3 comentários em “Mais um 2010”

  1. Caro Adão Cruz, somos, parece-me a mim, diferentes. Essa diferença permite um diálogo que gosto de ter consigo. A sua pintura, de cores fortes e aventurados, são a contradição da frase sobre a liberdade baseada na racionalidade. Faz-me lembrar Descartes e Rousseau. Apenas que estes, param o tempo para filosofar. Adão Cruz faz o tempo andar na pintura que mostra sem dúvida, a liberdade em movimento, a vida ao longo da existência. Existência, uma outra forma de dizer liberdade conquista na caminhada. Faz-me lembrar as esculturas de Rodin, que, apesar de ser em mármore, como O Beijo, está em permanente acção. Tive um desmaio na Tate Gallery, sítio de uma das cinco cópias de La besée; ou o Moisés de Michelangelo. Mostra a um combatente pela causa da justiça, do aprender ao longo do tempo. Agradeço frase e pintura. Parou a minha escrita por mais de uma hora, queria entender as cores do barco, quase uma revolta do século XVIII. Permita-me enviar os meus parabéns pela frase, que faz parte da obra de arte. Eu, romanceio, Adão, pensa.

  2. Caro Raul Iturra, muito obrigado pelo excelente e profundo comentário. Penso que não seremos assim tão diferentes. Penso que o pensamento é a pedra fundamental da nossa comum filosofia de vida. Romancear é pensar, e pensar pode ser romancear de muitas e variadas formas. Na verdade, enferme eu das limitações que enfermar, a única riqueza da minha existência como ser vivo, humano, é a minha razão. Nada tenho de mais valioso. Hoje, tudo, do ponto de vista científico, se baseia na ciência da evidência. Evidência que nunca é absoluta, mas que nos aproxima, como nunca, da fronteira da verdade. Se reparar, nada há no nosso dia a dia que não tenha como base o desenvolvimento científico.
    Fiquei particularmente sensibilizado pela sua referência á minha pintura. Creio que acertou na “mouche”, isto é, creio que apanhou em cheio a minha mensagem. Fico muito orgulhoso. Um abraço.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.