O NOBEL OBAMA

Barack Obama, prémio Nobel da paz!!!
Muito mais importante do que saber se é ou não merecido, é o facto de obrigar Barack Obama a merecê-lo de hoje em diante. Ao contrário do que disse Luís Amado, chamando-lhe presente com alguma dose de veneno (porquê veneno?), eu diria um presente com muito açúcar. Um prémio que revela da parte do júri, penso eu, um golpe de estratégia e uma admiração, não tão sentida como a que espera vir a ter ao vinculá-lo a tão grande e nobre compromisso. Na realidade, perante tal desafio, Obama não pode vacilar, e o seu rumo terá de ser a antítese do que foi até hoje a política americana, sob pena de pôr tudo a perder. Uma honra é certo, mas pesada como chumbo, numa América genuína e geneticamente belicista.

Comments

  1. Luis Moreira says:

    Se o ajudar a tornar o mundo melhor veio na altura certa, até para o interior do seu próprio país, onde se levantam resistências nunca vistas.

Deixar uma resposta