Algarve, o Paraíso Ecológico

Ou de como a Ria de Faro é um esgoto a céu aberto…

Comments

  1. Amadeu says:

    Bem incrível.
    A fazer companhia ao derrame de lamas perigosas em Santiago do Cacém

  2. maria celeste ramos says:

    Conheci o algarve em 1961 e julguei que era outro país “agarrado” ao restante depois de atravessar aquela maravilhosa serra do algarve difícil de atravessar com tantas curvas – e parecia um EDEN e era mesmo e a água do mar era tão transparente que se via os cardumes de peixes muito pequeninos sem medo à beira mar – agora é o país mais porco e sujo e até decadente e abandonado – e os areais eram doirados e limpos de areia fina e sêca – não falhei férias no algarve de 1961 a 1980 – depois desisti porque se tornou o caos urbano e de etars a jorrar a porcaria falésias abaixo – e depois as falésias a cair e matar pessoas – e tinha um amigo pescador e lá ía às 4h da manhã com o barquinho Jesus pescar longe com o dono do barco e um comparsa – e adorei ver lençar as redes e depois ir levantálas e, de tarde, no areal, remendar as rêdes – o que aprendi a fazer com a navete – que maravilha que foi – e a lota e o café dos “pescadores” ao lado da lota – não havia sequer boîtes – apenas o 7 e meio – onde começou a droga e os maricas ingleses tinham o seu «rendez-vous” e nunca tinha visto maricas a “conqueistarem-se” e meteu-me nojo

  3. maria celeste ramos says:

    Mais tarde fui ao Barril e à Armação de atum – uma festa linda com atum sêco e atravessámos o rio em baixo e a pé onde já havia esgoto de Faro directo na ria – em 50 anos não tiveram tempo de não sujar o algarve e, entretanto a armação fechou e nem sei o que lá se passa – de férias ía todos os dias de barco a remos e Tavira até à ilha – linda – com o areal cheio de conchas que o mar rejeitava – Depois fui com uns congresistas à ilha de Faro e ficaram maravilhados e, depois, um colega meu foi o adminitrador da área protegida da ilha de faro e das maravilhosas “ilhas barreira” que não sei quando o mar invadiu em tempestade – e mais tarde ainda outro colega era o administrador da ilha de faro e lembro a maravilha da ilha da Culatra de água de champanhe – pois agora é uma esterqueira que enche todos de vergonha – esses meua colegas e amigos estão reformados e não conseguiram fazer tudo o que queriam e curiosamente um deles criu a Ilha da Madeira de Parque Natural onde esteve 15 anos e regressou a Faro – o outro criou a 1ª área Protegida as Berlengas e muito conseguiu enquanto não foram assaltadas por castellanos – depois desistiram e reformaram-se e limitam-se ao seu atelier privado – penas – estivemos todos na origem de craição de áreas protegidas – e por serem protegidas são também belas e agora ocupadas com urbanizações e LIXO – país de porcos e ignorantes e não só – mas creio que está por aí uma geração de 20-30 anos sábios e conscientes que não querem fugir para outro país e que têm tanta consciência que me admira – estive com eles a falar sentada no passeio frente à minha porta até às 4 da manhã – que fantástica gente – vamos ver se terão o emprego que querem porque consciência têm e não querm “fugir”

  4. Quem tem cu faz isto, é uma inevitabilidade fisiológica.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.