Feliz Natal


Quando penso em canções de Natal, não consigo abandonar estas duas. Uma delas, a dos Killers, um grupo muito ligado à história do Aventar; e a outra de alguém que admiro muitíssimo, Shane MacGowan,o vocalista dos Pogues.
Trago sempre estas canções neste dia, é possível que me esteja a tornar repetitivo. Já pareço o nosso João Mendes com o seu Passos Coelho (estou a brincar, meu querido, o teu trabalho é valioso e alguém tem de o fazer, eu só não o faço porque nunca gostei lá muito de bater em mortos).
A verdade é que gosto muito do Natal. Mesmo sendo um ateu empedernido e detestando esta sociedade de consumo globalizada em que o mundo se tornou. Enfim, o ser humano é feito de contradições. Quando se tem crianças em casa, vemos a realidade de forma diferente ou, pelo menos, tentamos.
Neste dia em que, ao fim de 45 anos, estou pela primeira vez sem o meu pai, desejo um Feliz Natal a todos.

7 comentários em “Feliz Natal”

  1. A minha preocupação neste Natal vai para a Esquerda, para a solução de Governo encontrada pelo António Costa, que eu considero ter sido uma coisa boa que aconteceu aos portugueses em geral.
    A minha preocupação prende-se com a evolução que o PS está a ter. O PS está a virar-se para a Direita. Só não vê quem é cego politicamente.
    Foi buscar o Paulo Macedo para a CGD. Creio que este homem nem sequer é do PSD. É ultra-direitista e ultra-liberal.
    Agora oferece bónus aos patrões portugueses. Nunca me esquecerei da velha canção do Tino Flores, esse grande homem,
    (Os patrões são inimigos do povo trabalhador,
    e unidade com eles não a queremos não senhor.
    Não a queremos não senhor porque isto não está bem,
    quem trabalha vive mal, quem não trabalha vive bem.
    Quem não trabalha vive bem, não será por muito tempo,
    repete
    pois a gente já está farta de miséria e sofrimento.
    De miséria e sofrimento é feita a nossa vida,
    repete
    A acabar com esta merda está a gente decidida
    repete)
    Vista a política por outro ângulo, é notória a inquietação do Jerónimo de Sousa com o rumo da política do PS. Concorde-se ou não com a política do PCP, temos que admitir que é um partido histórico, de experiência experiente e que rapidamente se apercebe das maroscas da Direita venham elas de onde venham.
    Tenho pois razões para estar inquieto com o desenrolar da política portuguesa e com este meu comentário espero alertar toda a Esquerda portuguesa para o golpe PS que pode estar em curso.
    Alerta pois!

  2. Um grande HO HO HO !
    O HO Ho HO dá para tudo e todos nesta época.

    Para o zen e para o pavor…..e para ilustrar a sempre genial canção dos Pogues e do seu Fairy tale in NY.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.