A ARTE (9)

A ARTE (9)

Perante uma obra de Arte, suporte de meditação, meio de fixação da atenção e de excitação mental, o espectador sente-se obrigado a um exame de consciência e a uma necessidade de rotura com os seus velhos conceitos. A Arte é uma fonte de conhecimento e é tanto mais nova quanto mais novas forem as ideias que usa na concepção da realidade, quanto maior for o abalo que produz nas formas caducas de ver o mundo e a realidade. Como já se disse atrás, a Arte é impacto, desconcerto de espírito e agente de mudança das formas de pensar. Quando o público se identifica serenamente com a obra e mostra coerência com determinadas formas artísticas, é de temer que essas formas já tenham perdido a sua capacidade revolutiva. Assim se entende que não é a Arte que deve descer à compreensão do povo, mas é o povo que tem de ascender aos patamares da natureza revolucionária da Arte. Uma política cultural, isto é, o ensino de uma autêntica cultura formativa e digna, está longe da estafada ideia de que convém dar ao povo o que o povo pede. É escandaloso ouvir dizer que se deve servir o povo com coisas que lhe dêem prazer e não com intelectualices! Esta luta é uma luta de todos, um verdadeiro e poderoso sentir da necessidade desta ascensão como uma das prioridades da estruturação humana. Uma luta travada pelo saber de todos os tempos, uma luta perpétua contra a ignorância dos que não sabem, dos que julgam que sabem tudo e dos que não sabem aquilo que não sabem. (Continua).

                          (adã0 cruz)

(adã0 cruz)

Comments

  1. Ricardo says:

    Concordo. Mas essa luta não é levada a cabo pelos que detêem o poder. Quem detem o poder, lato sensu, quer manter o povo na ignorância. Agora, o que é isso da ignorância é que tem muito que se lhe diga. O bom conhecimento (o que é isso do bom conhecimento?) tem como consequência positiva, abrir os olhos para algumas simplicidades da vida como por exemplo, chegar à luz que nos informa que cada um é como é e ninguem tem nada a ver com isso. Esta última Adão, pouco tem a ver com o post e muito menos consigo claro, mas estava a precisar de dizer isto.

  2. dalby-o-calmo says:

    Ah Grande Ricardo! Finalmente alguém que entenda a fundo a «Arte de Adão»!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.