação.

Que ganhe o melhor, sem batota!

Comments

  1. Achoe que as votações na internet são mais fiáveis que as sondagens Sic/Expresso 😛

  2. e podem-se apagar os cookies e alterar a IP…mas

  3. Pois pode. Mas quem conhece as estatísticas do wordpress perceberá que dar por ela, damos sempre

  4. jorge fliscorno says:

    E em urna, podem-se forjar boletins de voto e tudo. São as pessoas que fazem a diferença.

  5. Não é por acaso que o chamado voto electrónico é tão difícil de implementar, vejam o que está a acontecer ao investimento feito na Irlanda (o mesmo se repete noutras partes do mundo).

  6. Finalmente alguém explica como conseguir votar várias vezes, eheheheheheheheh.

    Estou a brincar!

  7. Todo o esforço levado a cabo para aumentar a verosimilhança do sistema é um bom esforço!

  8. Acho preferível que todos saibam como votar várias vezes que só alguns o façam. Até a batotazinha quando nasce deve ser para todos

  9. A alternativa seria apenas permitir votos de utilizadores registados numa base de dados (registo esse que poderia ser feito utilizando o Facebook Connect, por exemplo). Infelizmente, a Automattic não implementou essa funcionalidade que, a meu ver, é óbvia, na plataforma PollDaddy, que integra o WordPress.com, nem mesmo na versão Corporate, com custo de 899€/ano.

  10. Pois … a paixão pela batota é uma coisa terrível :-). No caso do meu blog numa das votações que fiz para eleger um concerto para piano … Caramba um concerto – pensei que não haveria pessoas dispostas a ter trabalho para subverter os resultados … mas houve 😦 E estávamos a falar de escolher obras de compositores já falecidos na sua esmagadora maioria … “Poder fazer” parece ser um afrodisíaco comportamental …

  11. M Conceição Fortes says:

    Entrei para votar no blog 2011, mas já que está difícil, vou desistir. AVATAR aparece-me permanentemente mudo – não responde e eu tenho mais que fazer. Não sei se volto cá e é pena.

  12. Estou de acordo com o que diz:”Ossos Partidos (@ossospartidos)”.
    Votei e que ganhe o melhor!!

  13. Cheguei a pedir a amigos que votassem uma única vez por dia, quando me disseram que votavam em casa e no emprego… porque ganhar sem legitimidade recorrendo a batota, é uma vitória sem sabor… serei totó?? Não!! apenas sigo os princípios básicos do sentido de honra…

Trackbacks

  1. […] Sim, mas é complicado. Ler aqui a explicação. […]

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s