São as PME's, estúpido!

Cegos, ceguinhos e ceguetas, durante toda esta crise, e muito antes dela, nunca quiseram ver a razão que assiste a quem defende que o modelo económico assente nas grandes obras públicas, há muito que está esgotado!
Basta olhar para o resultado. Após ciclos de megaprojectos continuamos pobres como sempre, desiguais e sem horizontes.
Insistir em autoestradas quando já temos o rídiculo record de sermos o país da UE com mais autoestradas por habitante é, no mínimo, burrice.
Querer um TGV no quadro macro económico e financeiro actual é, no mínimo, não perceber que a dívida que temos já irá empobrecer o país nos próximos anos. Não precisamos de mais dívida nem de projectos inviáveis. Não se autosustenta, por não termos massa crítica quer em população quer em território.
Ter um novo aeroporto quando tudo indica que o transporte aéreo vai percorrer caminhos que ninguem se atreve a prever é , no mínimo, pouco prudente.
Mas agora, após ter enterrado milhões em bancos e grandes empresas,e ter passado todo este tempo, quer fazer um pacto com as PMEs. Com a mesma convicção que há semanas as ignorava agora vê nas PMEs a tábua de salvação. Qual naufrago, agarra-se ao que resta !
Vamos ver por esta blogoesfera os arautos da “verdade oficial” mudar de opinião, tecer loas, a este “flic-flac” tardio e sem vergonha!
São as PMEs ,estúpidos! Representam 70% do emprego, inovam, produzem produtos e bens transaccionáveis para exportação, criam emprego a curto prazo, e incorporam grande parte de produtos portugueses!
Todos sabemos que a máquina que é preciso alimentar exige grandes obras públicas, mas chega, o interesse nacional está primeiro!