As PPP por quem as conhece

A ler esta entrevista de Mariana Abrantes de Sousa.

Comments

  1. margarida soares franco says:

    Uma excelente entrevista, mas por aqui se vê como fomos desgovernados por quem se governou e muito bem !!!!

    • Maquiavel says:

      Cof cof cof…
      Pela entrevista se vê que os portugueses quiseram ser governados por quem se governou e muito bem.

      Sai mais uma AE para o autarca da mesa do canto, que o que dá votos é o alcaträo!

  2. jorge fliscorno says:

    Uma entrevista surpreendente. Não esperava que alguém directamente envolvido desse a cara. A guardar, sem dúvida.

    • Maquiavel says:

      É sinal que ainda há quem tenha um catuchinho de vergonha, que deve ser a única coisa positiva no meio disto tudo.


  3. É preciso ter lata – a senhora ainda trabalha e ganha bem ?? e se estava tão moralmente consciente porque não mudou de empresa ou de trabalho – tinha os filhos a morrer de fome ? Dar a cara quando – depois de ter sido silenciosamente colaboracionista ?’ è preciso lata – É uma esp+écie de confissão dos “arrependidos” ?? claro que se saísse de onde estava outra pessoa tomaria o seu lugar – mas houve muitos que oerderam emprego e família e bens por terem “sído” de lugares que moralmente não aguentavam – ou outros que, como eu, em todo o teampode trabalho não era promovida por fazer EXCLUSIVAMENTE o que achave devia ser feito e não agradar a hefes – calro que não fui promovida e corri o risco de ser posta na rua – mas não fui – poisque seria eu muitoÚTIL a fazer o que não queriam para saber melhor e mais exactamente como DESTRUIR o que devia ter sido construído e feito de maneira sem dúvidas técnicas e científicas e morais – conheci tantos e tantas colegas que subiam a “ministros” e hoje continuam a ser importantes e mesmo colonáveis
    mas cada um tem o preço da sua venda
    eu não tenho preço de ser vendida – e se continuarem a caçar-me o que ganhei por mim e não por outras vias – comerei no BANCO da FOME – a honra não tem preço e de cada vez que alguém se cala – outro se calará e chegar-se-á onde se está – ganham os relvas sem a 4ª classe – o país merecia melhor e os que não se vergam – para não dar lugar ao país mais imoral do mundo porque não me interessa nem nunca interessou o pa+is do mensalão e como são ricos – nem esses nem outros – antes ser parva – antes passar fome – já disse que nasci e vivi em tempos de 3 guerras e posso chamar nomes a quem quizer e mandar às urtigas – o país é também aquilo que caf«da um faz – do melhor e do pior – mas vinga o pior e nem sequer já com o respeito de mais nenhum outro país que entretanto nem para o turismo veem – vão para outros lugares – claro que há os que fogem mas há também os que NÂO FOGEM e acham que é aqui que têm de SER e fazer e dar de volta, ao país, tanto ou mais quando colheram dele
    E ainda vão às Tv dar bocas esses das Lusopontes e EXPO 98 e Freeports e etc
    Ou então são demasiado ignorantes para saberem mais do que a derrapagem de cada projecto – de facto vejo em muita gente pela observação que fazem nas TV que pouca cultura têm e cultrura não é só debitar o saber dos livros que leram – quelquer habitante de qulaquer aldeia de Portugal á mais culto e sábio do que os mais doutorados urbanos e não é nem o corte de cabêlo nem o fato preto nem o topo de gama que lhes dá o que quer que seja – nem são os dixotes da AR que mostram o que quer que seja a não ser o circo que querem conservar – lugar e salário – se calhar Louçã ainda há-de falar mais do que falou enquanto deputado – quando oiço os eurodeputados portugueses tenho sempre a snsação de por muito interessante que seja parte do que dizem, estão a nadar num grande areal sem mar


    • Concordo plenamente com o que diz a Maria Celeste, esta senhora que aparece agora a dar entrevistas porque se calou tanto tempo ?. POrque colaborou e não denunciou?… está exactamente como o juiz jubilado do Tribunal de Contas,só agora é que vem aterreiro dizer certas verdades e publicar um livro,enquanto lá esteve (TC) porque não veio à comunicação social denunciar as situações, que agora revela?
      Participo na IAC-auditoria cidadã e vejo como é difícil obter documentação sobre actos que são e foram públicos. Só para dar um “cheirinho” do que se passa o canal Q do MEO, fez uma entrevista a dois auditores da PPP Lusoponte,grande “aspiradora do nosso dinheiro” ainda este ano lhe demos em Abril,cerca de 51 milhões de Euros.
      Vejam o video de 3 min. em

  4. Bota Abaixo says:

    E este é apenas um pilar da monstruosa crise portuguesa. Os outros são a proliferação epidémica de fundações e observatórios, ainda a vaidade megalómana dos militares com os padur e os submarinos, o Euro 2004 e os estádios, a expo 98 e a corrupção, o brutal endividamento de algumas (muitas) autarquias e regiões autónomas etc etc etc
    E VIVA PORTUGAL! VAMOS GANHAR! ATÉ OS COMEMOS!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.