Sim miserável, a culpa é tua


Ganância

A culpa é tua porque não percebes a economia, não percebes os mercados, não percebes a importância das agências de rating e dos especuladores. Se percebesses, facilmente entenderias que este mundo precisa de milionários tanto quanto precisa que tu vivas a contar tostões. E daí se um grande banco provoca uma gigantesca crise mundial que leva milhões a perder as suas casas e a não saber como pagar as refeições do dia seguinte? Não és também tu livre de fundar um banco e enganar uns quantos milhões para que nunca falte gasolina no teu helicóptero? Quem nos manda a nós ser estúpidos? Afinal de contas, nós temos esse direito: o direito de ser estúpidos, de nos deixarmos enganar. Não é bela, esta democracia?

Pára de te queixar e vai mas é empreender. Salário mínimo? Isso é coisa de bandalhos de esquerda que não querem trabalhar. Subsídios? Sistemas nacionais de saúde? Educação gratuita? Deixa-te de merdas: queres qualidade de vida trabalha para a ter. Não há trabalho? Cria o teu. Nasceste num meio desfavorecido rodeado de precariedade e miséria? Não sejas piegas e arregaça mas é essas mangas. O que tu queres é dado e arregaçado sem teres que mexer uma palha. Esquerdalhada inútil que quer viver acima das suas possibilidades.

Acorda miserável. O mundo agora funciona assim. Aliás, o mundo sempre funcionou assim. A diferença é que agora nos tentam vender uma utopia, decorrente desta espécie de democracia em que vivemos, na qual todos podemos ser ricos e poderosos. De tempos a tempos, surge alguém oriundo de um meio modesto que tem uma ideia revolucionária e lá consegue ascender ao clube dos milionários. Parece fácil mas não é porque estas excepções são isso mesmo: excepções. O grosso dos recursos é controlado pelas mesmas famílias, pelos mesmos grupos, há várias décadas. As crises vão e vêm e as suas fortunas continuam a aumentar e a aumentar. Os políticos vão e vêm e eles continuam a comprá-los. E a nossa indignação vai e vem e nós continuamos confortavelmente sentados no sofá. A revolucionar nas redes sociais.

Segundo um relatório da Oxfam, divulgado há um ano atrás, quase 50% da riqueza mundial está concentrada em 1% da população. Frequentemente, esses 1% usam os seus vastos recursos para viciar as regras, comprar legisladores, esmagar a pequena concorrência e a sua riqueza não pára de aumentar. Por cá a coisa não é muito diferente. Umas quantas famílias mandam nisto tudo, não pagam os impostos devidos e ainda têm a lata de nos dar lições de moral. O país real vive a crise, a pobreza, o drama do desemprego e da emigração, e as vendas da Porsche disparam, os lucros do PSI-20 disparam, os salários dos boys disparam e quando a dívida de um banco dispara lá estamos nós, na linha da frente para pagar a factura, impávidos e convencidos da nossa irrelevância. E o imoral torna-se banal.

Mas a culpa é tua, miserável. É nossa. É que enquanto as castas vão administrando tudoa em seu benefício, nós por aqui vamos andando, distraídos entre futebóis e entretenimento de plástico, mais preocupados com os ingredientes da pizza do Sócrates do que com o assalto permanente ao erário público. Destilamos toda a nossa raiva nas redes sociais, arranjamos desculpas para não votar, fazemos manifestações até à hora do jantar e no dia seguinte tudo continua na mesma. Pão e circo, mesmo como nós gostamos. É mais fácil assim, não é?

Comments

  1. Escatota Biribó says:

    A parte lixada, é que não só é mais fácil assim, como é mesmo assim…pão e circo, e já assim é há muito e muito tempo, e ter consciência que assim é, aparenta não trazer grande conforto ou libertação, pelo menos imediata. Por outro lado parece haver cada vez mais gotas de agua conscientes num imenso oceano adormecido, mas afinal o que é o oceano se não um conjunto de gotas de água.
    É lixado que uma única gota de óleo consegue contaminar um barril inteiro de água potável.

  2. Rui Silva says:

    Mas afinal o mal é aqui o meu vizinho que comprou um Porche ?
    Para mim não. Se o comprou é porque tem dinheiro e o valoriza na exacta medida do seu preço.
    Que lhe faça bom proveito. Deve gastar o seu dinheiro naquilo que lhe der mais prazer. No fundo o que ele está a fazer é premiar um grupo de trabalhadores pelo excelente trabalho que faz, produzindo uma máquina que ele está disposto a adquirir mesmo pelo seu absurdo preço. E nenhum destes trabalhadores por certo, poderá algum dia possuir um dos brinquedos que ajudam a produzir, no entanto pelo facto de os produzirem e alguém admirar esses objectos, conseguem alimentar as suas famílias.
    Por outro lado , eu não me sinto por isso, diminuído , pelo facto aqui do meu vizinho ter um carro que custa 10 carros iguais ao meu. Não valorizo esse tipo de objecto. Eu não sou materialista, valorizo mais o ser que o ter. Não sofro de inveja.

    cps

    Rui SIlva

    • Não se trata de inveja, nem do gasto do dinheiro que se tem. Sou apologista que os ricos devem gastar o mais possível (é a única forma de os ricos perderem dinheiro). O que está em causa é a distribuição da riqueza e a forma como os ricos ganham o dinheiro, se à custa do trabalho dos outros ou do seu, não como o gastam. Trata-se do valor do trabalho versus especulação do mercado. Aconselho alguma leitura. Assim leve: por exemplo o Mandarim, do nosso Eça, ou o Bel Ami do Maupassant. Julgo que conseguirá entender. Não precisa de se maçar com o Capital do Marx.

      • Rui Silva says:

        Obrigado pelo seu valioso conselho á leitura, não precisava de se incomodar. No entanto agradecido na mesma.
        Deduzo que se considera um bom leitor. Mas já agora deverá ser um pouco desatento nas leituras, pois quando alguém compra algo ficará mais rico e não mais pobre, como deverá concluir se parar um pouco para pensar.
        Mas não se preocupe o referido Marx também nunca entendeu isso.

        cumps

        Rui Silva

        • Nightwish says:

          E se ficar com o dinheiro quase todo guardado, o que acontece à economia?
          Olhe para o mundo e veja…

          • Rui Silva says:

            Isto para si Nightwish é mesmo difícil de perceber.
            Existem imensas pessoas que guardam o seu dinheiro , pelas mais variadas razões. E tem esse direito.
            Mas pense lá um bocadinho! …
            Esse dinheiro não é emprestado aos empreendedores que fazem avançar a economia?

            cps

            Rui SIlva

          • Nightwish says:

            Não, Rui, estou a ver que para si nem com desenhos. É dinheiro que nunca, mas nunca volta a entrar na economia real, quando muito só em produtos financeiros que quando estouram pagamos nós.
            Há gente tão burra que ainda não percebeu o que se passa na banca nem com a crise de 2008.

          • Rui Silva says:

            Você usa todos os dias “produtos financeiros” e usufrui do bem e segurança que isso trás á vida quotidiana, mas continua a dizer mal do bocho papão metendo tudo no esmo saco, viva a inteligência…

            RS

          • Nightwish says:

            Então não, ando todos os dias a investir em fundos e a pedir empréstimo à custa dos contribuintes.

          • Rui Silva says:

            A brincar que você o diga , e caso você não tenha falhado o pagamento do seu empréstimo ( casa o tenha pedido claro está) anda mesmo a pagar os empréstimos daqueles que os não pagam. Mas você como solidário que é nem se importa com isso.

            Rui SIlva

          • Nightwish says:

            Você acha que o que andamos a pagar são os empréstimos para compra de casa… lol.

        • Façam os ricos o que quiserem do seu dinheiro. Agora o que fazem com o meu dinheiro é que me preocupa. É que o dinheiro só é de alguém se o ganhou com o seu próprio trabalho. Fazer fortuna com a especulação bolsista ou com offshores com o lucro do produto feito pelos trabalhadores há de ser dinheiro de alguém mas não, de certeza, de quem o detém.

          • Rui Silva says:

            Caro Xico,
            Você não joga na Bolsa ? Se não joga é porque não quer, você é livre para fazer isso. Você não faz especulação ? É porque não quer, pode fazer. Alias as pessoas podem ou não fazer muitas coisas tenham ou não capacidade para as fazer. Mas você pretende um nível superior de liberdade, que é ter a liberdade de impedir a liberdade dos outros.
            E em´relação ao seu dinheiro ser apropriado por outros , isso será um caso de policia.

            cps

            Rui Silva

          • Uma empresa que ganha milhões de lucro, especula, e os trabalhadores que proporcionam esse capital vivem na pobreza e alguns ao nível da escravidão, é sim, um caso de polícia. E não, não sou comunista. Tendo ser cristão, só!

          • “Por detrás de uma grande fortuna há um crime.” Foi Balzac quem o disse, não Lenine ou Marx. É, de facto, um caso de polícia.

          • Nightwish says:

            Um caso de polícia? Está tudo legal, desde o Lehman, o City, o Lloyds, o BES, o BPN e por aí fora, e o Rui alegremente a pagar e a dizer que gosta.

          • Rui Silva says:

            Não , eu não gosto . Eu sou contra a intervenção estatal na economia Nightwish, lembra-se ? Por mim são caso de policia e deixar falir.
            Você é que é dos que pensa que o papa Estado deve estar sempre ao “seu lado” tal anjo da guarda…

            Rui SIlva

          • Nightwish says:

            Se são caso de polícia, então há uma conspiração global para que ninguém vá preso nem pague por isso. Ou então é tudo culpa só do Madoff e do xoné do BPN…
            Eu bem gostava de ver o Rui a ficar sem dinheiro nenhum mal falisse um banco. Ao menos ficava contente de não ter dinheiro, o estado não fez nada.

    • Nightwish says:

      Que raio é que tem na cabeça que acha que a capacidade do vizinho tem alguma coisa a ver com a qualidade do trabalho?
      E o que é que o leva a crer que os trabalhadores têm dinheiro para a comida?

    • Como vem sendo habitual, o comentário inicial do Rui Silva não ter nada que ver com o meu texto. Apenas a habitual defesa da especulação financeira, do terrorismo económico, da concentração da riqueza in the hands of the few e do liberalismo sem freios. Ainda hei-de descobrir quem se esconde por trás do Rui. Suspeito de uma certa escola de propaganda mas não estou certo.

      • Rui Silva says:

        Alguém com uma ideia diferente da minha ?
        Não pode. Logo a única explicação é velha teoria da conspiração.
        Deve ser um bicho papão que anda sub-repticiamente a lutar contra os bons, os iluminados, que lutam pela verdade única e absoluta e bondosa. Os únicos que se preocupam com os pobres e desfavorecidos como por exemplo os funcionários públicos, os funcionários da TAP, RTP etc etc…

        Enfim…o costume.

        Cps

        RS

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s