Voluntários à força

RSI: quem recebe obrigado a trabalhar

Comments

  1. João says:

    Será errado pedir que se realize um trabalho em troca de uma remuneração?

    • António Fernando Nabais says:

      Escreva ao contrário: quem trabalha deve ser remunerado. Logo, se uma entidade precisa de trabalhadores, deve pagar-lhes e não aproveitar-se de quem recebe subsídios. As entidades que vão beneficiar deste “voluntariado” limitam-se a pagar transportes, alimentação e seguros, ficando isentas das obrigações de outras entidades empregadoras, como os descontos para a segurança social. Se há abusos no RSI, investigue-se e castigue-se. O resto é vergonhoso.

      • João says:

        Não é a refrasear as questões que se consegue varrê-las para debaixo do tapete. A questão mantém-se: será errado que se realize um trabalho em troca de uma remuneração? Afinal se o RSI for pago mediante a condição de prestar algum trabalho, por muito limitado que seja, então não há qualquer motivo para criticar esta medida.

        • António Fernando Nabais says:

          O RSI é concedido a quem não consegue arranjar emprego e não tem meios para se sustentar. Se houver trabalho para essas pessoas, o justo é dar-lhes emprego e pagar-lhes por isso. Obrigar essas pessoas a trabalhar sem lhes dar emprego é explorá-las. Ponto.

          • João says:

            Bem, isso é errado. Há receptores do RSI que nem sequer estavam inscritos no centro de emprego, e não se candidataram a qualquer acção de formação, nem procuravam activamente emprego. Recebiam o RSI e gastavam-no. Isso não é de hoje ou deste ano: é assim desde que Guterres lançou o Rendimento Mìnimo Garantido. Esse abuso contrasta com os pobres desempregados que, tendo descontado para a segurança social, eram forçados a cumprir esses requisitos para receber o subsídio de desemprego.

  2. Eduardo Silva says:

    Amigo Nabais, desculpe lá mas o seu ultimo comentário obriga-me ” e acredite que até nem queria” a ter que dizer que está a ser profundamente lírico. Custa-me a acreditar que ainda há quem diga o que o meu amigo disse com essa convicção.
    Só posso entender essa perspetiva, quando as pessoas não estão por dentro da realidade.
    Que cansado que eu estou, e o que eu tenho sofrido, tal como muitos que têm que viver à volta de gente “RSI” Muito, mas muito poderia dizer quem sabe o que está a dizer…

    • António Fernando Nabais says:

      Limito-me a exprimir a minha opinião acerca daquilo que considero um abuso. Quero com isto dizer que a “gente RSI” é toda ela virtuosa e amante do trabalho? É evidente que não, mas isso não torna legítima a generalização da medida em causa. Pelo que percebo, a sua profissão obriga-o a lidar com muitas pessoas com RSI e a sofrer com isso. A minha também. Não duvido, no entanto, que haja muita gente a saber mais do que eu.

  3. António Fernando Nabais says:

    João, os receptores do RSI que não cumpram as suas obrigações devem ser punidos ou, no mínimo, fiscalizados e obrigados a cumprir. Partir de casos de incumprimento para a generalização do voluntariado forçado é tão legítimo como multar todos os cidadãos porque há uma grande quantidade de condutores em excesso de velocidade.


  4. Porquê acham mal? os ciganos, pretos e muita escumalha que vive em bairros sociais com meo e tv_cabo só sabe é viver à chulice do Estado / Contribuintes. Portanto acho que ir as aulas, portar-se bem e prestar um mínimo de serviço comunitário não é pedir de mais, muito pelo contrario. Agora com confundam estas gentes com as que tinham um trabalho honesto e que foram despedidas por falência de fabricas entre outros motivos. Este querem trabalhar, procuram emprego vão as formações do centro de emprego e tem todo o direito ou mais de receber o Rendimento Social de Inserção (RSI), e não tem a obrigação de andar a prestar serviços comunitários se necessitam mas é desse tempo para encontrar um novo emprego.

    • António Fernando Nabais says:

      É isso: e a Rosa Parks devia ter sido linchada no autocarro e o Mandela devia ter sido morto em vez de preso. Evite as reuniões do KKK, que isso faz mal à cabeça.

  5. Ana Pinto says:

    Quem devia fazer trabalho comunitário era os vereadores das autarquias,juntamente com os presidentes das mesmas.Era servir a Res Publica.
    BPN,PPP,ORDENADOS DE GESTORES and so one,prestaram um bom trabalho comunitário,será que não deveriam receber RSI?

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.