Brasil: Peço desculpa por estragar a festa


Ainda a propósito dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro de 2016, é este Brasil que vai receber o mundo. Não haveria problemas mais importantes para resolver primeiro?

Comments

  1. Belina Moura says:

    Concordo plenamente, Ricardo.

  2. maria monteiro says:

    Final do mundial de futebol em 2014, e agora os JOlímpicos em 2016 pode ser uma ajuda para a saída da crise – mas do nosso lado de cá do atlântico

  3. Washington MOreira says:

    Sou brasileiro , mas achei um absurdo a escolha de uma cidade falida e decadente(de terceiro mundo) ,suja , violenta entre diversos problemas. São estimados gastos de cerca de 100 bilhôes de dólares americanos nessa olímpida , enquanto nossa educação , segurança e saúde publica vai as mínguas. Conselho de amigo brasileiro que morou 4 anos no Rio , assistam as Olímpiadas de 2016 pela tv ,é mais barato e principalmente seguro.

  4. maria monteiro says:

    Sendo um pais tão falido, decadente tão do terceiro mundo não entendo porque é que se gasta tanto em espectáculos como o futebol ou o carnaval

  5. Luis Moreira says:

    É como aqui no burgo, pontes, autoestradas em triplicado, TGV,Europeu de futebol, Expo98,…passados anos estamos na cauda como sempre estivemos.É preciso investir mas em criação de riqueza, exportar, substitur importações, criar postos de trabalho permanentes…

  6. Washington MOreira says:

    Gastos com futebol , carnaval ,televisão e espetáculos é uma forma de nossos governantes nas três esferas de governo(municipal , estadual e federal ) de alienar o povo , só assim nosso povo esquece as mazelas de um país de terceiro mundo.

  7. Gisele Telles says:

    Maria Monteiro, o Brasil é a 8ª potência do mundo e em 2016 será a 5ª. Passou de devedor do FMI a credor. O Brasil é auto-suficiente em petróloe, maior exportador de alimentos do mundo, tem uma das maiores indústrias aeronáuticas do mundo, que inclusive está gerando empregos em seu país. Enquanto isso Portugal não produz nada ou quae nada, até papel higiênico vocês tem de importar, além disso, está na lista do s20 maiores devedores do mundo. Quem é o falido , então??? Com a escolha do rio para as Olimpíadas muitos problemas sociais terão a chance de serem resolvidos e tenho fé que serão. Valeu, Rio 2016! O resto só mesmo tomando um remedinho para a azia….

  8. maria monteiro says:

    Gisele, rectifico para uma melhor leituraSendo um pais tão “falido”, “decadente”, “tão do terceiro mundo” como diz acima o sr. Washington Moreira (brasileiro) eu não entendo porque vai gastando tanto dinheiro em futebol, carnaval … e o povo brasileiro não reclama, nada diz … antes pelo contrário o povo brasileiro até gosta

  9. Washington MOreira says:

    Gisele Telles , pelo visto você deve ser mais um brasileiro alienado , que acredita nos dados economicos-sociais divulgados pelo nosso governo e nossa mídia fascista ultra-direita conservadora .De fato o Brasil tem um grande potencial econômico , temos território , recursos naturais abundantes ,um vasto litoral , população ,etc e de fato temos o oitavo PIB(produto interno bruto) do mundo , mas na hora de dividir esse bolo , muito na mão de poucos e pouco na mão de muitos ,é que vemos as razões por que somos um país subdesenvolvido .Faça alguns teste , matricule seu filho em escola pública , ligue para a poícia enquanto sua casa é roubada e procure atendimento médico num posto de sáude publica quando tiver por exemplo suspeita de dengue(uma doença do século 19). Tenho saudade dp slogan do Regime Militar -Brasil , ame-o ou deixe-o , uma pena eu não ter dinheiro para sair.

  10. Gisele Telles says:

    Washigton Moreira, não sou nenhum “brasileiro alienado”, muito pelo contrário, sou Brasileira, COM ORGULHO e nada alienada. Tenho duas graduações e um mestrado. Sei de todos os problemas do Brasil porque sou carioca e convivo com todos eles. No entanto, não é com pessimismo nem com falta de patriotismo que iremos a algum lado. As desigualdades sociais existem, porém, temos de ter fé que com crescimento e desenvolvimento econômico chegaremos à uma sociedade mais igualitária. Quanto ao slogan da ditadura militar, o povo brasileiro, em sua maioria, não sente saudades nenhuma disso. Preferimosviver numa sociedade, que embora não sendo uma das mais justa, é sem sombra de dúvidas, democrática.

  11. Washington MOreira says:

    Maria Monteiro , nossos governantes nas três esferas(municipal , estadual e federal) gastam dinheiro , cuja destinação era para educação , sáude e segurança com carnaval , futebol e festas , pois dar mais voto nas eleições do que os gastos sociais. No Brasil chamamos alienação essa maneira de enganar, roubar o povo ,mas em contra partida oferece algum benefício(festa) para desviar a atenção do povo não perceber que está sendo lesado.

  12. Gisele Telles says:

    Maria Monteiro, apesar dos problemas, sediar os Jogos Olímpicos nos trará um legado social que não teríamos caso não fóssemos a sede dos jogos. Para o rio e para o brasil isso é bastante positivo.

  13. maria monteiro says:

    Há exemplos de muitos países que a riqueza é o grande entrave ao seu desenvolvimento e até mesmo à paz…. quando cheira a petróleo, diamantes, ouro, (Angola, Timor, …) dá vontade de dizer quem dera que a riqueza do país fosse apenas o seu povo ….

  14. Gisele Telles says:

    Maria, a riqueza do Brasil TAMBÉM é o seu povo. Um povo alegre e otimista, acolhedor com os que vem de fora. E acima de tudo, com grandes esperanças num futuro melhor… e que me desculpem os pessimistas…

  15. maria monteiro says:

    Lula da Silva recorreu ao slogan de Obama para defender a candidatura do Rio “No Brasil estávamos habituados a dizer nós não podemos, somos pobres, como se fossemos cidadãos inferiores. Desta vez queremos dizer: sim, nós podemos” Parabéns Brasil

  16. Washington MOreira says:

    Gisele Telles , tá explicado sua empolgação , você é uma carioca alienada , bairrista por natureza e classe média , que tá pouco se lixando pelos excluídos. Certamente se São Paulo fosse escolhida para sediar uma olímpiada , você estaria aqui fazendo mil críticas ao Brasil e São Paulo. Não tenho orgulho nenhum de ser brasileiro e sim vergonha .Não é a toa que vistos de entrada de brasileiros na Espanha são negados ,nossa fama no exterior é de ladrão para os homens e prostitutas para mulheres.Não discuto religião , futebol e barrismo e sim idéias.fui pro http://www.r7.com

  17. Gisele Telles says:

    Washington Moreira, mais uma vez você deu bola fora. Moro no subúrbio, não sou classe média. Ao contrário, sou professora e batalho muito para viver. Não sou nenhum pouco bairrista e torceria para qualquer estado do Brasil. Sinto muito por você não ter orgulho do seu país e aconselho que caso tenha chances saia daqui o mais rápido possível, porque de “brasileiros” como você, sinceramente, não precisamos.

  18. Washington MOreira says:

    Prezada Gisele , graduação(canudo) não é sinõnimo de conhecimento , e se tratando do Brasil onde o ensino superior está avacalhado ,que em toda esquina tem uma faculdade , onde analfabeto passa no vestibular da faculdade Estácio de Sá.Prefiro ser um infeliz brasileiro que cai na real do que um feliz brasileiro alienado vivendo num mundo de fantasia.

  19. Gisele Telles says:

    Washington Moreira, em nenhum momento eu disse que canudo significa conhecimento, no entanto, a falta dele também pode ser sinônimo de incompetência. Daí que até entendo a sua dor de cotobelo… E mais uma bola fora sua, porque as minhas duas graduações foram em universidades federais (UFF – Niterói) e o meu mestrado foi na UFRJ, aliás, na COPPE, caso não saiba, melhor centro de pós graduação em engenharia da América Latina. Pois é Whashington… é centro de excelência, e é do BRASIIIIIL!

  20. maria monteiro says:

    reunido aqui o “comité central” está decidido que em 2016 irei ao Rio…. Viva os Jogos Olimpicos.

  21. Gisele Telles says:

    Pode vir Maria, que será bem recebida. Com todo carinho e respeito. Abraços!

  22. Carlos Ruão says:

    gosto muito dos meus vizinhos. ele chama-se edivaldo e é empregado na construção civil e trabalha por toda a europa. ela chama-se cláudia e trabalha num restaurante na ribeira do porto. são os dois dos arredores pobres de são paulo. são muito mas muito bem educados. estão cá para «fazer pela vida» como muitos de nós andam por esse mundo a «fazer pela vida deles». quando os vir vou perguntar-lhes se estão contentes pela escolha do seu país – e por que razão – e ficarei certamente mais elucidado. eles não «descartam» brasileiros nem portugueses. são mestiços e belos. e já agora aproveitarei para lhes perguntar qual a nacionalidade do papel higiénico que usam. o meu nada me diz. já cá faltava o complexozinho …aquilo que eu mais gosto da américa do sul é da ilha de páscoa, pá ! ass. anarquista do vale


  23. Meu caro,Copiei o teu post para o meu blogue, com os respectivos créditoshttp://atributos-1.blogspot.com/2009/10/blog-post.htmlAbraçoJ M

  24. Ricardo Santos Pinto says:

    Caros amigos brasileiros e em especial Gisele,Quando escrevi o que escrevi, não tinha como objectivo rebaixar o Brasil. Pelo contrário, por isso não é preciso vir com esse tipo de discurso. Disse exactamente o mesmo que disse na altura em relação a Portugal – que não devia ter organizado o Euro/2004 de Futebol porque não fazia sentido o país gastar tanto dinheiro quando há tantos problemas por resolver. E hoje prova-se que é verdade: os estádios estão quase todos vazios, outros estão na II Liga ou até, como é o caso do do Boavista, no futebol não-amador; e o país está mais endividado.

  25. Gisele Telles says:

    Ricardo Santos Pinto, quando escreveu o que escreveu, ficou claro que o fez sem conhecimento de causa. Blog na internet qualquer um pode ter, não é mesmo? No entanto, apesar de ser um veículo em que pessoas podem expressar livremente suas opiniões, essas mesmas opiniões, de também são pasíveis de críticas. Você tem o direito legítimo de expressar sua opinião, porém, mostrar um clipe sobre favelas e com isso querer atribuir ao Brasil essa imagem tão simplista do que é a nossa realidade, não é algo que na minha opinião possa ser levado 100% a sério. Organizamos um Panamericano em 2007, então, aproveite a “carona” das favelas e mostre também os estádios e a infra-estrutura de Primeiro Mundo que foi feita no Rio para receber esses jogos. Será que porque temos favelas, não podemos ser competentes e organizar uma Olimpíada digna? Reveja seus conceitos a respeito de “riqueza” e de “pobreza, pois como já foi dito aqui, a maior riqueza de um país, sem sombra de dúvidas é o potencial do seu povo. Cumprimentos!


  26. Gisele, compreendo a sua indignação e louvo o seu patriotismo. O que o Ricardo pôs em causa não foi a capacidade do Brasil para organizar os Jogos Olímpicos; o Ricardo questiona as prioridades que quem manda no Brasil estabelece para o País. Nós, portugueses, respeitamos o Brasil e os brasileiros. O mesmo já não se pode dizer da generalidade dos brasileiros. Lembre-se das estúpidas «piadas de português» que qualquer imbecil se arroga o direito de emitir. O patriotismo de uns não pode ser feito à custa do patriotismo dos outros.

  27. Gisele Telles says:

    Carlos Loures, o que está sendo posto em causa aqui não são as relações entre portugueses e brasileiros, e sim, talvez a falta de capacidade de um país subdesenvolvido em cediar uma olimpíada. Acontece que os benefícios sociais que o evento nos trará, são bem maiores do que uma previsão futura de desperdício do dinheiro público. O governo acaba de anunciar uma comissão gestora dos recursos, e se haverá corrupção ou gastos desnecessário somente o tempo dirá. Apesar disso, acredito que os benefícios em obras de infra-estrutura para o Rio de Janeiro serão muito maiores. Um exemplo disso são as obras dos Jogos Panamericanos em 2007 que ficaram como um legado para a cidade. A opinião dele foi baseada no que acontece em Portugal, e a respeito disso nada posso dizer. Se ele morasse no Rio e convivesse com a nossa realidade eu daria crédito a esse tipo de opinião, mas como isso não acontece, não existe base concreta para tal afirmação.


  28. Acredito plenamente que a organização dos Jogos permitirá regenerar infra-estruturas, rejuvenescer a rede de transportes, etc. Pode ser até que, numa operação de maquilhagem, as favelas desapareçam (ou, pelo menos, sejam escondidas). Não tenho dúvidas de que o Rio ficará melhor depois do evento. Numa escala menor, quando aqui se organizou a Expo-98, uma grande área degradada de Lisboa foi reabilitada. Insisto: não haveria outras prioridades? Claro que é aos brasileiros que compete responder a esta pergunta. Em Portugal, onde se colocou a mesma questão relativamente à Expo-98, não conseguimos alcançar um consenso. Desejo que tudo corra bem com os Jogos Olímpicos do Rio.

  29. Luis Moreira says:

    Gisele, gosto de si! É combativa, patriótica e culta. Nós todos fazemos o tipo de crítica do Ricardo, mas quando tivemos cá o Europeu e a Expo 98 foi uma loucura de felicidade. Estive aí no Rio em Nov. do ano passado e realmente nós, portugueses e Brasileiros, somos primos.Nos próximos 5 anos o Brazil vai ser um dos BRIC (Brazil,Rússia,India,e China) os mais ricos e os que mais crescem.Abraço

  30. Luis Moreira says:

    o Wasington, gosta tanto do Brazil e tem tantas saudades que não compreende como é que um país com aquelas condições já não acabou com a pobreza. Ninguem compreende Wasington!Abraço

  31. Ricardo Santos Pinto says:

    Não é nada disso, Gisele – só prova que não leu o meu «post» com atenção. O que eu escrevi foi: «Não haveria problemas mais importantes para resolver primeiro?»Por outras palavras, o que eu escrevi foi que é um evento que irá ser muito caro e que certamente haveria outros problemas para resolver primeiro, como a pobreza. Quanto ao resto, tenho a certeza que vão ser uns excelentes Jogos Olímpicos, muito bem organizados. Nunca pus isso em causa.E disse exactamente o mesmo em Portugal. Gastaram-se rios de dinheiro a organizar a Expo/98 e o Euro/2004 de Futebol, num país pobre que tem tanta pobreza. E só gastámos dinheiro e nada recebemos em troca. Se acha que vai ser bom para o Brasil em termos económicos, muito bem, isso já é outra questão. E aí respeito a sua opinião.Já agora, neste blogue, o Aventar, somos mais de 20. E fomos nós os primeiros a dar os Parabéns ao Brasil, em cima da hora, pela vitória. Veja aí: http://aventar.eu/2009/10/02/2016-e-os-jogos-olimpicos-vao-para/E mentiria se dissesse que não me deu uma grande alegria ver o Brasil a derrotar os americanos.

  32. Gisele Telles says:

    Carlos Loures e Luis Moreira, aqui no Brasil, especificamente no Rio, a população apóia e está muito contente com a escolha da cidade. Muitos, como eu por exemplo, veem nisso uma ótima oportunidade de crescimento e de trazer melhorias para nossa cidade. Quanto às favelas, já há alguns anos existe um projeto chamado “Favela Bairro” que consiste em urbanizar as favelas transformando-as em bairros com toda a infra-estrutura e tirando esse aspecto feio q apresentam hoje. Desde o ano passado, a polícia vem instalando unidades pacificadoras com o objetivo de combater o tráfico a aumentar a segurança na favelas. É claro q ainda existe muito a fazer, mas temos de ter esperanças num futuro melhor. Quem nãoa credita que nada possa melhorar e fica remoendo mazelas, é melhor deitar num caixão e esperar a morte, porque quem está vivo tem de acreditar em coisas boas e num futuro melhor, é nisso q acredito. Quem vive num país como o meu, cheio de problemas, tem que ser otimista porque quem é pessimista não dá sequer um passo p/ frente.Um abraço e tudo de bom p/ vocês!

  33. Luis Moreira says:

    Gisele, já agora o melhor papel higiénico é português e temos uma das fileiras mais importantes de pasta de papel, com floresta, e indústria. Temos empresas que trabalham com a NASA ,farmacêuticas com importantes descobertas na área da medicina, temos institutos dos mais prestigiados na área do cancro como o IPATIMUP,o melhor vinho, a melhor cortiça (que é utilizada pela NASA) os melhores sapatos, os melhores têxteis, turismo que recebe 24 milhões todos os anos.A nossa fruta sabe a fruta, a nossa água é a melhor da Europa. Infelizmente tambem nascem cá políticos.

  34. Gisele Telles says:

    Ricardo Santos Pinto, acho que o q escrevi acima já serve de resposta. A maioria dos brasileiros acredita que sediar as Olimpíadas será uma oportunidade de desenvolvimento social. É claro que depende agora dos políticos agirem com seriedade e levar todos os projetos à frente. Quanto às prioridades, acho que uma coisa não exclui a outra, pelo contrário, as prioridades que são: segurança, urbanização, transporte, etc, todas elas podem ser executadas em 7 anos com as obras p/ os Jogos. É claro q depende de seriedade e honestidade por parte dos administradores.Abraços!

  35. Gisele Telles says:

    Luis Moreira, falei do papel higiênico como um exemplo, não foi para desmerecer seu país. Portugal é um país lindo e bem organizado, nada deixando a dever aos países de Primeiro Mundo, como de fato é. Tenho ascendência portuguesa , meus avós eram portugueses, portanto, repeito e gosto muito do seu país. Só acho que devem priorizar o crescimento com produção. Estar na lista de devedores não é nada bom. E digo isso com conhecimento de causa, porque o Brasil por muitos anos foi devedor do FMI, mas atualmente não é mais. E até nisso temos um exemplo de que as coisas podem melhorar.

  36. Luis Moreira says:

    Diga isso aqui aos socialistas, que somos devedores. Há cinco atrás devíamos 10% do PIB agora devemos 100%.

  37. Marlow says:

    Primeiramente, digo que achei muito interessante vossa discussão acerca do assunto. Segundo, que assim como a Gisele sou brasileiro. A minha opinião sobre isso tudo é que, como fã de esportes, será ótimo ver os jogos em meu país, sei que tudo o que for necessário para que esses sejam os melhores possíveis será feito (redução da violência, infraestrutura…). Mas será que os fins vão justificar os meios? Quero dizer, como o Rio vai se preparar? Será que a verba orçamentada para as obras será realmente somente a necessária para sua realização, ou haverá desvio? Será que após os jogos as instalações serão utilizadas continuadamente? (Para exemplificar, o Engenhão, estádio construido para o PAN e que abrigou o futebol e a maioria dos esportes de atletismo no PAN, ficou apenas pro futebol; as instalações de tiro provavelmente terão sua manutenção encerrada…) Meu medo é que os políticos aproveitem para roubar nosso suado dinheiro com superfaturamentos. Assim como você, Gisele, eu e minha esposa somos professores, ganhamos nosso dinheiro com muito suor, e sabemos que se tudo dependesse apenas da boa vontade da população poderíamos ficar tranquilos, mas tem muitas pessoas que vão tentar tirar proveito da situação. Portanto, acho que nós só podemos (e devemos) fazer uma coisa: fiscalizar as obras, orçamentos e manutenção posterior das instalações, para que realmente possamos dizer: Valeu a pena pro Brasil.

  38. Renato says:

    Mentiras,Hipocrisias,Conspiracao envolvendo politicos,donos de jornais e meios de TV,empresas corporativas,policia.Todos juntos para um objetivo.ALIENAR E ESCRAVIZAR essa sociedade burra,feita de materia prima farta que sao os adolescentes de merda e jovens do pais analfabetos que em estado de ignorancia absoluta vao PROTEGER os interesses desses porcos que estao no poder.Acho que o pouco que sobrou dos homens esclarecidos do pais deveriam BOICOTAR ESSE COPA E OS OLIMPICOS.Ta cara que o unico interesse é o dinheiro.E pior quem esta no poder VAI QUERER VENDER A IMAGEM DE UM BRASIL que nao existe.Vai ser divertido ver pretos,pobres celebrando a ignorancia enquanto trabalham como porcos escravos sendo manipulados por uma midia vendida que fara o impossivel para alienar esses imbecis em troca de rapadura e camisa hering.E no final.veremos todos os estadios lotados de brancos bonitos e saudaveis na tv durante os jogos.Ou seja um pais que nao existe1 HELL DE JANEIRO jamais! BOICOTEM TUDO!!/

  39. maria monteiro says:

    Sr Renato o seu testemunho faz-me ainda gostar mais do Brasil e do Presidente Lula da Silva. Pressuponho que os de “raça indefinida” são os que se divertem a ver pretos a trabalhar e brancos nos estádios…

  40. João Lima says:

    Sabe, meu caro Aventar, eu concordo com você, que parece estranho, que um país com tantas desigualdades se abalance a sustentar aquele grande evento.
    Eu se estivesse ai, também coçaria a cabeça (rs), como mostra de estranheza.
    Mas, sabe, o governo brasileiro deseja uma cadeira permanente no Conselho de Segurança da ONU e isto será mais um recurso neste pleito.
    Outrossim, no RJ se farão grandes obras de desfavelização e melhoria das condições de vida daquelas populações. Para tal haverão ainda vários anos…e isto redundará em favor dela.
    Dai eu achar válido o recurso, pois aquele evento trará ainda muitos recursos em moedas fortes ao Brasil à benefício de sua população. Abrangendo nisto várias cidades brasileiras, além do Rio.
    Note-se, que o Brasil é muito importante na comunidade internacional da lingua portuguesa. Tê-lo no CS/ONU será bom para todos os países, que a integram.
    E lembre-se, que a Espanha e os paises hispano-americano nada possuem ali (rs). Portugal ai festejará junto com o Brasil.

    abraços…

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.