Insolvente? O raio que os parta!

O Financial Times em artigo recente, dedicado a Portugal, Espanha, Grecia e Itália, perguntava se Portugal não seria insolvente!

Este é o mesmo país que Sócrates nos vende como estando no caminho certo, no caminho do progresso e da felicidade.

Para além da humilhação fica a imagem que têm de nós, um jornal que é lido por milhões de pessoas em todo o mundo. E quando a imagem é esta, de um jornal tão prestigiado, é porque há muita coisa que não sabemos e que um dia vai rebentar debaixo dos nossos pés.

Ainda ontem eu apresentava aqui alguns índices da nossa desgraça.

110% de dívida pública

6% de déficit orçamental

– 3.7 de crescimento negativo do PIB

10% de desempregados

O “manso” pode vir agora fazer actos de contrição que as mentiras do “feroz” não serão esquecidas, a prepotência de quem não ouve ninguem, o ignorante armado em Estadista.

Portugal não fecha. Temos 900 anos de História e não será um grupo de incompetentes que derrubará este país, mas que fique bem claro que hoje há a certeza que Portugal vai empobrecer rapidamente e muita gente vai passar mal.

Nos últimos 14 anos o PS esteve no governo 11 anos, o que levará esta gente a querer continuar ? Com uma dívida astronómica, estes senhores têm uma obsessão fixada nos grandes projectos, cujo dinheiro para os fazer não temos, em que a tecnologia vem toda lá de fora e a criação de emprego só se iniciará daqui a dois anos.

Portugal insolvente pela mão destes senhores que se dizem socialistas e que meteram o nosso dinheiro em bancos e em negócios para salvarem o grande capital!

Tudo para nosso bem! O raio que os parta!

Comments

  1. dalby says:

    Este Luís Moreira é o terror do PS e dos neo-socialistas!! É um aventar com os tomates sempre que nem canhões prontos a disparar (das duas maneiras!). Oh Luisinho dos Guindastes, não me assustes pois eu até tenho medo de te contar algumas Adalbertices que possa ter cometido no decorrer da minha vida!! Nada de comparável ao que o Governo faz..mas também não sou nenhum santo !! Continuo a colocar o carro em cima quase das percianas da casa das pessoas!!


  2. A realidade, Luís, é que um país não são apenas dados financeiros, números. Acima de tudo, um país são as pessoas. Para que algo mude nos frios números dos relatórios financeiros e económicos é necessário mudar algo nas pessoas. Não podem querer ser “pobretes mas alegretes”, tanto mais que na maior parte das vezes somos “pobretes e tristestes”.

  3. maria monteiro says:

    e eu já passei a contestatária de segunda

  4. Pedro Rocha says:

    Há alguém que tenha feito melhor nos últimos 800 anos? Talvez Santana Lopes. Talvez Barroso, o fugitivo. Talvez o “chairman” da Luso ponte. Talvez o falta de memória. Talvez o orçamentista Bagão Felix. Talvez o feirante. Talvez o CEO da Impresa. Talvez o Vasco Gonçalves. Talvez o Marcelo.Bem já chega.


  5. Não falou em Cavaco Silva.

  6. Luis Moreira says:

    Só nos nos governos de Ccavaco Silva nos aproximamos da UE em termos de riqueza criada!

  7. Luis Moreira says:

    Pedro, melhor? Estão aí os índices que mostram para onde Sócrates levou este país.O PS está há 11 anos no governo!O trabalho tem sido tão bom que já nos consideram insolventes! O santana e o Durão estão ao nível do José, só que estes teve tempo de fazer porcaria.

  8. carlos graça says:

    Bem, se estamos insolventes, e estamos, porque o PIB já não é suficiente para pagar a despesa, entregue-se a gestão do País a uma Comissão designada pela UE… só assim nos salvaremos de nós próprios…

  9. Luis Moreira says:

    Como no futebol, vamos lá fora contratar políticos com provas dadas!

  10. maria monteiro says:

    Os políticos com provas dadas são aqueles que não quererem “engordar” com megaprocessos, com megaprojectos,… enfim, que não querem ser megapoliticos… apenas políticos …. Ainda temos alguns, ainda não estão em de extinção

  11. carlos graça says:

    Sim, temos por cá pessoas à altura, mas que, pela imagem que os políticos têm perante a opinião pública, não estão para isso, e com razão. Por outro lado, pessoas que têm a arte da boa gestão, preferem o Privado, onde ganham bem. Talvez a solução passe por ter menos políticos, mas mais meritórios e bem pagos.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.