Estes tipos não são homens, são monstros

Como é que podem defender que os pobres e os miseráveis paguem uma crise que não criaram enquanto não têm uma palavra que seja para os verdadeiros culpados?
Como é que podem defender, sabendo que vamos a caminho dos 3 milhões de pobres e que as desigualdades entre ricos e pobres não param de aumentar, que os pobres e miseráveis devem ser ainda mais espezinhados?
Como é que podem defender que a solução para a crise é juntar fome à fome e miséria à miséria?
Como é que podem acordar de manhã e olhar os seus filhos nos olhos?
Que nunca passem fome, eles e os seus. Mesmo sabendo que não são homens, são monstros.

Comments

  1. Os Nazis também acordavam de manhã e olhavam os filhos e beijavam as mulheres. Chama-se a isto “A banalidade do mal”.

  2. Konigvs says:

    Estes gaijos não são monstros, são gente de direita que defendem os ricos. Como os pobrezinhos portugueses têm a mania que são ricos votam em políticos de direita para fazer jus ao seu nível sócio-económico aparente. É tão giro meter uma bandeira laranja com uma seta para cima em casa, tão lindo que fica para toda a gente ver como “nós também somos de direita, somos ricos, não somos uns pelintrais quaisquer”.
    E depois vamos todos manifestar a nossa indignação nas ruas…..e daqui por três anos estão todos a votar nos mesmos. Então que se fodam todos mais a merda da democracia.

  3. E “parece” que a tendência do fenómeno é para piorar – mesmo eu sozinha sinto que o dia a dia é mais difícil porque o “pais” dos decisores (e nem sei onde se descobriram estes monstros) está minado – não ouvi bem o noticiário de ontem mas parece que os deputados – alguns – teriam levado porrada quando saíam da AR – Acho que têm de levar porrada no focinho pois que isto já não vai com “a mansidão de boi” – é preciso que o boi desenbole os cornos e os use – mas a polícia bate em quem se indigna – Agora ouvi a rádio 2 e Berlusconni foi apanhado pelo tribub«nal e consenado por fuga a impostos – foi “assim” que se prendeu Al Capone – mas em Belém também habita alguém que é o mais culpado – e continuam a ir mostar-se às TV a dizer o indizível – quem os cala ?? quem lhes dá no focinho ?? Crato anda a lixar Relvas ?? Fechem a lusófona – fecham a AR

Trackbacks

  1. […] Cortar nos passes de transportes, subsídio de desemprego ou complementos para idosos é prejudicar os mais fracos (aliás, é ser monstro) […]

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.