A união e o programa que ninguém lê

Luís Filipe Menezes referiu, numa entrevista à SIC, que é tempo de acabar com as guerras internas. Que é tempo do PSD se unir.

O estranho é que não são conhecidas grandes divergências dentro do partido acerca do projecto para elaboração do programa eleitoral. Só se conhecem divergência a propósito de lugares.

Das duas, uma: ou todos estão de acordo com o projecto de programa eleitotal ou, mesmo dentro do PSD, ninguém o leu. Se calhar, Ferreira Leite tem razão, ninguém lê os programas eleitorais.

Comments

  1. isac says:

    é normal ninguém ler os programas. a uma média de 100 páginas por partido, nós teríamos de ler umas 1000 páginas. se ao menos tivessem imagens cativantes…olha, os jornais por exemplo, já há muito que optaram por aumentar as fotos, porque o pessoal só lê as notícias mais curtas. se calhar os partidos deveriam fazer uma aproximação mais compacta do tipo “jornal gratuito”.

Deixar uma resposta