A Repsol e as bicicletas

repsol_bicicletas

Será que a Repsol se esquece que a grande maioria dos ciclistas têm também automóvel, onde muitas vezes fazem centenas de quilómetros com a bicicleta no seu interior para participar em eventos desportivos, tendo de o abastecer? 

 Rui Sousa

Durante muitos anos, quer em Portugal quer na Europa, a prioridade foi o automóvel.
Para ligar as principais cidades, construíram-se auto-estradas e vias rápidas que permitem agora viajar em segurança e com maior rapidez. Dentro das cidades, ao maior aumento do uso do automóvel, as autoridades locais responderam com vias rápidas, auto-estradas urbanas, parques de estacionamento em altura ou subterrâneos, grandes rotundas e uma complexa rede de semáforos geridos centralmente.
Os rendimentos das famílias aumentaram e o automóvel felizmente deixou de ser um bem acessível apenas a uma minoria abastada. [Read more…]

Rede Nacional de Cicloturismo

Paulo Guerra dos Santos *

Foi em 2010 que, após realizar uma viagem de 100 dias a viajar em bicicleta por Portugal Continental, Paulo Guerra dos Santos idealizou o projecto Ecovias de Portugal. A experiência adquirida nesta viagem forneceu-lhe um conhecimento notável da geografia lusa bem como das suas estradas e respectivo tráfego automóvel, permitindo-lhe idealizar aquela que cada vez mais toma a forma de Rede Nacional de Cicloturismo.
Sem recorrer a quaisquer tipos de construção, esta rede conta desde Maio 2015 com 1300 km já identificados, exclusivamente em GPS. Sendo as rotas inteiramente baseadas na rede viária existente, este engenheiro civil especialista em projecto de estradas viaja pelo país com a sua bicicleta para identificar estradas secundárias com reduzido tráfego automóvel, estradões em macadame, ciclovias e ecopistas da REFER (antigas linhas de comboio reconvertidas para uso exclusivo de peões e ciclistas) para em conjunto as englobar numa rede que estima venha a ter mais de 8000 km em 2025, permitindo a qualquer pessoa viajar por todo o país em modo turístico, exclusivamente utilizando a sua bicicleta como meio de transporte.

ecovias_de_portugal_guia_bicicleta

Pode descarregar gratuitamente o mapa de elevada definição aqui.

O projecto, que não conta com quaisquer tipos de financiamento, seja de entidades públicas seja de associações ou federações ligadas à bicicleta, ganhou a forma de um roteiro turístico em formato exclusivamente digital e que pode ser adquirido online. Este documento, em PDF, contém informação sobre todas as secções já identificadas (com uma média de 50 km cada), sendo constituída por mapas de elevada definição, informação técnica e turística, bem como diversas dicas sobre os pontos por onde passa.

* Texto escrito ao abrigo da liberdade ortográfica.

Crato, o patinador

O governo está a chegar ao fim – há quem assegure que, o dito cujo, morreu de morte morrida, mas atendendo as últimas sondagens, começo a pensar que as notícias da sua morte, são manifestamente exageradas. No embrulho dos mortos por falecer está Nuno Crato, um Ministro que não deixa saudades pelo mal que fez à escola e os seus Passos trocados estão muito para além do simples poupar.

No plano ideológico, Nuno Crato tem um conceito muito redutor da Escola Pública- esta, deve estar ao serviço das classes populares para as formatar ao desempenho silencioso na fábrica mais próxima. Essas coisas da Democracia, da Liberdade, da Igualdade de Oportunidades destinam-se apenas a alguns e esses, assegura Nuno Crato, terão financiamento para se servirem da Escola Privada. [Read more…]

Exame Psiquiátrico Para Condutores

carro-arma
Em Braga, à saída do comboio, salto para a espinha da minha bicicleta dobrável e faço-me à rua do Caires. Duas faixas em cada sentido, uma delas quase sempre ocupada por malta do “Movimento Volto Já”.
Ultrapassa-me um condutor num Fiat branco, a uma nesga de me derrubar.
Pára mais à frente (à espera de alguém que vinha já). Paro ao lado da criatura que abre o janela e a quem, educadamente, tentei passar um pouco de cultura geral e gotículas de Código da Estrada. Nem todos os condutores o conhecem porque nem todos tiraram a carta, apenas a pagaram.
“Isso era dantes no meu tempo, agora tens que ter cuidado porque os carros dão-te um toque e vais c’o caralho”. Assim.
– O senhor está enganado, actualize-se.

E fui-me embora.
Uns minutos depois, a albina criatura volta a cruzar-se comigo num STOP, que não respeita. Pára o carro já com o focinho no meio da minha faixa. O gajo ri-se e eu, educadamente, faço-lhe um gesto simpático a querer significar “Tu não ’tás bom da cabeça. Trata-te”.
Pergunta: não deveriam os condutores serem sujeitos a exames psiquiátricos a cada, sei lá, cinco anos? “

A bicicleta liberta

mulheres no Afeganistão

Orgasmos

orgasm-bike

a alta velocidade é na bicla.

Bicicletas

inquerito_bttInquérito sobre BTT e Turismo. Participem!

Aufsteigen, bitte!

Aufsteigen, bitte!

Adoro a Minha Fucking Bike

O Temível Lóbi

da bicicleta, temível.

Andar de Bicicleta

Hoje é dia, e amanhã e depois também.

Ramal de Famalicão

Há pouco mais de três anos, apostava comigo mesmo que o Ramal de Famalicão seria a primeira via férrea a retomar o serviço ferroviário no séc. XXI. Provavelmente, perdi mesmo a aposta.
Já por isso mesmo me muni de uma bicicleta para reaver os locais da infância.

A bicicleta como substituta do passe escolar e da Educação Física

Beatriz Pereira é professora na Universidade do Minho (podem ler um resumo do seu curriculum) e propõe que os municípios dêem uma bicicleta a cada estudante, em substituição do financiamento do passe escolar. Para além de defender que essa medida pouparia dinheiro às autarquias, acrescenta que serviria para levar as pessoas a fazerem mais exercício físico. [Read more…]

Bicicletas em Barcelos

Corre uma petição que promove um melhor convívio entre o comboio e a bicicleta. Favor assinar.

A Bicicleta Vermelha

No Ramal de Braga.

“Cá Chegou Direitinha a Encomenda”

Veio de Lisboa e de autocarro a minha bicicleta quase-nova;
espero, a seguir, rodá-la muito nos comboios.

Bicicletas Jam Lisboa Porto e Trofa

Engarrafamento de bicicletas na confluência de várias ruas e avenidas de que ouvimos os nomes todos os dias na rádio e na televisão, calçada de carriche, marquês, icê dezanove, crel, auto-estrada de cascais, segunda circular, eixo norte-sul, vcê-i, icê vinte e quatro, avenida faria guimarães, caldas das taipas e a circular de guimarães, toda a cidade da trofa que é uma estrada só, castêlo da maia, as putas na paragem do autocarro na via norte, a rotunda da areosa aquela via rápida da costa de caparica para almada e a praça da portagem naquele ponte que já está paga quatro vezes. Há fila entre a saída de pina manique e o nó de benfica. Túnel do grilo marginal de cascais, acidente sempre mortal na recta do cabo. Nacional 3 no carregado. Carro parado na berma. eia…!